Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador ubuntu mate. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador ubuntu mate. Mostrar todas as postagens

Ubuntu MATE 19.04, o Ubuntu para notebooks híbridos (Intel+NVIDIA)?

Nenhum comentário

quarta-feira, 24 de abril de 2019

Como não poderia deixar de faltar, uma das flavours do Ubuntu e que se tornou “queridinha” da comunidade por sua leveza e personalização, o Ubuntu MATE chega também na versão 19.04 com uma grande novidade, suporte facilitado a notebooks híbridos com GPUs Intel+NVIDIA, além de outros updates no projeto. Vamos conferir.


 Ubuntu MATE 19.04, o Ubuntu para notebooks híbridos (Intel+NVIDIA)?






Começaremos com o projeto MATE e as ferramentas ligadas a ele, como o MATE Desktop, Applet MATE Dock, Caja e afins.


O Ubuntu MATE 19.04 vai vir ainda com o MATE Desktop 1.20.4 com as últimas correções fornecidas pela equipe. Eles mencionaram que não estão enviando com a versão 1.22 por causa de estabilidade em novas funcionalidades que ainda precisam de “lapidação”.

Nesta versão do MATE, agora tem suporte a telas com HiDPI, com detecção automática e com escalonamento. Suporte ao Menu Global (presente por muito tempo no Unity7). O gerenciador de arquivos Caja, que encontra-se na versão 1.20 com melhorias no seu código e correções de bugs pontuais. O MATE 1.22 entrará no próximo ciclo de desenvolvimento, que será do Ubuntu MATE 19.10. Para maiores detalhes do MATE 1.20, você pode conferir aqui.

Outro aplicativo do projeto MATE que recebeu um update, foi o Applet MATE Dock, aplicativo esse que “simula” outras interface gráficas, como a do Windows, macOS e do ”finado” Unity 7. Agora ele está na versão 0.88.

Drivers da NVIDIA e notebooks híbridos


Essa novidade do Ubuntu MATE 19.04 me pegou de surpresa. Depois da entrevista do Alexandre Ziebert da NVIDIA, dizendo que a Microsoft tinha “tomado” para si a responsabilidade de fazer a comutação e tudo mais no “mundo das híbridas”, pensei seriamente que algo parecido não chegaria ao Linux, ou que demoraria muito tempo. Ainda bem que eu estava enganado. (emoji de sorriso)

Na entrevista do Will Cooke aqui para o blog, ele disse que a Canonical está de olho neste nicho e que ele carecia de ferramentas melhores na hora da instalação. E não é que veio mesmo…

Ainda que no Ubuntu “normal” você precise ativar depois da instalação (e isso não é um bicho de 8000 milhões de cabeças), o Ubuntu MATE preferiu “cortar caminhos” e assim já ativar na instalação. Quando você estiver instalando o sistema, basta habilitar a seguinte opção “Instalar software de terceiros para gráficos e hardware Wi-Fi”, e o sistema fará o restante.



Logo depois da instalação, se você quiser confirmar se o Driver da NVIDIA está instalado corretamente, basta abrir o terminal e digitar “nvidia-smi”. Além disso, o Ubuntu MATE vai adicionar um applet gráfico, onde você poderá escolher a GPU que quer usar. O nome do applet é MATE Optimus




Sinceramente, isso é muito bom e animador para quem tem notebooks híbridos (Intel+Nvidia) como eu,  que até o momento passava alguns apuros para utilizar o Pinguim, apuros esses que são contornáveis mas que hoje exigem certos ajustes manuais. Sei que muitos vão falar do Bumblebee, primus, bbswitch, optirun e primusrun, mas como podemos ver na imagem abaixo, somente o Bumblebee teve uma “movimentação” recente enquanto os outros projetos (tirando o optirun e primusrun) ainda estão parados, e usá-los em GPUs mais novas é bem problemático. Espero que a Canonical dê este “ponta pé inicial” no Linux, juntando forças com a NVIDIA também, assim trazendo a tecnologia por completo.




Para baixar o Ubuntu 19.04 basta clicar neste link, e o post deles fazendo o anúncio pode ser conferido aqui.

Este artigo não acaba aqui, continue trocando uma ideia lá  no nosso  fórum

Espero você até a próxima, um forte abraço.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Ubuntu vem de fábrica em novo computador

Nenhum comentário

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Não é de agora que falamos que para o Linux se tornar popular nos desktops não basta apenas uma distribuição fácil, como um Ubuntu ou Linux Mint, mas é necessário marketing voltado ao usuário comum, e máquinas com o sistema pré-instalado.

pc-linux-hardware-ubuntu

E foi isso que uma fabricante do Reino Unido acaba de fazer. Especializada em oferecer sistemas Linux customizados, a Entroware lança no mercado Europeu uma máquina que atrai os olhares, não apenas pelo seu sistema operacional, mas pelo hardware, em corpo único e muito bonito.

Equipado com um monitor fosco de 24 polegadas, resolução full hd, por ser All-In-One, mantém simplicidade e elegância, sem um gabinete separado, tendo alto-falantes embutidos. Perfeito para usuários mais casuais que desejam usá-lo em: escritórios, escolas, uso comercial, etc. 

Além da tela de 24 polegadas, por baixo do capô, esse AIO da linha denominada Ares, conta com:

pc-ubuntu-linux-hardware

Hardware

  • Processador: Intel Core-i3 8100, 3.6GHz
  • Memória RAM: 8GB, clock 2400MHz
  • Armazenamento: SSD 120GB 

Conectividade

  • 1x DisplayPort,
  • 1x HDMI
  • 4x USB Hi-Speed 2.0
  • 2x xUSB SuperSpeed 3.1
  • 2x Entradas de áudio (entrada do microfone, e saída de áudio).
  • 1x Entrada Ethernet RJ-45
  • Intel Wireless-AC
  • Bluetooth.

Seu valor nesta configuração de entrada é de cerca de 829 Euros, podendo ser customizado para ter maior capacidade, se tornando um computador mais high-end, que acompanha um processador intel Core-i7 8700, 4,6GHz, 32GB de RAM e um SSD NVMe de 2TB, mais um SSD adicional de 4TB.

Estão disponíveis duas opções, Ubuntu Mate ou Ubuntu (com Gnome Shell). Com uma garantia oferecida pela empresa de 3 anos.

Gostaria de máquinas assim sendo oferecidas com Linux de fábrica no Brasil? A Dell vem oferecendo ótimas alternativas com Ubuntu instalado. Já pensou se uma empresa distribuir computadores aqui em terras tupiniquins, com distros como: Mint, Manjaro, KDE Neon, Fedora, Deepin, etc? Seria muito interessante, e se o marketing fosse feito da forma correta, usuários enfim poderiam saber, que existe alternativa ao Windows e macOS.

Confesso que fiquei tentado em adquirir uma máquina assim, e você curte All-In-One? Deixe nos comentários se gostaria de ver mais hardwares com Linux sendo comercializados no Brasil (mas não falo de empresas que usam unicamente para baratear os custos hein!).

Te espero no próximo post, e lembre-se, compartilhe o Diolinux, SISTEMATICAMENTE!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Veja como instalar o tema Plata, baseado no último lançamento do Material Design

Nenhum comentário

terça-feira, 20 de novembro de 2018

Se você gosta de modificar a sua distro Linux e deixar ela com a sua cara, o sistema operacional do pinguim mais simpático da internet deixa você fazer isso. =)


 Veja como instalar o tema Plata, baseado no último lançamento do Material Design






Tem vários temas, ícones e interfaces gráficas para você escolher e assim escolher a opção que mais lhe agrada.

O novo tema para GTK chega para ser mais uma opção para você escolher, e ter opção sempre é bom não é? O nome do tema é Plata, desenvolvido pelo usuário  tista500 que você pode conferir no GitLab.O tema se baseia na última versão do Material Design e tem 3 variações, regular (mixed), Lumiere (Light) e a Noir (dark).

Instalação


Para utilizar o tema você vai precisar ter o GTK+ 3.20.x, 3.22.x, 3.24x e o GTK+2 instalados na sua distro. Ele tem também suporte aos seguintes desktops environments (DE):  Gnome Shell (e Flashback), Cinnamon, XFCE, MATE, LXDE, e Budgie Desktop. As DEs que ainda não tem suporte são o Patheon (elementary OS), Unity 7 e o Gnome Shell customizado pela Canonical, mas você pode usar por sua conta, ele provavelmente funcionará com alguns detalhes quebrados talvez..

Algumas imagens do tema Plata.





Você tem a opção de compilar o tema e ajustar mais ainda a sua maneira, podendo acessar o GitLab do projeto aqui.

Para instalar o tema, precisamos adicionar o PPA do projeto, vamos utilizar o terminal para colocar 3 comandinhos bem simples. Se você preferir adicionar o PPA de forma gráfica, sem usar o terminal, confira esse artigo do blog.

Primeiro vamos abrir o terminal, podendo ser aberto através da combinação de teclas Ctrl+Alt+T ou procurando por “terminal” no menu da sua distro.

Depois vamos pôr este comando. Você pode simplesmente copiar e colar:

sudo add-apt-repository ppa:tista/plata-theme -y && sudo apt update && sudo apt install plata-theme -y

Feito isso é só esperar a instalação acabar e depois ir na ferramenta de customização da sua distro e mudar o tema.

Ter opções de temas nunca é demais né ? rs.

Espero você até uma próxima e um forte abraço.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Canonical libera a versão final do Ubuntu 18.10 (Cosmic Cuttlefish)

Nenhum comentário

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Foi lançado nesta Quinta-feira (18), a versão final do Ubuntu 18.10 depois de longos 6 meses em desenvolvimento pela Canonical e assim sendo liberado o download para todos. O anúncio foi feito no blog oficial da Canonical.

Canonical libera a versão final do Ubuntu 18.10 (Cosmic Cuttlefish)






Como mencionamos em outros artigos aqui do blog, o novo Ubuntu viria com várias novidades e melhorias em relação ao Ubuntu 18.04 LTS.

Essa nova versão também está disponível na versão para servidores, Ubuntu Server 18.10 e que também trouxe algumas atualizações e melhorias de alguns programas e ferramentas.

Vale lembrar que essa versão do Ubuntu só terá suporte por 9 meses, acabando em Julho de 2019.

As principais novidades no Ubuntu 18.10 são:






- Driver NVIDIA mais recente da geração 390.XX

- Mesa Driver com a versão mais recente da geração 18.X.X

- Correção do problema do Leak de memória com o Gnome.

Além dessas novidades, manteve algumas coisas do Ubuntu 18.04 que comentamos nesse artigo.

As outras melhorias e upgrades de programas implementados nessa versão foram:

● OpenSSL 1.1.1 (biblioteca de comunicação segura que utiliza o protocolo TLS);

● Kernel 4.18 incluindo suporte para às GPUs  AMD Radeon RX Vega M, suporte completo ao Raspberry Pi 3B e 3B+, Qualcomm Snapdragon 845, muitos melhoramentos para às saídas USB 3.2 e Type-C, Intel Cannonlake graphics.

● Atualizações das ferramentas glibc 2.28, OpenJDK 11, boost 1.67, rustc 1.28, and updated GCC 8.2, python 3.6.7 as default, python 3.7.1 as supported, ruby 2.5.1, php 7.2.10, perl 5.26.2, golang 1.10.4.

Para a versão de Desktop tivemos algumas novidades, como o suporte do VeraCypt no Gnome Discos, melhorias no shell para melhorar o cache da memória RAM das GPUs e assim aumentar os FPS, bibliotecas para leitores digitais agora como principais.

Já na versão Server houve o upgrade de programas importantes, como o qemu para a versão 2.12, libvirt para a versão 4.6, Open vSwitch para a versão 2.10, cloud-init versão 18.4 e o curtin para a versão 18.1.59.

Também foram atualizados o Firefox que agora vai com a versão 63, o LibreOffice está indo com a versão 6.1.2 entre outros aplicativos.

Para conferir a nota completa, acesse a Wiki do Ubuntu.

Flavours também foram lançadas

As flavours (ou sabores) do Ubuntu, também receberam a versão 18.10 e somente o Lubuntu e o Xubuntu mantiveram versões para 32 bits, ao que tudo indica, pela primeira vez.

Para baixar as imagens ISOs das flavours, basta clicar nos respectivos nomes.

Para baixar o Ubuntu 18.10 basta acessar o site oficial dele. E se você quiser saber o que achamos dele, basta ver a nossa review abaixo, ficou bem bacana.

       

Nos testes que eu fiz (Ricardo) em um notebook antigo da Lenovo com um Core i5-3230M (2,60 GHz; 3 MB Cache) de terceira geração, com Intel Graphics HD 3000 e 12GB de memória RAM (DDR3 1600Mhz e não tão novas assim rs) o novo Ubuntu se saiu muito bem e não apresentou travamentos e nem nada do tipo. E detalhe, esse notebook tem tela sensível ao toque e o Ubuntu se comporta muito bem obrigado. Me surpreendeu essa nova versão do Ubuntu.

Agora nós diga aí nos comentários se você já está usando o novo Ubuntu e o que está achando dele.

Espero você até uma próxima e um forte abraço.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Ubuntu MATE acabará com suporte para processadores 32 Bits

Nenhum comentário

domingo, 6 de maio de 2018

Depois do lançamento do Ubuntu MATE 18.04 LTS a comunidade da distro decidiu parar com o suporte para arquitetura i386 à partir da versão 18.10, que sai em Outubro deste ano.







Já não é de hoje que vemos notícias como essa aqui no blog Diolinux. Já vimos a algo semelhante quando a Canonical pretendia eliminar suporte para arquitetura 32 bits no Ubuntu 18.04 LTS, ou quando a empresa avisou que pretendia deixar o suporte a 32 bits na versão servidor, a SUSE também notificou a mesma coisa, o Debian também informou que deixaria de prestar suporte a algumas arquiteturas 32 bits e agora é a vez da comunidade Ubuntu MATE.

Os motivos para essa decisão incluem o fato de comerciantes de aplicações e drivers estarem abandonando (ou já terem abandonado) o suporte ao i386 (a Nvidia, Mozilla e a Google com Chrome são exemplo), os últimos dispositivos i386 foram fabricados 10 anos atrás e menos de 10% dos usuários de Ubuntu MATE estão utilizando a versão i386.

Com isso a comunidade Ubuntu MATE prefere descontinuar a versão de 32 bits e concentrar essa energia no melhor suporte a dispositivos ARM, como o Raspberry Pi.

Mesmo descontinuando a i386 no próximo lançamento, a comunidade Ubuntu MATE mantém o suporte à arquitetura na versão 18.04 até o ano de 2021.

Fonte
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Lançado Beta 2 do Ubuntu 18.04 (Bionic Beaver), baixe agora!

Nenhum comentário

sexta-feira, 6 de abril de 2018

No dia de hoje (06/04) a Canonical lançou de forma oficial, a versão final do seu segundo Beta do novo Ubuntu 18.04 LTS que vinha ao longo dos últimos meses tendo um polimento em sua interface (o GNOME Shell) e a correção de bugs reportados pelos usuários, também foi liberado esse segundo Beta para os flavours (sabores) do Ubuntu, como KDE, MATE, XFCE, etc.

Lançado Beta 2 do Ubuntu 18.04 (Bionic Beaver)  já pode ser baixado






Na sétima versão LTS do sistema operacional da Canonical, temos algumas novidades com o Gnome 3.28, a última versão do gerenciador de arquivos Nautilus e a instalação "Minimal". Não faz muito tempo em que a equipe da Canonical colocou o novo Ubuntu em fase de "congelamento".

Outras Novidades vindas com o novo Ubuntu


Abaixo vamos listar algumas das principais novidades que virão na nova versão do Ubuntu:

Kernel Linux 4.15 com patches de correção aos problemas de segurança Meltdown e Spectre;

● Xorg como servidor gráfico como padrão;

● Instalação "Minimal";

● Suporte nativo aos emojis coloridos

● Inclusão de atualização de aplicativos populares, como a nova versão do LibreOffice 6;

●  GDM como gerenciador da tela de login do sistema;

●  Facilidade em alternar nas categorias dos aplicativos Snaps no Ubuntu Software;

● GNOME 3.28;

●  Utilitarios do Sistema Operacional, como por exemplo a Calculadora e o Monitor de Sistema, virão no formato Snap.

Dos outros "Flavours" do Ubuntu, os únicos que liberaram junto com a Canonical essa nova versão, foram o pessoal do Ubuntu Bundgie, Ubuntu MATE e o Xubuntu.

A versão final do Ubuntu 18.04 LTS (Bionic Beaver) será lançada no dia 26 de abril de 2018. Para baixar o Beta 2 basta clicar neste link.

E você o que espera da nova versão do Ubuntu? Conte-nos aí nos comentários. =)

 Até uma próxima e um forte abraço.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Pacotes Snap estão chegando para ser o padrão do Ubuntu 18.04 LTS

Nenhum comentário

sábado, 2 de dezembro de 2017

Em Abril do próximo ano teremos o lançamento do Ubuntu 18.04 LTS, a próxima versão com longo tempo de suporte fornecido pela Canonical. Os desenvolvedores do Ubuntu estão pensando em trazer todo o "Core" de aplicativos GNOME para o sistema no formato Snap.

Ubuntu 18.04 LTS Snap






O interessante dos pacotes Snap é que eles não dependem de dependências (é redundante, mas é assim mesmo), desta forma o Ubuntu 18.04 LTS poderá usar as aplicações GNOME sempre nas últimas versões, ou nas versões que a Canonical quiser, sem se preocupar com compatibilidade.


É claro, com aplicativos Snap, qualquer aplicativo se encaixa nessa descrição poderá ser utilizado da mesma forma, sem necessidade de se preocupar com versões de bibliotecas e compatibilidade. A intenção dos desenvolvedores é que todos os aplicativos que compõem o núcleo GNOME (que agora é o padrão do Ubuntu) sejam distribuídos em Snap, futuramente até mesmo o Kernel Linux do Ubuntu poderá ser distribuído dessa forma.

Distribuições como o Kubuntu, KDE Neon e Ubuntu MATE também se mostraram favoráveis para usar este tipo de tecnologia em seus programas, o Ubuntu MATE 17.10, inclusive, já está usando um pacote no formato Snap, o servidor de áudio Pulse Audio.

No ano que vem provavelmente teremos as primeiras distros a lançarem softwares no formato Snap e Flatpak, algo que eu acredito que tem o poder de revolucionar a forma que os programas para Linux, de uma forma geral, são distribuídos.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Lançado Ubuntu 17.04 Zesty Zapus, confira as novidades faça o download!

Nenhum comentário

quinta-feira, 13 de abril de 2017

O Ubuntu 17.04 Zesty Zapus está disponível para download, incluindo as flavors oficiais: Xubuntu, Lubuntu, Ubuntu MATE, Ubuntu Gnome, Kubuntu e Ubuntu Budgie. 

Veja como fazer o download!

Ubuntu 17.04 Zesty Zapus




O lançamento de Abril de 2017 será para o Ubuntu tão marcante quanto o lançamento de Abril de 2011, quando o Unity apareceu pela primeira vez no sistema, isso porque, dadas as notícias recentes, este será o último lançamento que terá a interface Unity por padrão na versão principal do sistema.

Ubuntu 17.04 Zesty Zapus


A versão 17.04 é uma versão intermediária do Ubuntu, neste ano ainda teremos a 17.10, que são duas das 3 releases que aparecem entre duas LTS. A versão LTS mais recente é o Ubuntu 16.04 Xenial Xerus que tem suporte até 2021, então, tecnicamente, você poderá utilizá-lo até o referido ano com o Unity, o suporte de segurança será mantido, ainda que a interface não seja aprimorada.

Assim como qualquer outro lançamento deste tipo, eu sempre recomendo as pessoas em geral a optarem pelas versões LTS, elas sempre terão pacotes mais estáveis e estarão mais debugadas, contudo, este lançamento novo pode servir para você fazer um "test drive" no Ubuntu Gnome e ver o que você acha da interface que deverá ser padrão do sistema em 2018. Claro, você também pode baixar o Ubuntu Gnome 16.04 LTS, se preferir.

Mediante a tanta coisa acontecendo, existem algumas implementações que virão juntamente com o novo Ubuntu, por exemplo, o arquivo SWAP, no lugar da partição, como noticiamos aqui, que acabaram passando despercebidas.

Os focos voltados para o Ubuntu Gnome


Como era de se esperar, a "grande estrela" do lançamento é o Ubuntu Gnome que nos dá um vislumbre do futuro, apesar de trazer o Shell mais recente, ele ainda terá pacotes mesclados por conta compatibilidade com o Ubuntu Unity, então existirão alguns programas "misturados", com versões 3.20 e 3.22, enquanto a maior parte será 3.24. Esse tipo de coisa deverá deixar de acontecer nos lançamentos futuros e o Ubuntu trará sempre a versão mais recente disponível do Gnome até a época de "freeze" do sistema.

Ubuntu Gnome 17.04

As outras flavors


As demais flavors do Ubuntu, como comentei neste artigo, receberam apenas atualizações dentro dos pacotes já presentes, menos o Ubuntu MATE que está à pleno vapor e criando novas soluções para o ambiente, e claro, temos o Ubuntu Budgie também, como caçula da família "buntu" que chega como uma flavor oficial.

Faça o download do Ubuntu 17.04 Zesty Zapus e também das Flavors


Todos estão disponíveis em 32 e 64 bits por download direto ou torrent, divirta-se!

Ubuntu 17.04


Diz aí! Você vai atualizar para essa versão do sistema? Já está usando? Compartilhe a sua opinião através dos comentários. Uma coisa interessante para se observar, ainda que não tenha relação técnica, é que o "ZZ do Zesty Zapus" encerra também o alfabeto, qual será o nome da próxima versão? 

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Entroware lança Notebook de alto desempenho com Ubuntu

Nenhum comentário

sábado, 2 de julho de 2016

Mais um modelo de Notebook com Ubuntu pré-instalado está entrando no mercado, ainda que não seja o mercado brasileiro, saiba mais sobre o modelo "Athena" da Entroware.

Entroware Athena Ubuntu





A empresa britânica Entroware lançou um novo modelo de Notebook de alto desempenho com Ubuntu, a versão básica vem com as seguintes configurações:

- Nvidia 970M ( podendo ser atualizada para a 980M)
- Intel Core i7 6700HQ
- 16GB DDR4 RAM
- 500GB HDD
- Teclado retroiluminado
- 15.6" 1920x1080 HD LED IPS screen (opcionalmente 17.3")

Na verdade, praticamente todas as peças podem ser customizadas, incluindo SSDs, memória até 64 GB DDR4 e até mesmo o processador, consulte nesta página.

O computador que custa 1,099.00 Libras, vem com Ubuntu ou Ubuntu MATE de fábrica, sendo que o usuário pode escolher o que preferir, há também uma opção interessante que o pessoal da Entroware adicionou, o ícone do Ubuntu ou do Ubuntu MATE no teclado, que pode ser adicionado ao gosto do freguês.

Bacana, não é?

A empresa também vende outros modelos com Linux e também servidores, mas não há informações de envio para Brasil, de qualquer forma, é bom ver a cada dia mais empresas apostando no Linux como solução.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Baixe os outros sabores do Ubuntu 16.04 LTS (Kubuntu, Xubuntu, Lubuntu, Ubuntu MATE, Ubuntu Gnome, etc)

Nenhum comentário

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Foi anunciada a nova versão do Ubuntu, o Ubuntu 16.04 LTS Xenial Xerus chegou com uma série de novidades, - clique aqui para baixar a versão principal do Ubuntu - porém, nem todos gostam do Ubuntu com a interface Unity e preferem uma versão com uma interface alternativa, como KDE, Gnome, MATE, XFCE ou outra. Você encontrará o link para download de todas as verões logo abaixo.

Flavors Ubuntu 16.04 LTS Download




Não foi só o Ubuntu 16.04 LTS que teve o seu lançamento, o milhões de usuários que usam o Ubuntu com outra interface gráfica também receberam atualizações e ganharam mais destaque na página de download do Ubuntu.


Quer baixar o Ubuntu com Unity? Então clique aqui. Aproveite e confira também o nosso artigo: "7 coisas para fazer depois de instalar o Ubuntu 16.04 LTS".

E aí, qual a sua versão favorita do Ubuntu?
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Ubuntu MATE 16.04 terá uma integração melhor com as aplicações Gnome

Nenhum comentário

quarta-feira, 16 de março de 2016

Um dos sabores que mais estão se destacando neste ciclo de lançamentos do Ubuntu é a versão com o ambiente MATE se sombra de dúvidas, e as coisas só estão melhorando.

Ubuntu MATE 16.04




O MATE caiu no gosto de muita gente por tentar continuar mantendo a usabilidade do Gnome 2, porém, utilizando tecnologia atual, recentemente tivemos a informação do Tweak que a interface vai permitir que vai lhe dar a aparência e um pouco da funcionalidade do Unity, a interface padrão do Ubuntu.

A reflexo da evolução do MATE pode ser visto na imagem acima, ele vai permitir que as aplicações rodem com a barra de título das janelas integrada na mesma linha da colocação dos botões de controle, da mesma forma como é no Gnome Shell em qualquer distribuição, isso fará com que as janelas ganhem um maior espaço e deixem o visual mais atrativo, pelo menos ao meu ver.

A informação veio à partir do Google+ de Martin Wimpress, um dos desenvolvedores do sistema.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Ubuntu 16.04 LTS Beta 1 e seus sabores estão disponíveis para download

Nenhum comentário

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Estamos nos aproximando do lançamento do novo Ubuntu 16.04 LTS, assim como as suas vertentes, e para os testadores de plantão, acabam de serem liberadas as ISOs Beta 1 das novas versão do Ubuntu.

Ubuntu 16.04 LTS Flavors download




Quem gosta de testar o betas para acompanhar o desenvolvimento do Ubuntu e ajudar a reportar os bugs acabou de ganhar um novo brinquedo. As primeiras imagens Beta da versão 16.04 do Ubuntu estão disponíveis para download juntamente com as suas versões, LXDE, XFCE, MATE, GNOME e Ubuntu Kylin, a versão do sistema para o mercado Chinês.

As versões com KDE e Unity normal não costumam lançar Betas 1, porém você pode baixar as Daily Builds de ambos e acompanhar o desenvolvimento da mesma forma, é algo equivalente.


Qual delas você quer testar primeiro?
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Munity: Ubuntu MATE prepara modificação na interface que o deixará com a cara do Unity

Nenhum comentário

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Eu sou suspeito para falar, claro, a maior parte de vocês sabe que eu gosto muito do Unity do Ubuntu, é a interface mais adequada e produtiva para mim há pelo menos uns 4 anos, porém, devo reconhecer que ela não uma das interfaces mais leves, o que fazer então quando você quer a mesma produtividade do Unity mas tem um hardware mais modesto? Parece que o pessoal do Ubuntu MATE acaba de nos dar uma opção.

Munity - Ubuntu MATE




Muitos usuários saudosistas do Linux acabaram migrando para o ambiente gráfico MATE com o passar do tempo, especialmente pela sua funcionalidade, maleabilidade, leveza e aparência que são elementos muitíssimo semelhantes aos do antigo Gnome 2. A verdade é que o desenvolvimento do MATE não para e sempre tem algumas novidades acontecendo, novos recursos sendo adicionados, novas ferramentas, e mais nova "peripécia" dos desenvolvedores é algo que eles estão chamando carinhosamente de "MUnity".

Segundo os desenvolvedores a interface virá como uma opção que poderá ser ativada através do MATE Tweak nas opções de aparência do sistema. Ele basicamente imita o Unity, mas sem as Scopes e o HUD, com um menu global e uma barra superior e tudo. Será basicamente uma opção que você poderá habilitar se quiser no novo Ubuntu MATE 16.04 LTS. Há ainda a informação de que a barra superior e a barra lateral são independentes uma da outra, o que permite por exemplo que o usuário instale um Dock como o Plank, Cairo Dock ou Docky no sistema, coloque os menus globais na parte superior, juntamente com a barra de notificações, e tenha uma experiência semelhante a de um Mac OS X.

O mais interessante disso é o conceito de funcionalidade e leveza que o sistema poderá oferecer, algo que me atraiu muito, o que você achou da opção? Lembrando que ela não será padrão do Ubuntu MATE, claro, será apenas um Tweak que caso o usuário queira, poderá ativar.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Como atualizar o MATE para a versão 1.12.1 no Ubuntu MATE 15.10

Nenhum comentário

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Vamos aprender a instalar a versão mais recente do ambiente MATE no seu Ubuntu 15.10 e aproveita da simplicidade e da elegância do MATE.

Ubuntu MATE

O MATE é um ambiente muito querido, especialmente pelos usuários mais antigos do Linux que amavam o Gnome 2, o interessante dele, é que apesar de usar uma tecnologia recente em seu desenvolvimento ele entrega a experiência do antigo Gnome 2, e isso pode ser algo muito interessante, além de ser muito leve, o MATE ganha mais recursos a cada versão.

Como instalar o MATE no Ubuntu 15.10

Para fazer a instalação você precisa adicionar o seguinte repositório: ppa:ubuntu-mate-dev/wily-mate

Clique no menu do sistema, pesquise pelo aplicativo "Programas e Atualizações", dentro dele clique no botão "Adicionar", na janela que aparecer coloque o PPA acima, como no exemplo abaixo, posteriormente clique em "Adicionar Fonte", clique em "Fechar", agora é necessário fazer a atualização dos repositórios, se quando você fechar aparecer uma janela pedindo a atualização você pode fazer essa atualização apenas confirmando a ação, caso contrário, procure no menu do sistema pelo aplicativo "Atualizador de Programas" e deixe ele fazer uma atualização.

Clique na imagem para ampliar
Se você já tem o MATE instalado, provavelmente através do aplicativo "Atualizador de Programas" você atualizará o mesmo.

Como fazer o mesmo procedimento pelo terminal (opcional)


Se você prefere fazer a atualização do MATE à partir do terminal, rode os seguintes comandos:
sudo add-apt-repository ppa:ubuntu-mate-dev/wily-mate 
sudo apt-get update 
sudo apt-get upgrade
Se por algum motivo você quiser remover o MATE do seu sistema, rode os seguintes comandos:
sudo apt-get install ppa-purge 
sudo ppa-purge ppa:ubuntu-mate-dev/wily-mate
Até a próxima! 
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Ubuntu MATE 15.10 oficialmente lançado com grandes melhorias

Nenhum comentário

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Ontem o Dionatan publicou a noticia dos
vários sabores de Ubuntu
Então, por que não hoje não mencionar sobre o lançamento no novo Ubuntu Mate já que seu ultimo lançamento foi à uma hora e meia?

Ubuntu MATE 15.10 oficiamente lançado com grandes melhorias

Ubuntu MATE 15.10 oficialmente lançado com grandes melhorias

Ubuntu MATE 15.10 (Wily Werewolf), a distribuição Linux baseada no Ubuntu que utiliza o ambiente desktop MATE (como o próprio nome diz) foi lançado e está disponível para download.

Grandes melhorias e mudanças ocorrem a cada lançamento da distribuição, e seu ultimo lançamento é prova disso. Novos recursos são adicionados a cada lançamento e continuam a oferecer um monte de surpresas aos seus usuários. A equipe de desenvolvimento sempre atende a sugestões dos seus usuários, e por essa razão é que o Compuz vem incluso ao sistema.


Essa é a primeira versão a deixar de utilizar a central de programas (o que causou um rebuliço). Agora, essa versão vem com uma nova ferramenta chamada "Ubuntu Mate Welcome" (o que muitos apontando como uma boa decisão). O ambiente MATE desktop 1.10 vem integrado como padrão, update-manager -d e o do-release-upgrade -d agora são suportados para realizar upgrade a partir do Ubuntu MATE 15.04 para o Ubuntu MATE 15.10, o MATE Optimus (uma utilidade para alternar entre GPUs no NVIDIA Prime foi adicionado, e as ferramentas MATE Tweak foram atualizadas também.
Os desenvolvedores também atualizaram o Blueman 2.0 e o BlueZ 5.35, o Ubuntu MATE Plymouth boot animation tem sido melhorado, as aplicações padrão foram refinadas, suporte aos dispositivos iOS está muito melhor, e muito mais mudanças e correções foram implementadas.

Essa são somente algumas das mudanças no Ubuntu Mate. Caso queira saber mais acesse o site oficial.
___________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo