Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador sistema. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador sistema. Mostrar todas as postagens

PureOS tem versão estável lançada!

Nenhum comentário

terça-feira, 10 de setembro de 2019

Responsável pelo Librem 5, smartphone com Linux embarcado e laptops com o pinguim, a Purism anunciou o lançamento de seu sistema operacional. o PureOS é baseado em Debian e você já pode testá-lo.

purism-pureos-librem5-debian-linux-gnome-software-livre-open-source

Com o lançamento próximo de seu smartphone Librem 5, que começa a ser enviado aos clientes a partir de 24 de Setembro, a empresa decidiu disponibilizar seu sistema operacional. Anteriormente apenas a versão rolling release estava disponível, enquanto a versão estável passava por diversos testes, até que a Purism tivesse a certeza que o PureOS tinha ficado maduro o suficiente. Com planos de entregar um sistema contínuo, em que você instala uma vez e vai recebendo atualizações indefinidamente e outro estável, o PureOS quer passar solidez e praticidade. Fica ao critério utilizar o PureOS estável ou rolling release. 

“Estamos fazendo o lançamento da versão estável do PureOS e criando uma nova versão rolling release. Além dessa versão estável, estamos adicionando dois pacotes complementares - amber-security e amber-updates - que trabalham juntos para criar uma versão sólida”, diz Jeremiah Foster, diretor do PureOS.

purism-pureos-librem5-debian-linux-gnome-software-livre-open-source

Já fizemos algumas postagens sobre o PureOS e seu conceito que se assemelha muito a convergência, proposta pela Canonical (isso na versão mobile do SO). Acesse este link e saiba mais, também abordamos sobre o “PureBoot”, para maior proteção de computadores com Linux. Caso queira mais informações, acesse essa postagem.

Por se tratar de um sistema rolling release, a Purism informou que o PureOS continuará recebendo as atualizações, mesmo com a release estável. Todavia, a versão rolling release é recomendada para entusiastas e usuários avançados que desejem as últimas versões dos programas pré-instalados no sistema. Ao que tudo indica a versão estável será o foco para usuários finais.

purism-pureos-librem5-debian-linux-gnome-software-livre-open-source

Além de ser baseado no Debian, o PureOS conta com o ecossistema GNOME em sua concepção.

Faça o download da versão estável por meio deste link, os mais “moderninhos” podem adquirir o contêiner do Docker, por aqui.

Lembrando que o PureOS não funciona em hardwares 32bits, para mais informações acesse seu site oficial.

Faça parte de nosso fórum Diolinux Plus e não perca nenhuma novidade.

Até o próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎

Fonte: Purism, Softpedia.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Nova atualização do “Ubuntu Touch OTA-8”

Nenhum comentário

terça-feira, 5 de março de 2019

No dia 5 de Abril de 2017, Mark Shuttleworth fundador da Canonical, anunciou ao mundo o fim do Ubuntu Phone, aparelho responsável por trazer embarcada a versão mobile do Ubuntu. Muitos imaginaram que o Ubuntu Touch teve seu fim decretado, entretanto a comunidade abraçou o projeto e vem desenvolvendo o sistema para smartphones paralelamente desde então.

ubuntu-touch-mobile-smartphone

Empenhados em manter o projeto vivo, a comunidade UBports vem ativamente lançando versões periódicas do Ubuntu Touch, e ao contrário do que muitos pensam, o sistema se mantém vivo e recebendo novas implementações por parte dessa comunidade. Esse é um dos pontos fortes de alternativas de código aberto, o software nunca morrerá enquanto existir um público interessado e disposto a desenvolvê-lo.

Constante amadurecimento da plataforma


É evidente de que o Ubuntu Touch não tem as mesmas funcionalidades e recursos que sistemas consolidados no mercado como o Android e iOS, contudo a UBports vem lapidando o sistema e corrigindo eventuais bugs, por exemplo, na última atualização que ocorreu no início do ano, foi adicionado o suporte a temas no teclado do sistema, algo simples, mas que demonstra o carinho e apego a plataforma.

temas-teclado-ubuntu-touch-mobile-smartphone

Com a nova atualização “Ubuntu Touch OTA-8”, o Ubuntu Touch recebeu diversas melhorias, seja de correção de bugs ou funcionalidades em seus apps nativos. 

Outra coisa a se observar, é a repentina velocidade no desenvolvimento por parte da UBports, sua última atualização a “Ubuntu Touch OTA-7”, foi há menos de 2 meses, e a anterior em Dezembro. Essa fórmula de “1 mês e meio, 2 meses para cada atualização”, parece estar se tornando rotina, caso esse ritmo continue, podemos ver novidades com mais frequência e quem sabe maior força do sistema. 

O “Ubuntu Touch OTA-8” tem data de lançamento prevista para 6 de Março

ubuntu-touch-mobile-smartphone-tablet

Maior compatibilidade com dispositivos Android


Muitos usuários gostariam de testar o Ubuntu Touch em seus aparelhos Android (me inclua nessa lista 😂😂😂), porém o número de devices compatíveis é bem restrito. Uma notícia que pode agradar aos entusiastas da tecnologia, é que a partir desta versão, o sistema vem com uma atualização do script de pré-inicialização do contêiner Android para halium-boot, modo que permite a conversação entre os drivers do sistema, com os feitos para Android, isso permitiria aos desenvolvedores do UBports portarem o Ubuntu Touch para mais dispositivos Android no futuro.

Animado com a possibilidade de testar o Ubuntu Touch em aparelhos Android? Infelizmente apenas alguns modelos são suportados, mas imagine instalar o Ubuntu num aparelho “comum no Brasil”, como um Moto G. 

Deixe nos comentários sua opinião, e claro, compartilhe o conteúdo do blog Diolinux com mais e mais pessoas.

Até a próxima, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Conta do Gentoo no Github é hackeada

Nenhum comentário

sábado, 30 de junho de 2018

O Gentoo Linux é conhecido por ser considerado o Linux "faça você mesmo", onde você coloca a mão na massa e vai montando o seu sistema operacional do seu jeito e do zero. Sendo considerado por muitos umas das distros mais rápidas do mercado.


Conta do Gentoo no Github é hackeada





A Organização Linux Gentoo lançou uma nota oficial em seu site nessa sexta-feira (29), comentando a invasão da sua conta no Github, que teria ocorrido na quinta-feira (28) as 20:20 (horário local), a mesma teria comprometido os códigos-fontes ali hospedados e substituídos por malwares.

Ela informou que um grupo de hackers, ainda não identificados, invadiu a conta do Gentoo no Github e trocou os códigos originais que são arvores do portage e musl-dev por versões maliciosas do ebuilds, com o intuito de remover os arquivos.

O ebuild é um script com base bash,onde é possível fazer a instalação automatizada (e até a compilação) de softwares no Gentoo Linux.

Os desenvolvedores tranquilizaram os usuários, avisando que os códigos-fontes e ISO's do sistema hospedados no seu site (gentoo.org) não foram comprometidos, mas somente o Github foi.

O desenvolvedor Francisco Blas Izquierdo Rieda, pronunciou-se da seguinte forma:


"Ainda estamos trabalhando para determinar a extensão exata e recuperar o controle da organização e de seus repositórios. Todo o código do Gentoo hospedado no Github deve, por enquanto, ser considerado comprometido."

E complementou:

" Além disso, os repositórios do gentoo-mirror, incluindo metadados, são hospedados em uma organização separada do Github e provavelmente não estão afetados também. Todos os commits do Gentoo são assinados, e você deve verificar a integridade das assinaturas ao usar o git."  disse o desenvolvedor.

A Organização Gentoo Linux informou através do seu site, que já retomou o controle sobre a sua conta do Github com a ajuda do suporte da empresa, mas que não aconselha a utilização da mesma até que se apure todo o ocorrido.

O canal parceiro nosso, O Cara do TI, fez um vídeo sobre o tema, confiram:

       

Agora é esperar pra ver os próximos "capítulos".

Espero que tenha gostado, aguardo você até uma próxima oportunidade, forte abraço.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


9base - Mais uma alternativa ao coreutils do GNU

Nenhum comentário

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Já demos uma olhada no toybox e no embutils. Desta vez vamos dar uma olhada no 9base que é mais uma alternativa ao coreutils do GNU9base surgiu como um port de vária ferramentas originadas do sistema operacional Plan 9 para Unix, baseada no plan9port.

9base-para-linux-e-freebsd






Tudo no Linux é uma questão de escolha, você escolhe o que quer utilizar. Escolhe a distribuição, o ambiente gráfico, players e navegadores (até aí tudo certo até mesmo para o Windows), ferramentas de desenvolvimento como compiladores e engines, ferramentas para a administração de sistema, ferramentas para servidores e muito mais. Tem a liberdade até mesmo de utilizar software open source ou proprietário. Isso é liberdade: O direito a escolha.

A escolha reflete melhor o conceito de liberdade do que tudo e não unicamente uma licença. Isso porque Linux é um sistema operacional bem modular e essa flexibilidade é que reflete esta beleza de termos várias alternativas para tudo o que quisermos.

Já tratei do toybox e embutils e desta vez vamos mostrar o 9base, que é mais uma alternativa ao GNU coreutils (apesar que o toybox é um terminal, mas seus comandos são agrupados internamente). 9base é um conjunto de comandos para administração de tarefas que já fazemos frequentemente no sistema operacional. Este pacote foi herdado de outro sistema operacional chamado Plan9 (já mencionei sobre o Plan9 em outro artigo e no vídeo Muito além do GNU - newlib. Por traz do seu desenvolvimento estava dentre eles, Ken Topmpson o criador do Unix). Tanto que essa não é a única opção a respeito de ferramenta do plan9 para o Linux; existe por exemplo o Glendix que é uma distribuição Linux que utiliza ferramentas do Plan9 em seu user space (vai pensando que o Android é a única distribuição sem user space que não roda ferramentas do GNU).



Não fique preso a uma única alternativa, seja livre para utilizar outras, experimenta-as, analisá-las e tirar suas próprias conclusões ainda que não sejam agradáveis (essa mesmo eu detestei); mas ao menos fazendo isso, poderá opinar sobre o assunto. Reclamamos muito do Windows ser engessado mas acabamos cometendo o mesmo erro se não nos proporcionarmos a liberdade de conhecer. Livre é você, a licença serve para garantir a sua liberdade de escolha, é por isso que elas existem ;)

Confiram também sobre o bug que encontrei no Bash mais ou menos dois anos atrás e ali ainda permanece:



_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


O que podemos esperar do Pop!_OS da System76?

Nenhum comentário

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

A System76, uma grande fabricante de hardware que vende computadores com Ubuntu pré-instalado, anunciou há algum tempo atrás que estaria dando início ao seu próprio sistema operacional baseado no Ubuntu, o chamado Pop!_OS. Como até então ele parecia apenas uma simples customização de temas, eu nem sequer havia comentado sobre ele aqui no blog e nem no canal, mas aparentemente eles querem ir um pouco além, então vamos falar sobre isso.

Pop!_OS da System76




Todo projeto começa de algum lugar e para mim, o Pop!_OS (o nome é estilizado assim mesmo), nasceu apenas como um tema para o GNOME Shell em cima do Ubuntu, simples assim. Um tema muito bonito na verdade, que você pode aprender a instalar neste outro post aqui do blog. Mas até aí, muitas distros legais surgiram como apenas customizações de outras e depois seguiram seu próprio caminho e se desenvolveram, Ubuntu e Mint são bons exemplos.

A ideia inicial é criar uma experiência diferenciada para os computadores vendidos pela empresa, existem vários modelos no mercado com ótimo desempenho, incluindo computadores gamers. Como o galagoPRO, "concorrente" do MacBook.

Até aí nada demais, outra coisa que é comumente encontrado nos computadores vendidos com Linux é um repositório especial com drivers e otimizações para o hardware, que é algo que a System76 sempre fez também, porém, o sistema parece estar ganhando significância e a empresa está pensando em expandir um pouco o que seria apenas uma "espécie de remasterização" do Ubuntu para seus clientes, inclusive trabalhando com os desenvolvedores do elementary OS para criar um novo instalador para o sistema, que não vai ser exatamente igual ao Ubiquity, padrão do Ubuntu.

Customizado para os clientes e disponível para todos


Um ponto interessante é que o sistema estará disponível para qualquer um, na verdade, você pode baixá-lo agora se quiser, a ISO tem cerca de 1,6 GB de tamanho e é baseada no Ubuntu 17.04 Zesty Zapus.

Apesar de já estar utilizável, o próprio site da System76 informa que a verdadeira versão final e primeira release oficial será apenas em Outubro, juntamente com o Ubuntu 17.10. É possível que outras coisas sejam alteradas, além do tema e outros detalhes.


Fuçando um pouco no sistema eu acabei encontrando várias coisas legais. A instalação em si é praticamente a mesma do Ubuntu, com apenas uma diferença, criamos o usuário depois da instalação, na primeira inicialização, como quando você compra um computador com o sistema pré-instalado. A tela de boot (o Plymouth) também é diferente e bem bonita, como um "Pop" aparecendo do nada (fazendo "pop"?).

Confira algumas imagens da interface GNOME Shell que ele carrega:

Pop OS System76

Pop OS System76

Pop OS System76

A harmonia do tema GTK com os ícones é ótima, talvez tenhamos um dedo do pessoal do elementary neste design, não sei. Além do tema, temos vários wallpapers que combinam muito bem  com a proposta visual e que vem disponíveis por padrão.

Wallpapers System76

Os temas Pop, como são chamados, possuem variações para quem quer eles de forma mais compacta, com o "Pop Slim". Tanto o tema normal quanto este mais compacto tem o "modo Dark', assim como os temas padrões do GNOME Shell, deixando na mão do usuário escolher se quer continuar com este produzido pela companhia ou se quer usar o padrão do GNOME mesmo, o Adwaita.

PPA System76 PopOS

Além dos temas, como eu tinha comentando antes, o sistema vem com o PPA da empresa. Dentro dele encontramos pacotes básicos, o pop-desktop, gnome-control-center, plymouth, entre outros que são empacotados por eles para poder manter a aparência do sistema e funcionalidades específicas, assim fica mais fácil controlar as atualizações e modificações destes componentes.

Um destes pacotes controla as extensões, existem várias que já vem por padrão no Pop!_OS, mas somente algumas são ativadas, como você pode ver, assim, cabe a você escolher o que preferir.

Pop!_OS

Acho interessante uma outra empresa forte como a System76 oferecer um sistema assim, especialmente baseado no Ubuntu, apesar de muitos feedbacks da comunidade, o momento da Canonical é de transição e as coisas podem não ficar ao agrado de todos. Particularmente encaro projetos como este quase como as várias ROMs do Android em aparelhos de companhias diferentes, cada uma personalizando o que seria o sistema puro para tentar atender melhor o consumidor.

O Pop!_OS tem futuro?


Não sei qual o nível de ambição da System76 com o sistema, mas eles tem algo que a maior parte das distros não tem; eles já são uma empresa que vende computadores com Linux de renome (especialmente internacional, no Brasil nem todos conhecem).

Uma das grandes dificuldades das distros é fazer parcerias empresariais para enviar os sistemas de fábrica junto com as máquinas e com isso a System76 não precisa se preocupar. Pesquisando um pouco eu também encontrei um PPA de desenvolvimento onde temos drivers Nvidia otimizados e outros pacotes sensíveis a desempenho, como o mesa, não sei se eles são destinados apenas aos computadores da empresa ou se podem ser utilizados de forma genérica, mas pode ser um outro diferencial do sistema.

Mesmo sendo um PPA feito para computadores que a System76 vende, como os hardwares não são homologados como a Apple faz, é bem possível que funcione em outras máquinas também.

Potencial o sistema tem, resta saber até onde a System76 pretende ir, vamos continuar acompanhando.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Enquente: Como seria o sistema operacional ideal?

Nenhum comentário

terça-feira, 18 de julho de 2017

Existem muitos fatores que envolveu a definição de um "sistema operacional ideal" e no fim das contas, talvez ele nem possa existir. Mas nós gostaríamos de saber algumas coisas para um projeto um futuro, então, se tiver um tempo, participe da enquete abaixo.

Como é o sistema operacional ideal?




Existem muitos elementos que compõem um sistema operacional, são tantos que é até complicado de listas, mas existem algumas coisas que são sumariamente importantes.

Gostaríamos de sua colaboração para conhecer melhor o que você, usuário, gostaria de encontrar no seu Sistema Operacional ao ligar o seu computador. O intuito desse trabalho é compreender melhor o que você utiliza em seu dia a dia e quais são os seus gostos sobre alguns assuntos em específico. Para isso decidimos elaborar um pequeno questionário que nos ajudará no desenvolvimento de um Sistema Operacional que tenha em vista o usuário brasileiro.

* Quem somos? Somos desenvolvedores e entusiastas do Software Livre: Paulo Giovanni Pereira, Bruno Gonçalves, Rafael Neri, Dionatan Simioni e outros caras que gastam o seu tempo com prazer no software livre.

O resultado não necessariamente será publicado, mas ele pode fazer parte de um projeto futuro. Agradecemos a todos os participantes voluntários.





_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




NodeOS - Uma distro Linux ultra minimalista feita com Node.js

Nenhum comentário

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Até onde o minimalismo pode chegar? Bom, essa eu não sei responder, pois volta e meia aparece algum projeto que consegue desdobrar e minimizar as formas de utilização do Kernel. Hoje você vai conhecer o NodeOS.

Node OS




O projeto NodeOS é um sistema operacional muito leve que usa a tecnologia Node.js como userspace. Construído inteiramente em Javascript, o NodeOS utiliza o NPM como gerenciador de pacotes, o que torna qualquer pacote NPM em um pacote do NodeOS, atualmente existem mais de 200 mil disponíveis, tudo isso rodando em cima de um Kernel Linux.

Você pode rodar o NodeOS de várias formas diferentes, utilizando imagens pré-compiladas, utilizando emulação via qemu ou através do Docker, todas essas informações você encontra na página oficial do projeto.

Eu encontrei este vídeo que demonstra um pouco do funcionamento do projeto para você conferir:


Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Endless OS - Uma distribuição Linux voltada para educação e inclusão digital

Nenhum comentário

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

O Endless OS é uma distribuição Linux que está chamando muito a atenção ao redor do mundo por conta da sua proposta educacional e de inclusão digital, ele possui uma interface personalizada baseada no Gnome Shell e uma série de aplicações, agregado ao visual moderno, que a diferenciam de outras do gênero.

Endless OS e Endless Mini




A principal iniciativa da Endless Computers é com o sistema operacional Endless OS, porém, ela não limita-se a apenas ele. Existem outros produtos que compõe o perfil da empresa, como o Endless Mini, um pequeno computador que vem com o Endless OS e é vendido no Brasil, nós tivemos a oportunidade de testar um deles, confira abaixo o unboxing:

Veja também: Asus começa a vender computadores com Endless OS


Depois do unboxing, eu tenho certeza que você gostaria de ver o Endless Mini e o Endless OS em funcionamento, então antes de eu falar um pouco mais sobre o assunto e contar para você as minhas impressões do Endless OS, confira o demonstrativo de funcionamento com muitos detalhes sobre o sistema operacional e o Endless Mini também:



Gostou do conteúdo em vídeo? Então se inscreva no nossa canal, todos os dias tem vídeo novo:


O Endless OS


Endless OS

O Endless OS é uma mistura de conceitos. Juntando as interfaces dos desktops modernos com o conceito dos Smartphones, ele traz uma experiência ao que você teria ao utilizar um Tablet com Android ou iOS, é claro, com suas devidas restrições; com um pouco de paciência você acaba se localizando. Para pessoas que nunca mexeram em um computado eu diria que a  interface é autoexplicativa, o que é ótimo, dado o seu propósito.

Olhando com o foco no setor educacional, a qual ele se destina, certamente ele é um dos melhores sistemas operacionais para a finalidade atualmente, isso se não for o melhor, de fato. O conjunto de aplicações, o conteúdo escolar, aplicações específicas e organização de todos os itens na tela fazem com que ele seja ideal para trabalhos de inclusão digital.

Em relação ao sistema, o seu maior contra na minha opinião ainda é o "peso" da interface, sobretudo para os computadores das escolas brasileiras. 

Recentemente eu falei sobre "programas pesados", explicando como este conceito pode ser muito relativo e por isso eu posso dizer que o Endless OS é pesado para muitos computadores em escolas e é pesado até mesmo para o Endless Mini, o seu hardware próprio.

Esse "peso" acontece por conta da interface Gnome. O Gnome Shell é muito bonito e o trabalho que a equipe do Endless fez com ele, dando esta cara única para a interface, é digno de aplausos sem dúvidas, porém, o Gnome costuma pesar um pouco em computadores que não possuem uma aceleração gráfica razoavelmente potente, obviamente este não é caso de todas as escolas brasileiras, mas certamente é a realidade de muitas.

Um pouco restrito


O Endless OS não é o sistema ideal, ao menos por enquanto, para um computador convencional de um usuário "mediano", a instalação de programas  de fontes externas nele é bloqueada, de modo que se você quiser algo que esteja fora do repositório interno do Endless OS será um pouco complicado de instalar. Uma das coisas que eu relatei ao suporte inclusive, é que eu desejava instalar o Google Chrome no Endless Mini para poder assistir a Netflix, bom, isso não foi possível.

Se você é desenvolvedor e quer saber todos os projetos de código aberto utilizados pela Endless Computers para a criação do Endless OS e seus recursos vale a pena consultar a página específica no site da empresa. Neste mesma página você encontra o GitHub da empresa.

Outra crítica que eu faço é quanto ao modo de distribuição do sistema que não é feito em forma de iso. Ele possui um instalador automático para o Windows que cria um pen drive bootável, enquanto que se você usa Linux ou Mac é necessário baixar imagens compactadas, isso dificulta a utilização em máquinas virtuais por exemplo, que é onde muitas pessoas gostariam de testar antes de colocar o sistema em uma máquina em definitivo.

Para conseguir virtualizar o Endless OS você vai precisar converter um arquivo img em vdi, para que ele seja compatível com o VirtualBox, nós ensinamos você a fazer isso aqui.

Apesar de tudo o que foi dito, eu admito que essa restrição deixa o sistema mais seguro e pouco modificável, o que é ideal para centros de ensino onde a mão de obra nem sempre é especializada, a conexão com internet é ruim e não há quem faça manutenção constante nos computadores. Essas restrições, querendo ou não, acabam deixando o sistema íntegro por mais tempo.

Se eu pudesse dar uma dica para o pessoal da Endless, eu permitiria que o Endless OS pudesse ser utilizado como Desktop convencional, criando a possibilidade e maleabilidade que os usuários de computador, sobretudo os de Linux, gostam de usufruir, isto certamente atrairia mais público para empresa, para o sistema e consequentemente despertaria o interesse de órgãos e instituições de ter a "versão educacional" do Endless em seus computadores.

Pelo que pudemos ver, eles realmente sabem como ajudar e e criar uma experiência única no Endless OS como ele atualmente, imagino como seria uma versão destinada para o usuário final genérico, e não somente ao educacional.


Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




32 ou 64 bits? Qual é o melhor sistema para o seu computador?

Nenhum comentário
Existem diversos sistemas operacionais que dão suporte para arquiteturas diferentes, as mais comuns são as de 32 bits e as de 64 bits. Há quem diga que 64 bits é a melhor escolha sempre, em contrapartida, existem pessoas que até hoje utilizam 32 bits nos seus computadores. Afinal de contas, qual é a melhor para você?

32 ou 64 bits, qual utilizar




Muitas pessoas tem essa dúvida e se você é uma delas, agora chegou a hora de você esclarecer um pouco mais este assunto. Atualmente não há mais real necessidade em utilizar sistemas operacionais de 32 bits, salvo alguns casos em específico, mas nós fizemos um vídeo para explicar para você tudo direitinho, confira:


Inscreva-se no nosso canal para receber mais vídeos como este.

E aí, conseguiu definir qual é a melhor arquitetura para o seu computador?

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




NayuOS, um "Chrome OS" sem vínculo com a Google para você usar no seu Chromebook

Nenhum comentário

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Muitas pessoas gostam da proposta dos Chromebooks, porém, nem todos gostam de ficar dependentes do ecossistema da Google, por isso sair em busca de alternativas é algo a se considerar e foi para suprir essa necessidade que o NayuOS foi criado.

Chromebooks

O projeto NayuOS tem a intenção de fornecer uma alternativa livre da Google para os usuários de Chromebook. O sistema ainda está em desenvolvimento e não é completamente estável mas já se mostra uma alternativa interessante.

A diferença básica entre o ChromeOS e o NayuOS, por enquanto pelo menos, é o daemon SSH que foi desabilitado por padrão, foi adicionado suporte ao GitHub e o login com conta Google foi removido, e agora é possível também modificar as peças de armazenamento do aparelho, usando SSDs ou HDs e por último, o Zeroconf é utilizado para configurar o firewall.

Você pode fazer o download das imagens de instalação do NayuOS diretamente no site oficial do sistema, vale lembrar que elas são para Chromebooks apenas e não para computadores convencionais, os modelos que tem suporte são:

- Acer Chromebook C910 15
- Lenovo Chromebook N20
- Toshiba ChromebookDell Chromebook 13
- Acer Chromebook C720
- Chromebook ASUS C300
- Toshiba Chromebook 2
- Chromebook Pixel 2015


Se você deseja um sistema semelhante ao ChromeOS só que para qualquer computador, conheça o Cub Linux.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Nova Build do Windows 10 traz um pouco de Linux "escondido" no sistema

Nenhum comentário

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

A Microsoft parece estar pensando em deixar o Windows mais funcional e melhor integrado aos servidores Linux, para isso a empresa parece ter colocado um "subsistema" dentro do Windows 10.

Windows 10 com um pouco de Linux no sistema

Desta vez não estamos falando da interface que foi inspirada claramente no KDE Plasma 5, se você ainda duvida veja este vídeo, estamos falando de algo um pouco mais técnico e que não é visível para o usuário final.

As informações vem diretamente do site "Tudo Celular" onde há a informação de um hacker conhecido como Walking Cat observou que alguns arquivos da nova Build do Windows 10 fazem menção ao Linux, dando a impressão de que o Windows 10 carrega um subsistema para ter compatibilidade com a plataforma do pinguim. Embora não se saiba ainda o porque da novidade acredita-se que os arquivos LXCore.sys e LXss.sys tenham o objetivo de melhorar a compatibilidade do Windows 10 com aplicações que rodam em servidores Linux.

Aparentemente esta não é uma implementação tão rara, o projeto Astoria da Microsoft, que acabou sendo deixado de lado, trazia os mesmo subsistema rodando na versão mobile do Windows, só que com arquivos e processos do Android para tentar compatibilizar as aplicações "do robôzinho" com "o sistema das janelas", algo que não deu muito certo por conta da lentidão apresentada.

Você encontra mais informações sobre o assunto no site "Tudo Celular".
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




ZTE OpenFire One Touch o primeiro Smartphone com Firefox OS - Video Demonstrativo.

Nenhum comentário

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Mozilla mostra vídeo do Firefox OS rodando no ZTE com muitos aplicativos

ZTE com Firefox OS


Muito tempo se passou desde que a Mozilla anunciou o seu projeto de sistema móvel  e agora o que era apenas um sonho se tornou real, finalmente o primeiro modelo de Smartphone que carrega o Firefox OS está disponível no mercado.
O primeiro modelo que carrega o Firefox OS para o mercado é o ZTE Open e Alcatel One Touch Fire, vejamos algumas características do Smartphone.

Características do ZTE


O One Touch é um Smartphone com tela multi-touch capacitiva e uma resolução de 480 x 320 pixels com tela HVGA de 3,5 polegadas e uma câmera traseira de 3.2 megapixels com foco automático. Dentro do novo ZTE encontramos um Qualcomm Snapdragon S1 MSM7225A de 800MHz single-core (Cortex-A5) com 256 MB de RAM e 512 MB ​​de armazenamento expansível via microSD, também tem wireless 802.11a/b/g/n , Bluetooth 2.1 com EdR3, GPS e rádio FM.
Um Smartphone com configurações modestas um concorrente sério ao Galaxy Y, um modelo muito popular da Samsung, mas o que diferencia o Firefox OS da concorrência é o preço, ele está sendo vendido na Europa ( Espanha ) por apenas 69 Euros, aproximadamente 200 reais.
Para completar a nossa notícia, a Mozilla publicou um vídeo para demonstrar as funcionalidades do Firefox OS agora pronto, confira:



O Firefox OS como podemos ver carrega os aplicativos principais e é possível instalar mais através do MarketPlace, obviamente ele ainda não dispõe da mesma biblioteca de apps do Android ou do iOS por exemplo, mas está no caminho.

E aí, o que você achou do Firefox OS, você compraria? Trocaria o seu Android por ele?

E você que gostaria de testar o Firefox OS mas ainda não pode, confira este artigo onde explicamos como usar o Firefox OS direto no navegador da Mozilla.

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

eXastum um sistema operacional construído em HTML 5

Nenhum comentário

segunda-feira, 17 de junho de 2013

Um sistema operacional baseado em HTML 5

Hoje tomei conhecimento de um novo projeto sendo desenvolvido em HTML 5 pelo meu amigo +Daigo Asuka, um grande entusiasta do setor.

eXastum HTML5 Operational System

A maneira de organizar a área de trabalho lembra o antigo Gnome, com dois painéis, um superior e outro inferior com uma dock a lá Mac OS.
Por enquanto o sistema é roda apenas como um hospedeiro, é preciso ter um navegador com um sistema como base.

eXastum HTML5 Operational System

Fiz alguns poucos testes e o sistema me parece promissor, ainda não está totalmente pronto, mas já apresenta bons recursos, possui um browser em HTML5 obviamente e até mesmo players de música e vídeo com integração Web, um sistema deste tipo entraria no mesmo nicho de mercado do Joly OS e do Chrome OS. 
eXastum HTML5 Operational System

Baixando e testando

Você mesmo pode baixar e tirar as suas conclusões, basta baixar o pacote, extrair para a pasta de sua escolha e abrir o arquivo eXastum.html com o navegador de sua preferência.


Para logar no sistema você deve usar a senha "password" sem aspas.

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Conheça o Bada OS

Um comentário

terça-feira, 6 de novembro de 2012

"O Primo pobre do Android"

Resolvi escrever este artigo porque fiquei curioso com um sistema operacional que vi em um celular da Samsung, parecia Android... mas não era.
O Bada OS é um sistema operativo móvel desenvolvido pela Samsung e equipa normalmente os celulares da linha Wave da empresa.
Mexendo um pouco, agora entendo um pouco mais o porque na Apple chiar tanto em relação a Samsung, isso que até onde sei o Bada OS nem fazia parte das críticas que empresa Coreana sofria.

logo bada

Uma copia do Android do, iPhone e até do Symbiam

A aparência é igual a do Android, vindo embarcado num celular da Samsung que lembra a linha Galaxy então nem se fala, o modo de abrir as pastas e fechar os programas é igual ao do iPhone e a maneira do sistema trabalhar com o Hardware lembra o Symbiam, ou seja básico para um Smartphone, se é que podemos chamar assim.
Pesquisando, li algumas críticas sobre o sistema, um pouco limitado, ele possui o Samsung Apps como loja de aplicativos, e sabemos, eu sei porque tenho esse app encravado no meu Android, que ele deixa a desejar e tem em sua maioria aplicativos inúteis e repetitivos, como apps para horoscopo e conversores de moedas.

Mas o Bada cresceu, ele foi lançado no final de 2009, e agora está na versão 2, a grande vantagem que eu vejo nele é que ele barateia um pouco os custos do aparelhos, visto que um Samsung Wave com Bada sai por volta de 420 reais, mas do meu ponto de vista o sistema é incompleto, para essa opção de barateamento de custos aposto muito mais do Firefox OS.

Veja algumas imagens do sistema:

O Bada OS é uma clara cópia de desingn do iPhone do Android

samsung wave



A página Oficial do Bada é esta, e existem alguns sites especializados no sistema no Brasil.

E ai leitor, você compraria um Smartphone com este sistema?

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 


Tizen, o sistema operacional da Samsung

Nenhum comentário

domingo, 26 de agosto de 2012

Tizen

O novo sistema operacional da Samsung para smartphones, o Tizen está em desenvolvimento há algum tempo. No entanto, notícias dão conta de que seu lançamento foi novamente adiado, agora para 2013. O motivo é a preferência da fabricante sul-coreana em priorizar os novos smartphones Android que serão apresentados ainda neste ano e no próximo.

No início de agosto, um blog de tecnologia teve acesso a um protótipo da Samsung com o Tizen instalado e descreveu a usabilidade do software. Segundo o relato, o sistema é bem amigável e tem elementos muito semelhantes aos encontrados no iOS e no Android. O blog destaca ainda a forte presença da interface TouchWiz, presente nos Androids da linha Galaxy.


De acordo com o relatório, a plataforma da sul-coreana ainda está na etapa inicial de desenvolvimento e apresenta algumas demandas. No geral, a impressão que ficou é que se trata de um software robusto, mas não muito fluído e que ainda precisa mostrar um diferencial para se tornar uma opção para os sistemas já estabelecidos.
Esta não é a primeira incursão da Samsung no desenvolvimento de sistemas operacionais móveis. O sistema original da companhia chama-se Bada e está presente em alguns modelos da marca no mercado. No entanto, o software não correspondeu às expectativas da gigante coreana: não é amigável e nem tem o “carisma” de um iOS ou Android. Por essa razão, o Bada será aposentado definitivamente e dará lugar ao Tizen.


Fique por dentro de tudo o que acontece no Diolinux...

              Twitter Diolinux@blogdiolinux   Facebook  blogdiolinux  Twitter Diolinux@dionatanvs   Google Plus Circule do Google +

Android e iOS que se cuidem, o Firefox vem aí

Nenhum comentário

quarta-feira, 22 de agosto de 2012


Há lugar para mais um sistema operacional de smartphone no mercado? A Mozilla, organização que criou o browser Firefox, acha que sim. Desde o ano passado, ela desenvolve o que já foi apelidado de Firefox OS, um sistema para dispositivos móveis que deve estrear em 2013. E o Brasil pode ser um dos primeiros países a recebê-lo.
Andreas Gal, diretor de pesquisa da Mozilla, no Mobile World Congress 2012
Para Andreas Gal, diretor de pesquisa da Mozilla, o Firefox OS será uma alternativa às plataformas fechadas como iOS e Android
Logotipo do browser Firefox sobre desenho de smartphone
Com o nome oficial de Boot to Gecko (B2G), o projeto tenta recuperar o idealismo que norteou o desenvolvimento do navegador Firefox. Para Andreas Gal, diretor de pesquisa e desenvolvimento da Mozilla, o Firefox foi importante para evitar que padrões fechados, exclusivos de determinadas empresas, dominassem a web. 
O plano é que o Firefox OS tenha um papel similar no mundo dos smartphones. Além disso, ele pode permitir a fabricação de smartphones mais baratos e ajudar a popularizar esses aparelhos. Gal esteve, nesta quarta-feira, no evento The Next Web Latin America, em São Paulo, onde falou a EXAME.com.
“O projeto é viável sim. Não vamos construir um ecossistema do zero. Como usamos tecnologias da web, esse ecossistema já está pronto”, diz. Ecossistema, no caso, é o conjunto de desenvolveres de aplicativos, fabricantes de aparelhos e operadoras de telefonia que trabalham com determinado sistema móvel. Android, iOS, Windows Phone e BlackBerry têm, cada um, o seu. 
O que incomoda a turma do Firefox é que, no mundo dos smartphones e tablets, os padrões abertos da web deram lugar a silos estanques. “iOS, Android e Windows Phone são universos fechados, cada um com sua plataforma, loja de aplicativos e outros recursos próprios”, diz Gal.
E os apps específicos de cada sistema estão tomando o lugar do conteúdo aberto da web. “No instante em que o usuário compra um aplicativo como o Angry Birds ele se torna comprometido com uma plataforma específica”, diz. “A mesma coisa acontece com o desenvolvedor que cria um aplicativo para algum smartphone”.

Fique por dentro de tudo o que acontece no Diolinux...

              Twitter Diolinux@blogdiolinux   Facebook  blogdiolinux  Twitter Diolinux@dionatanvs   Google Plus Circule do Google +

Gnome OS ja tem data de lançamento

Nenhum comentário

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Gnome OS

Enquanto alguns desenvolvedores e usuários (Incluindo o Linux Torvalds) se concentram em criticar o GNOME 3.6, alguns desenvolvedores estão pensando a longo prazo. Numa conferência na Espanha o GNOME 4.0 foi o tema principal do evento, juntamente com o GNOME OS, e de acordo com a declaração final o último será lançado até março de 2014. De acordo com Xan Lopez e José Juan Sanchez, os desenvolvedores do GNOME OS. O projeto espera fazer um grande avanço com GNOME3.8, em seguida, completar o trabalho com o GNOME 4.0 em março de 2014. Essa data é estimada para o nascimento do novo sistema operacional GNOME, um sistema operacional construído em torno do GNOME e para tecnologias móveis. 

Tela de desbloqueio do Gnome OS

Como se isso não bastasse, já está sebdi desenvolvido o GNOME 4.0 SDK para facilitar o desenvolvimento do GNOME OS. Os desenvolvedores estão procurando um fabricante de hardware que esteja disposto a dar suporte ao GNOME como sistema operacional pré-instalado em smartphones e tablets. Em geral, isso muda o modelo de negócios do GNOME, todas as armas apontando para a "nuvem": GNOME OS em dispositivos móveis, serviços de nuvem e a nova App Store que será implementada onde poderão ser baixadas extensões, programas (indicadores, etc .).

Fique por dentro de tudo o que acontece no Diolinux...


Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo