Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador televisores. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador televisores. Mostrar todas as postagens

O que é resolução 4k: Entenda porque o padrão Full HD já era

Nenhum comentário

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Você acha que “Full HD” é o máximo em imagem digital? Pois está enganado. A resolução dos sistemas de vídeo atuais ainda está longe do que pode ser obtido com um filme de 35 mm. Para chegar mais próximo à qualidade da película, precisamos de mais pixels. E é aí que entra o próximo passo em vídeo digital, a resolução “4K”.

Os números

Ao aumentar a resolução em uma imagem digital, você aumenta a nitidez e o nível de detalhes. O melhor padrão atualmente em uso oferece uma resolução de 1920 x 1080 pixels, também conhecida como “1080p” ou “FullHD”.
4k_diagrama-360px.jpg


Este diagrama dá uma idéia na diferença no tamanho da imagem entre diferentes padrões


A resolução 4K quadruplica o número de pixels na imagem. O nome vem da largura (em pixels) da imagem, cerca de 4 mil pixels. Note que ao falar de 4K o ponto de referência muda: vídeo em HD é indicado pela resolução vertical (720 ou 1080 pixels), mas 4K é a resolução horizontal. A resolução vertical é de cerca de 2 mil pixels.
Digo “cerca de” porque os detalhes ainda estão sendo definidos. Um proposta mantém a proporção de imagem em 16:9 das TVs HD, com resolução de 3840 x 2160 pixels, chamada Quad Full High Definition (QFHD) ou 2160p. Outro opera a 4096 x 2160 pixels, e usa a proporção das telas de cinema. De qualquer forma o resultado são mais de 8 milhões de pixels, quatro vezes mais que em uma TV Full HD.

Tecnologia de cinema

Pode ser que você já tenha assistido um vídeo em 4K, no cinema. Filmes recentes como O Incrível Homem-Aranha e Prometheus foram filmados com câmeras 4K e exibidos nessa resolução em muitas salas com sistemas de projeção digital.
4k_aranha-360px.jpg


Filmes como "O Incrível Homem-Aranha" já foram produzidos em 4K


Isso porque um vídeo em Full HD pode parecer ótimo em sua sala de estar, mas a nitidez vai embora quando você estica a imagem para cobrir uma tela de 12 metros. O padrão 4K resolve esse problema. Mas se você estiver sentado no fundo de uma sala de cinema com uma tela pequena, pode nem notar diferença na qualidade de imagem.

Em breve em casa

Alguns fabricantes já estão anunciando as primeiras TVs 4K, mas infelizmente há uma falta de conteúdo para estes aparelhos. É como nos primórdios das TVs e Players de Blu-Ray 3D: a escassez de filmes no formato acabou prejudicando sua adoção.
O único vídeo “doméstico” em 4K que eu consegui encontrar é TimeScapes, um documentário que está disponível em um pendrive por US$ 100. Já estão em desenvolvimento discos Blu-ray com quatro camadas e capacidade de armazenamento suficiente para um filme em 4K, entretanto muitos analistas acreditam que, quando os vídeos em 4K se tornarem mais populares, serão distribuídos principalmente via Internet.
Mas a largura de banda pode ser um grande obstáculo na distribuição. Os arquivos são imensos: a versão digital 4K de TimeScapes, que tem 52 minutos de duração, tem 25 GB. Um filme como O Incrível Homem Aranha, com 136 minutos de duração, teria 65 GB. Um absurdo se considermos que muitos planos de banda-larga doméstica no Brasil tem um limite de tráfego de 80 GB em um mês inteiro.
Mesmo que você tenha um arquivo de vídeo em 4K, precisa de um aparelho capaz de exibir imagens nessa resolução. Como dissemos, fabricantes como a LG, Sony e Toshiba já anunciaram TVs 4K, embora o preço seja incrivelmente salgado: US$ 22 mil pelo modelo de 84” da LG, que deve chegar às lojas em Setembro. Um dos poucos aparelhos já nas lojas é um projetor da Sony, o VPL-VW1000ES SXRD 4K, que custa a bagatela de $25,000.
4k_projetor-350px.jpg


Quer um projetor 4K como este, da Sony? Basta desembolsar US$ 25 mil


Mas a indústria do entretenimento doméstico está pronta para a chegada das telas 4K. Novos receivers de áudio e vídeo e players de Blu-ray já oferecem upscaling pra 4K, processando a imagem vinda de fontes em Full HD para que seja exibida corretamente nas novas telas. Não é 4K de verdade, mas é melhor do que exibir uma imagem Full HD sem processamento algum. A mais nova versão do padrão HDMI, a 1.4a, também está pronta para o 4K e é capaz de transmitir sinais nessa resolução, desde que os aparelhos necessários sejam compatíveis.

Vale a pena?

A principal questão é: será que você vai sequer notar a resolução extra? Na maioria dos casos, provavelmente não. Mesmo hoje em dia só é possível notar a diferença entre uma imagem em 720p e uma em 1080p numa TV de 42 polegadas se você não estiver a mais de 1.8 metros de distância da tela. Com o 4K, você precisaria de uma TV de 55 polegadas e ficar ainda mais perto da tela. Se a distância for maior os olhos não conseguem distinguir os detalhes, e a resolução extra é “desperdiçada”.
E antes de pensar em investir suas economias em equipamento 4K, saiba que o passo seguinte já foi dado. Peter Jackson está filmando “O Hobbit”, que será lançado em dezembro deste ano, na resolução de 5K, e 8K já está a caminho. É provável que 4K seja só um “meio termo” no caminho para sistemas com resolução ainda maior.


Fique por dentro de tudo o que acontece no Diolinux...


LG Dual Play: gosta de jogar?

Nenhum comentário

quinta-feira, 30 de agosto de 2012


LG Dual Play

Jogar em dupla na frente da TV é algo que tem boas chances de terminar em briga. Afinal, basta uma esticada de olhos para saber onde seu amigo está se escondendo no jogo de tiro para dar-lhe um belo headshot, na covardia. Mas se depender da LG, isso vai mudar.

A empresa apresentou durante a CES 2012, realizada em janeiro, o novo sistema Dual Play, permitindo que duas pessoas enxerguem imagens diferentes em um mesmo televisor. Mas você sabe como isso acontece? A tecnologia está presente aqui na IFA 2012, em Berlim.


Invertendo as lentes


Primeiro, vamos ao conceito básico de como uma TV 3D funciona: o óculos polarizador, utilizado nas TVs da LG, recebem duas imagens diferentes e simultâneas que são mostradas na tela.

Cada onda de luz que forma a imagem é direcionada por meio de um filtro no próprio televisor e pelas lentes do óculos. Assim, linhas horizontais são identificadas por um olho e as horizontais por outro, resultando na percepção da terceira dimensão pelo cérebro de quem vê as imagens.

E como a LG deu um nó nessa tecnologia? Foi preciso apenas realizar alguns testes com óculos polarizadores até que os técnicos da empresa chegassem à conclusão de que para visualizar duas imagens diferentes ao mesmo tempo bastava inverter as lentes dos óculos. Isso é, um dos óculos têm duas leites “direitas”, enquanto que o outro têm duas “esquerdas”. Genialmente simples, hein?


Samsung Dual


A Samsung também apresentou durante a CES 2012 uma tecnologia semelhante. Chamada de Samsung Dual, a novidade consiste em um óculos com fones de ouvido que também mostra duas imagens diferentes para duas pessoas. Ao contrário da LG, a aposta não está nos jogos, mas nos programas de TV, por isso a necessidade de fones de ouvido separados.



Fique por dentro de tudo o que acontece no Diolinux...

              Twitter Diolinux@blogdiolinux   Facebook  blogdiolinux  Twitter Diolinux@dionatanvs   Google Plus Circule do Google +

LG e sua nova TV mais fina do mundo

Nenhum comentário


TVLG

Um dos pontos altos da LG na IFA 2012 é um televisor com apenas quatro milímetros de espessura. Com isso, o aparelho da empresa sul-coreana consegue o título de televisor OLED mais fino do mundo, mesmo com suas 55 polegadas – e oferecendo imagens muito bem definidas e retroiluminação por LED.

O grande objetivo da LG é fazer com que o aparelho se encaixe em qualquer ambiente, não demandando grandes estruturas para ser instalado. A televisão OLED de 55 polegadas possui apenas 10 quilogramas, sendo muito mais leve do que as concorrentes com as mesmas dimensões. Ainda não há previsão para a comercialização do televisor, mas certamente é um produto que merece atenção da imprensa e dos consumidores.



Fique por dentro de tudo o que acontece no Diolinux...

              Twitter Diolinux@blogdiolinux   Facebook  blogdiolinux  Twitter Diolinux@dionatanvs   Google Plus Circule do Google +

Google TV da LG terá integração com OnLive

Nenhum comentário

quarta-feira, 6 de junho de 2012


lg smart tv e1339005768657 Google TV da LG terá integração com OnLive
Será este o início do fim dos consoles de vídeo-games? Durante a conferência E3 em Los Angeles, os executivos responsáveis pelo serviço OnLive exibiram sua plataforma de jogos baseado na nuvem no G2, a TV com Google TV da LG.
“Nossa missão está em fazer jogos de alta qualidade acessíveis a todos e m todos os lugares”, disse o fundador e CEO da OnLive, Steve Perlman. “OnLive não adiciona nenhum custo para a TV Smart da LG, mas oferece uma experiência de console completo. Estamos entusiasmados para fazer os jogos on-demand como parte integrante do sistema de entretenimento de TVs da LG”.
Os jogos da OnLive também são acessíveis em qualquer dispositivo Android, iOS, tablet ou smartphone com uma banda larga ou conexão Wi-Fi nos Estados Unidos. Já entre os dispositivos com Google TV, a LG é a primeira a integrar a jogabilidade em nuvem da OnLive.
Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo