Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador programas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador programas. Mostrar todas as postagens

Conheça o Portal de Apps portables para Linux

Um comentário

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Vários programas portáteis para download

Uma das queixas que eu já ouvi em relação ao GNU/Linux é que não existem programas portables para serem carregados em um pendrive e usados em qualquer máquia.
Pois bem, não haviam....
Hoje descobri um site muito interessante chamado http://portablelinuxapps.org/ onde são disponibilizados vários programas como, Blender, GIMP, Inkscape, alguns e jogos e muitos outros softwares de maneira grátis e portátil.


Basta acessar e navegar pelas categorias, que são semelhantes as opções que temos na central de programas do Ubuntu.


Fique por dentro de tudo o que acontece no Diolinux...

              Twitter Diolinux@blogdiolinux   Facebook  blogdiolinux  Twitter Diolinux@dionatanvs   Google Plus Circule do Google +

Allmyapps: Instale, Desinstale e atualize os programas do seu Windows

Nenhum comentário

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

As vezes por aqui trazemos algumas dicas sobre o Windows, e é verdade se eu tivesse um redator dedicado ao sistema teríamos mais notícias ( se estiver interessado clique aqui).
Certo, me desculpe pela apelação acima e vamos ao que interessa rsrsrs.
Nós que usamos Linux ( e Ubuntu) estamos a um certo tempo acostumados com a Central de Programas do Ubuntu, um software que gerencia os programas no seu computador, onde se pode instalar e desinstalar os softwares, onde se pode comprar alguns itens e etc.
Esse tipo de funcionalidade virá incorporado com o Windows 8, mas se você usa ainda o XP, o Vista ou Seven, você ainda não dispõe de nada parecido, ou não dispunha até agora.

Apresento o AllMyApps um software de gerenciamento de programas

All My Apps


Será preciso criar uma conta no site para poder usufruir do programa, baixe ele pelo ícone de Download e instale no melhor estilo N>>N>>>F, logo após o programa fará uma varredura dos softwares instalados no seu computador,  mostrando os programas que podem ser atualizados, e mostrando uma enorme lista separada por categorias do programas (inclusive jogos) semelhante ao que acontece na Central de Programas do Ubuntu. Os programas podem ser instalados com um clique ( e mais alguns conforme os instalador) a grande vantagem, além de você conseguir gerenciador todos os programas do seu computador por um local só, é que ele baixa programas diretamente do site do desenvolvedor o que torna a existência de vírus menos provável.

All My Apps

A aparência do programa lembra o a extinta interface metro do Windows 8. 
E ai curtiu? Para conhecer esse software muito interessante clique aqui.

Aproveito ainda para dar uma dica final para quem usa Ubuntu. Conheça uma alternativa a Central de Programas do Ubuntu clicando aqui.



Fique por dentro de tudo o que acontece no Diolinux...


Use o FreeFileSync para sincronizar pastas e arquivos no Linux

Nenhum comentário

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

FreeFileSync é um software livre e software de código aberto que sincroniza seus arquivos e pastas. O projeto enfoca a produtividade do usuário e do desempenho em tempo de execução para ajudar a fazer o seu trabalho rapidamente e sem interferências.

Free FileSync


Principais Características

  • Detectam arquivos e pastas movidos ou renomeados
  • Copiar arquivos bloqueados (Volume Shadow Copy Service)
  • Detectar conflitos e propagar exclusões
  • Comparação de arquivo binário
  • O suporte total para links simbólicos
  • Automatizar a sincronização como um trabalho em lotes
  • Processar vários pares de pastas
  • Cópia de atributos NTFS  estendidos (comprimido, encriptado, pobres)
  • Backup de permissões NTFS
  • Suporta nomes de caminhos longos (> 260 caracteres)
  • Cópia de arquivos seguros
  • Multiplataforma: Windows / Linux
  • Expandir variáveis ​​de ambiente, como% USERPROFILE%
  • Acesso ao disco removível através do nome de volume
  • Suporte para 64 bits
  • Manter versões de arquivos apagados / atualizados
  • Seqüência de sincronização ideal evita gargalos de espaço em disco
  • Suporte completo para Unicode
  • Desempenho altamente otimizado
  • Incluir / excluir arquivos pelo filtro
  • Instalação local e portátil
  • Gerenciar agendas de verão FAT/FAT32
  • Use macros% time%%% date, et al. para backups regulares
  • Sincronizar com suporte para maiúsculas e minúsculas
  • Bloquear para serializar vários trabalhos em execução contra o mesmo compartilhamento de rede
Se você usa o Ubuntu ou Mint fica mais fácil ainda de instalá-lo e vamos usar um comando só, abra o terminal e copie e cole:

sudo add-apt-repository ppa: FreeFileSync / ffs && update sudo apt-get && 
sudo apt-get install FreeFileSync



Fique por dentro de tudo o que acontece no Diolinux...

              Twitter Diolinux@blogdiolinux   Facebook  blogdiolinux  Twitter Diolinux@dionatanvs   Google Plus Circule do Google +

Instale uma nova central de programas no Ubuntu/Mint [Atualizado]

4 comentários

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Existem várias maneiras de se instalar programas do Linux Ubuntu, a Central de Programas do Ubuntu veio para revolucionar a maneira com que instalamos programas do Linux, dela surgiram outros derivados com as Central de Programas do Mint, para os mais saudosistas ainda existe o Synaptic.
A opção que eu vou lhes apresentar agora é considerada por muitos com a melhor central de programas do mundo Linux, trata-se da Deepin Software Center.
Como o nome sugere ela é a central de programas de uma distro chamada Deepin, que é baseada no Ubuntu.
A central de programas Deepin tem muito mais recursos que a CPU tradicional, além da organização ser diferente e da possibilidade de personalização, ainda é possível instalar mais de um programa ao mesmo tempo, gerenciar atualizações e muito mais.

Central de Programas Deepin

Para instalá-la no Ubuntu ou Mint faça o seguinte:


Abra o terminal e digite:

 sudo gedit /etc/apt/sources.list

Cole as seguintes linhas no documento que irá se abrir:

deb http://ppa.launchpad.net/noobslab/deepin-sc/ubuntu precise main 

deb-src http://ppa.launchpad.net/noobslab/deepin-sc/ubuntu precise main 

Salve e feche o documento de texto e digite no Terminal:

sudo apt-key adv --keyserver keyserver.ubuntu.com --recv-keys F59EAE4D

sudo apt-get update

sudo apt-get install deepin-software-center

ou procure o pacote pela Central de Programas do Ubuntu

para executá-la no terminal digite

deepin-software-center

Fique com um vídeo demonstrativo produzido pelo OMG Ubuntu:






Fique por dentro de tudo o que acontece no Diolinux...

              Twitter Diolinux@blogdiolinux   Facebook  blogdiolinux  Twitter Diolinux@dionatanvs   Google Plus Circule do Google +

WINE 1.5.11 disponível

Nenhum comentário

Alexandre Julliard anunciou em 17 de agosto uma nova versão do WINE
 , a ferramenta que permite que usuários de Linux  rodem aplicações Windows. Esta nova versão corrige vários erros e introduz algumas melhorias .

Melhorias importantes:

  • Atualizado para suportar multi-canais no driver ALSA;
  • Removido bloqueio X11;
  • Adicionado suporte para configurações de posição Uniscribe;
  • Adicionado mais implementações de E / S no C + + executáveis;
  • Várias correções de bugs.

Wine 1.5.11 também traz correções de bugs para o seguinte jogos do Windows:  FEAR 3, Starcraft II, Ghost Recon Advanced Warfighter, Ghost Recon Advanced Warfighter, e muitos outros. 


Você pode baixar diretamente do site


Fique por dentro de tudo o que acontece no Diolinux...

              Twitter Diolinux@blogdiolinux   Facebook  blogdiolinux  Twitter Diolinux@dionatanvs   Google Plus Circule do Google +

Como rastrear seu Notebook ou Smartphone roubado com o Prey

4 comentários

terça-feira, 21 de agosto de 2012


Prey

Bom, acredito que devem existir poucos motivos para você estar lendo este artigo, ou você é realmente uma pessoa precavida ou você teve seu dispositivo roubado ou perdido.
Se você é precavido parabéns, mas realmente há uma grande possibilidade de você estar lendo isso porque seu tão querido aparelho já não está mais com você.
Eu infelizmente faço parte do segundo grupo, pois recentemente um notebook foi roubado da minha família. Agora é tarde demais para pensar em rastreamento, mas a lição foi aprendida. Vamos ao artigo então.


Conheça o PREY

O PreyProject é um projeto de rastreamento Open Source multiplataforma, e quando digo multiplataforma é multiplataforma mesmo! Ele pode ser usado em dispositivos que rodam Android, iOS, Windows, MAC, Linux e em especial para Linux temos versões empacotadas para praticamente todas as distribuições.

Bom primeiramente visite a página do projeto e crie uma conta.
Verifique o seu E-mail para ter certeza do cadastro, depois de se certificar é hora de baixar a aplicação para o seu dispositivo.

Baixe a versão para seu sistema operacional neste link

No Android e no iOS você pode usar a Google Play Store e a App Store respectivamente.

No meu caso baixe a versão para Ubuntu para o meu notebook e por este motivo o tutorial segue com as configurações no Ubuntu, mas elas não são diferentes das dos outros sistemas, apenas a maneira de instalar.

Com o arquivo no seu pc com Ubuntu, use o Gdebi para instalar o pacote .deb. Caso você não tenha esta aplicação no Ubuntu você pode usar a própria central de programas.

Obs: Na central de programas do Ubuntu há uma versão do PREY, mas ela está um pouco desatualizada, recomendo baixar a versão mais nova do Software.

Depois de instalado procure por "PREY" na Dash do Unity ou no menu da sua interface gráfica:
Será necessário digitar a senha de ROOT para acessar a aplicação.

Configurando o Prey no Ubuntu

Na aba "reporting mode" você tem alguns configurações de opções pessoais a fazer, supondo que você já tenha criado sua conta no PREY anteriormente, agora é a hora de digitar o Email e a senha da sua conta. Marque a opção "CREATE A NEW DEVICE IN MY CONTROL PANEL" para criar um novo dispositivo no painel de controle do PREY na web, logo mais o programa irá fechar e ficará sendo executado em segundo plano, não se preocupe ele não afeta o desempenho da máquina.

Se tudo está instalado devidamente podemos fazer um teste. Acesse a página do PREY e faça login no canto superior direito.

Prey Login

Com isso você terá acesso a seu painel de controle.

Painel do PREY

No meu caso, coloquei meu smartphone e meu notebook, para ver as opções que incluem disparar um alarme entre outras basta clicar no dispositivo desejado, na versão free que é a que estamos usando  você pode cadastrar até 3 dispositivos.
OBS: Repare que existe um bug na imagem, apesar de eu ter instalado o prey no meu Ubuntu o ícone que aparece sobre a miniatura do Notebook é do Windows (¬¬).

Eu fiz um teste com o alarme e realmente funciona, teve um delay de uns 5 min da ativação do alarme até a execução remota, mas funcionou.

Isso é tudo pessoal, ninguém gosta de ter algo de valor roubado, ainda mais um aparelho que pode conter muitas informações pessoais. Então vale o ditado, melhor prevenir do que remediar.


Fique por dentro de tudo o que acontece no Diolinux...


Angry Animals, a versão livre do Angry Birds

Nenhum comentário

terça-feira, 19 de junho de 2012


Angry Animals, a versão livre do Angry Birds
Co­nhece o Angry Birds? Gosta desse jogo? Então este ar­tigo é para si!
Este ar­tigo apre­senta um clone do ori­ginal Angry Birds, que tem a grande van­tagem de ser livre. Esse clone tem o nome de Angry Ani­mals e é um jogo ex­tre­ma­mente pa­re­cido com o ori­ginal, ou seja, um quebra-ca­beças.
O con­texto do Angry Ani­mals, muito à se­me­lhança do Angry Birds, é muito sim­ples e passa por uti­lizar uma fisga que lança ani­mais contra uns ali­a­ní­genas que in­va­diram a terra. O ob­je­tivo é des­truir as es­tru­turas em que esses “es­tran­geiros” se en­con­tram.
Angry Animals
Apesar do Ubun­tued estar a de­dicar este ar­tigo para este jogo, na ver­dade, este jogo não foi es­crito para ser uti­li­zado es­pe­ci­fi­ca­mente no Ubuntu. Na ver­dade, este jogo foi es­crito em Flash e es­tava dis­po­nível ori­gi­nal­mente no site Funny­Games.
O que acon­teceu foi sim­ples­mente um em­pa­co­ta­mento do jogo de forma a ser pos­sível jogá-lo sem pre­cisar de uti­lizar nem a In­ternet, nem um browser.
Angry Animals
No en­tanto, apesar deste sim­ples jogo ser uma pe­quena apli­cação Flash, como é um clone do po­pu­la­rís­simo jogo Angry Birds, não podia ser dei­xado de parte. Para os uti­li­za­dores que não sabem que jogo é o Angry Birds, ele sim­ples­mente foi con­si­de­rado um dos me­lhores jogos de 2010. Foi trans­fe­rido cerca de 50 mi­lhões de vezes, sendo ca­rac­te­ri­zado como um jogo tra­di­ci­onal mas mo­derno.
Como o Angry Birds é um jogo pro­pri­e­tário, não livre, então Vladyslav Kulyk An­drey Po­mazan re­sol­veram criar uma versão ex­tre­ma­mente se­me­lhante cha­mada Angry Ani­mals. Assim, qual­quer uti­li­zador po­derá jogar um quebra-ca­beças ex­tra­or­di­na­ri­a­mente vi­ci­ante de uma forma livre.
Angry Animals no Ubuntu

INS­TA­LAÇÃO DO ANGRY ANI­MALS

Tal como re­fe­rido, o jogo Angry Ani­mals não é um jogo comum nem uma apli­cação comum em que basta ins­talar através de um fi­cheiro de ins­ta­lação .deb. Assim, o mé­todo de ins­ta­lação é um pouco di­fe­rente do normal, no en­tanto, bas­tante sim­ples caso siga os passos ex­pli­cados neste ar­tigo.
Existe duas hi­pó­teses de ins­ta­lação do jogo, uma através do ter­minal, que re­co­mendo vi­va­mente, uma al­ter­na­tiva através de ja­nelas.
Angry Animals

INS­TA­LAÇÃO VIA TER­MINAL

O modo de ins­ta­lação que re­co­mendo, via ter­minal, é ex­tre­ma­mente sim­ples e basta abrir a con­sola e ir co­pi­ando o que é re­fe­rido nesta secção. Assim, co­mece por abrir o ter­minal e, caso de­seje, na­vegue para uma pasta onde vai guardar o jogo. No meu caso (ver vídeo abaixo), es­colhi guardar logo na Pasta Pes­soal.
Pos­te­ri­or­mente, de­verá co­piar o co­mando se­guinte que ba­si­ca­mente fará down­load do jogo para a pasta onde você se en­contra (caso não tenha mu­dado de pasta, quando abre ter­minal você en­contra-se na Pasta Pes­soal):
wget http://​sourceforge.​net/​projects/​linuxfreedomfor/​files/​Mix/​angryanimals.​tar.​gz
Quando o pro­cesso de trans­fe­rência con­cluir, de­verá co­piar o co­mando se­guinte para des­com­pactar o fi­cheiro trans­fe­rido e eli­minar o fi­cheiro logo de se­guida:
tar zxvf angryanimals.​tar.​gz && rm angryanimals.​tar.​gz
Na prá­tica, neste mo­mento, o jogo está ins­ta­lado. Assim, sempre que quiser jogar de­verá fazer o se­guinte, ou seja, de­verá en­trar na pasta re­sul­tante da ex­tração es­cre­vendo o se­guinte no ter­minal:
cd an­grya­ni­mals/
Por fim, para jogar bas­tará es­crever o co­mando se­guinte no ter­minal e ele ar­ran­cará:
./flash­player angryanimals.​swf

INS­TA­LAÇÃO VIA AM­BI­ENTE GRÁ­FICO

Al­ter­na­ti­va­mente ao pro­cesso an­te­rior, po­derá pro­ceder ao que é ex­pli­cado nesta secção para ins­talar o jogo. Assim, co­mece por fazer down­load do fi­cheiro se­guinte:
De­pois de trans­fe­rido o fi­cheiro, na­vegue até à pasta onde ele se en­contra, clique com a tecla da di­reita domouse em cima dele e es­colha a opção “Ex­trair aqui”.
A extrair o ficheiro transferido
Será criada uma pasta que tem o jogo. Ou seja, neste ponto, o jogo já está ins­ta­lado. Assim, para jogar, basta en­trar na pasta e dar duplo clique no fi­cheiro “flash­player” para abrir o re­pro­dutor de apli­ca­ções Flash.
Abra o ficheiro flashplayer
Quando o re­pro­dutor es­tiver aberto, na­vegue pelo menu Ar­quivo→Abrir e se­lec­cione o fi­cheiro “angryanimals.​swf” que se en­contra na mesma pasta. O jogo será ini­ciado ime­di­a­ta­mente.
A abrir o jogo Angry Animals

CRIE UM ATALHO PARA O ANGRY ANI­MALS!

Como já deve ter re­pa­rado, tanto um pro­ce­di­mento como outro levam a um ar­ranque do jogo um pouco di­fícil, ou, me­lhor, não tão sim­ples quanto se­le­ci­onar o jogo num menu e ar­rancar com o jogo.
Sendo assim, é re­co­men­dável que crie um atalho para ini­ciar o jogo. In­fe­liz­mente, neste caso, a cri­ação do atalho também não é o mais sim­ples que há, por isso re­co­menda-se al­guma atenção ao que é re­fe­rido a se­guir. Para criar um atalho no menu, re­co­mendo que, antes de mais, veja este ar­tigo para saber como fun­ciona o pro­ce­di­mento:
A criar atalho para o Angry Animals
Tendo em conta esse pro­ce­di­mento, de­verá pre­en­cher os três campos da cri­ação dos ata­lhos da se­guinte ma­neira:
  • Tipo: Como é um exe­cu­tável, então é do tipo “Apli­cação”
  • Nome: Neste campo de­verá pôr o nome do jogo, ou seja, “Angry Ani­mals”
  • Co­mando: É neste campo que re­side al­guma di­fi­cul­dade na cri­ação do atalho.
    • De­verá clicar no botão “Na­vegar” e se­lec­ci­onar o fi­cheiro “flash­player” que se en­contra na pasta re­sul­tante da ex­tracção.
    • Ao clicar no botão abrir, o campo “Co­mando” será au­to­ma­ti­ca­mente pre­en­chido com o ca­minho ab­so­luto para o fi­cheiro “flash­player”. De­verá co­piar todo esse ca­minho e pôr de se­guida a ele, subs­ti­tuindo o nome do fi­cheiro por “angryanimals.​swf”.
    • Por exemplo, caso o campo “Co­mando” ti­vesse sido pre­en­chido com este ca­minho:
      /home/claudio/an­grya­ni­mals/flash­player
      Então de­veria trans­formá-lo no se­guinte:
      /home/claudio/an­grya­ni­mals/flash­player /home/claudio/an­grya­ni­mals/angryanimals.​swf
  • Co­men­tário: Este campo é me­ra­mente in­for­ma­tivo, po­derá es­crever o se­guinte: “Clone do Angry Birds”
  • Ícone: Pode também de­finir o ícone do jogo, para tal clique no botão à di­reita da ja­nela de cri­ação do atalho e adi­cione por exemplo esta imagem à di­reita.
De resto, todo o pro­cesso é exa­ta­mente igual ao que é des­crito no ar­tigo re­fe­rido.

VÍDEO DE­MONS­TRA­TIVO

Neste vídeo é apre­sen­tado o jogo e ainda a ins­ta­lação via ter­minal:

Programa semelhante ao Daemon Tools para Linux

Nenhum comentário

quarta-feira, 19 de outubro de 2011


Esta dica é legal para quem gosta de emular imagens .ISO; para windows existe uma ferramenta muito popular chamada "DAEMON TOOLS" que cria uma unidade virtual de disco no seu computador de maneira que ele interprete a unidade como um novo disco com os dados carregados direto da imagem.

Mas e para Linux?

Bom para Linux também existe um software que tem o mesmo principio do Daemon Tools do Window$.
Totalmente grátis e ideal para ambiente GNOME.

Chama-se    'Gmount-iso', procure por ele na central de programas do Ubuntu caso o use.
Se preferir o programa pode ser baixado por aqui --> Gmount-ISO

Thumb Gmount-ISO 99902

É isso ai galera, até a próxima.
Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo