Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador vmware. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador vmware. Mostrar todas as postagens

Linus Torvalds não conhece por completo o Kernel Linux atualmente

Nenhum comentário

quarta-feira, 12 de setembro de 2018


No final do mês de Agosto aconteceu o Open Source Summit em Vancouver, Canadá, no último dia do evento (31), Linus Torvalds, juntamente com o vice-presidente e diretor executivo da VMWare, Dirk Hohndel, fizeram uma sessão de bate-papo bem descontraída, onde abordaram assuntos como: hardware, computação quântica, manutenção do kernel,entre outros assuntos relacionados ao mundo open source.


Linus Torvalds não conhece por completo o Kernel Linux atualmente






Hoje o Kernel Linux conta com mais de 20 milhões de linhas de código em sua versão mais recente, que passa pelas mãos dos desenvolvedores principais, mantenedores e sub-mantenedores,  assim não “sobrecarregando” Torvalds, que quando indagado por Hohndel se conhecia por completo o Kernel Linux, respondeu que “Não”. Mas completou logo em seguida:


“A única questão que me interessa é o sistema virtual de arquivos . Essa é a única área em que ainda estou muito ativo. Também vejo todos os problemas críticos e ainda um monte de arquitetura x86. Eu costumava me preocupar com o problema, mas eu não faço mais. Eu não me preocupo com problemas técnicos no kernel. ‘Eu me preocupo com eles, mas não estou preocupado com eles.’ O fluxo de trabalho é muito mais importante do que o código. Se um bug acontece, você sabe como lidar com ele. Quando você tem esse nível de complexidade, você não pode gerenciá-la em um ambiente fechado,você precisa ter as pessoas que realmente encontram problemas e dar a elas a capacidade de se envolver e ajudar a consertar. É um mundo complicado, e a único maneira de lidar com a complexidade é a troca aberta de idéias ".


Outro ponto levantado foi como Torvalds faz o gerenciamento do projeto, visto que hoje em dia ele, trabalha mais em gestão do que desenvolvimento ativo, para responder a isso, Torvalds foi enfático:: Mudamos para o modelo de “desenvolvedor em cadeia”, onde os sub-mantenedores e mantenedores devem reportar aos desenvolvedores e assim garantir que os subsistemas desenvolvidos cheguem o mais rápido possível.

Dois outros pontos interessantes levantados por Torvalds foram sobre computação quântica e inteligência artificial (AI em inglês). 

Sobre primeiro tópico ele falou comentou: 

“ Eu sou muito incrédulo e acho que isso não vá acontecer. Mas se eu estiver errado, já vou estar morto quando me provarem que eu estava errado. E eu sou conhecido por estar errado.”

Já sobre AI ele acha que está finalmente a caminho: 

“Rede Neural parece muito interessante. Inicialmente parecia improvável, mas hoje em dia sabemos que elas realmente funciona.”

Para assistir a palestra por completo em inglês, segue abaixo o vídeo dela.

           

Espero você até uma próxima, forte abraço.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Como exportar uma máquina virtual do VirtualBox para o VMWare

Nenhum comentário

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Há alguns dias eu estava fazendo uns testes com o Chromium OS e acabei percebendo que o jeito mais fácil de criar um pen drive bootável com ele é através de uma função presente apenas no Chrome de Windows e para isso eu tive que exportar uma máquina virtual do VirtualBox para o VMWare e agora vou te ensinar como fazer, além de dar mais detalhes sobre a história.

Exportar Maquina virtual do VirtualBox para o VMWare




Como eu dizia, eu estava testando uma ferramenta para criação de pen drive bootável que só estava presente no Windows, então para usar o recurso eu estava na expectativa de utilizar um Windows que eu tinha no meu VirtualBox, utilizo o sistema normalmente em minhas aulas quando se faz necessário, porém, mesmo instalando as extensões, os USBs não estavam funcionando corretamente, foi então que eu decidi utilizar o VMWare para isso, uma vez que no programa os UBS funcionam nativamente, sem a necessidade de extensões ou extras.

A questão é que eu não estava com muita paciência para reinstalar o Windows em outra máquina virtual, foi então que me veio a mente se "seria possível exportar um Windows de uma VM para outra", sendo uma o VB e a o outra o VMW. E sim, é possível! E é assim que se faz:

1 - Desligue completamente a máquina virtual no VirtualBox, se a máquina virtual estiver em modo suspenso ou ligada, certifique-se de desliga-la por completo.

2 - Clique no menu "Arquivo" e depois em "Exportar Appliance"

3 - Seleciona a máquina virtual que você deseja exportar.

4 - Escolha um local para salvar o arquivo .ova

5 - Siga as instruções na tela e comece a exportação.

O interessante deste recurso é que esta é uma forma de você exportar também máquinas virtuais de um VirtualBox para outro em máquinas diferentes, pode ser muito útil.

Para importar o seu arquivo .ova no VMWare faça o seguinte:

1 - Abra o VMWare e clique em "File" e depois em "Open a Virtual Machine"

2 - Selecione o arquivo .ova que você exportou do VirtualBox e confirme a importação, depois disso é só aguardar o processo.

Dica: Ao iniciar o seu sistema exportado do VB no VMWare, remova (caso tenha instalado) os adicionais para convidado do VirtualBox do sistema para evitar conflitos e instale o VMWare Tools.

Aproveite!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Como habilitar a aceleração de Hardware no VMWare no Linux

Nenhum comentário

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Hoje vamos aprender a habilitar aceleração gráfica de hardware no VMWare Player ou Workstation no Linux.

Aceleração de Hardware VMWARE no Linux

Aceleração de Hardware VMWare no Linux


Eu dou aulas de informática na empresa onde trabalho alguns dias da semana e lá, eventualmente tenho de usar o Windows por conta do tipo do curso dado, mas como não tenho a intenção de fazer um dualboot no meu computador só para dar algumas aulas por semana resolvi usar o VMWare para tal, o VirtualBox me parece ter maior desempenho usando Linux, entretanto, quando o sistema virtualizado é o Windows tenho a impressão de melhor desempenho do VMWare.


De qualquer forma, apesar de instalado e funcionando de maneira satisfatória o VMWare Player insistia em não reconhecer a aceleração de Hardware no meu Notebook com placa Intel usando o Ubuntu 14.04.3 LTS, mas eu encontrei a solução e agora vou compartilhar com você.

Além de marcar a opção de aceleração 3D nas configurações da sua máquina virtual você deverá fazer uma pequena mudança.

aceleração de hardware ubuntu

O aviso de falta de aceleração gráfica a que me refiro é semelhante a este abaixo:

Aceleração gráfica

O que acontece é justamente o fato do VMWare não reconhecer o driver instalado, por isso precisamos tirá-lo do blacklist da aplicação, no meu caso estarei usando o Ubuntu e o GEDIT (editor de textos), mas pode ser qualquer um outro.

Abra o terminal e cole este comando, ele vai abrir um arquivo de texto para editar as configurações dos drivers do VMWare.
gedit ~/.vmware/preferences
Dentro do arquivo que se abrir cole a seguinte linha no final do arquivo:
mks.gl.allowBlacklistedDrivers = TRUE
VMWARE

Apenas cole a linha ao final do arquivo e salve, problema resolvido, teste a sua máquina virtual novamente.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Instale o VMware no Ubuntu sem precisar digitar comandos

Nenhum comentário

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Mais uma daquelas amostras de que para usar Linux não é necessário utilizar comandos no terminal e ainda vamos instalar um dos melhore softwares de virtualização do mercado.

Instalando o VMWARE no Linux


Tutorial de instalação do VMware no Ubuntu


Produzi um vídeo bem bacana para complementar este post onde eu mostro como instalar o VMware Player no Ubuntu sem utilizar nenhum comando, afinal novatos não gostam no terminal, confere?



Compartilhe para ajudar outras pessoas!

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Como instalar o VMWare Player no Linux

Um comentário

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Tutorial de instalação do VMWare Player no Ubuntu


VMWare é uma das melhores soluções do mercado para fazer virtualização de sistemas, o programa suporta tanto Linux, quanto Mac e Windows e hoje vamos aprender como fazemos para instalar essa ferramenta no nosso sistema Linux, a versão utilizada no exemplo é o Ubuntu 14.04 LTS.

VMWare no Linux

Existem duas versões do mesmo produto, a VMWare Player que é grátis e destinada ao público doméstico e a VMWare Workstation que como o nome faz referência tem eu foco em empresas e servidores.

Hoje aprenderemos a instalar a versão grátis desta poderosa ferramenta, para inicio de conversa precisamos baixar o arquivo instalador, clique neste link e baixe o arquivo do VMWare.

O arquivo que você vai baixar tem uma extensão um pouco diferente do convencional, .bundle, mas não se preocupe, a instalação é igual a de um arquivo com extensão SH que é bem comum no mundo Linux.

Depois de baixado o arquivo...


Você precisa dar permissões de execução a ele, para isso clique com o botão direito no mesmo e vá até a opção propriedades, na aba Permissões marque a caixa que permite execução do arquivo como programa, como está na imagem abaixo.


Depois disso você precisará abrir o seu terminal pois a instalação só pode ser feita em modo Root, no terminal você tem duas opções:

sudo nautilus

Este comando vai abrir o gerenciador de arquivos em modo Root, dessa forma basta você ir até o local onde está o seu arquivo, no meu caso era a Área de Trabalho, dar dois cliques e na mensagem que aparecer clicar em "Executar num terminal".

Alternativamente você pode navegar pelo terminal até a pasta onde está o seu arquivo instalador do VMWare Player e executá-lo assim:

sudo ./nome_do_arquivo.bundle

no caso:

sudo ./VMware-Player-6.0.3-1895310.x86_64.bundle

Seja qual for a maneira que você escolher a próxima tela será como esta imagem abaixo:


Apenas aceite os termos

Aceite os termos de licença, fique à vontade para lê-los, na próxima temos mais uma questão pedindo se você deseja que o programa envie informações anônima para a VMWare Software afim de melhor o programa, mais uma vez escolha SIM (Yes) ou NÃO (No) e clique em Next.


Na próxima tela é possível inserir um serial caso você tenha um licença paga do produto, assim ocorrerá uma atualização para o VMWare Workstation, entretanto, isso é opcional e você pode seguir clicando Next sem problemas.


Tudo certo para a instalação, apenas clique em Install.


Aguarde alguns momentos... e pronto, você pode abrir ela pelo menu de aplicativos da sua distro.


Você pode se perguntar qual a vantagem de utilizar o VMWare Player ao invés do VirtualBox e eu te digo, se você pretendo apenas testar os sistemas não haverá muita diferença, e claro o VMWare Player apesar de grátis não é Open Source como o VirtualBox, em termos mais práticos dá para perceber uma grande diferença em performance 3D no VMWare, sendo possível rodar vários games de Windows por ele, e para ser sincero essa foi a grande vantagem que encontrei, alguns jogos que não rodavam pelo Wine e um ambiente para poder treinar com o After Effects pois preciso dele no meu trabalho.

Lifeless Planet

É isso aí pessoal, até a próxima!

VMWare 6 lançado - Veja como instalar no Ubuntu e no Linux Mint

Nenhum comentário

sábado, 14 de setembro de 2013

Nova versão do VMWare disponível

O VMWare é um software que permite virtualizar sistema de computador, tal qual o VirtualBox, porém é de código fonte fechado, apesar disso ele não é pago e você pode instalar ele sem gastar nada.

VMWare 6 para Ubuntu e Linux Mint


O Fato de ser proprietário gera algumas vantagens como o suporte nativo a USB, a nova versão, número 6, melhor o suporte para servidores e já é compatível com o Ubuntu 13.10 e o Fedora 20.

Instalação do Ubuntu e no Linux Mint

sudo apt-get install build-essential linux-headers-`uname -r`

Para sistema de 32 bits

mkdir ~/VMware && cd ~/VMware
wget -c http://goo.gl/QTHVtv -O VMware-Player-6.0.0-1295980.i386.bundle.tar
tar -xvf VMware-Player-6.0.0-1295980.i386.bundle.tar
chmod +x VMware-Player-6.0.0-1295980.i386.bundle
sudo sh VMware-Player-6.0.0-1295980.i386.bundle

Para sistemas de 64 bits

mkdir ~/VMware && cd ~/VMware 
wget -c http://goo.gl/JpvULv -O VMware-Player-6.0.0-1295980.x86_64.bundle.tar 
tar -xvf VMware-Player-6.0.0-1295980.x86_64.bundle.tar 
chmod +x VMware-Player-6.0.0-1295980.x86_64.bundle 
sudo sh VMware-Player-6.0.0-1295980.x86_64.bundle
Se você preferir pode baixar  o arquivo Bundle diretamente do site. Depois destes comandos o programa já deve estar instalado e pronto para rodar.

Até a próxima dica!

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Como instalar o VMWare 5 no Ubuntu e no Linux Mint

Nenhum comentário

segunda-feira, 19 de novembro de 2012


Versão 5 do VMWare Player lançado, aprenda a instalar na sua distro

wmwareplayer-ubuntu

O VMWare é uma das ferramentas mais completas de virtualização de sistemas operativos, diferentemente do Virtual Box, que é Open Source, o VMWare Player tem o código fonte fechado. O que não diminui em nada as suas qualidades.
Umas das quais eu mais destaco é a possibilidade que temos de usar entradas USB na máquina virtual sem precisar instalar pacotes extras, como é o caso do Virtual Box.

Instalação do Ubuntu 12.04/12.10 e Mint 13

Primeiramente precisamos instalar algumas dependências, no terminal cole o comando:


sudo apt-get install build-essential linux-headers-`uname -r`
Agora para sistemas de 32 bits use os comandos a seguir para a instalação:


mkdir ~/VMware && cd ~/VMware

wget -c http://goo.gl/qGcHF -O VMware-Player-5.0.1-894247.i386.bundle.tar

tar -xvf VMware-Player-5.0.1-894247.i386.bundle.tar

chmod +x VMware-Player-5.0.1-894247.i386.bundle

sudo sh VMware-Player-5.0.1-894247.i386.bundle
Para sistemas de 64 bits use os comandos abaixo:


mkdir ~/VMware && cd ~/VMware

wget -c http://goo.gl/aoveM -O VMware-Player-5.0.1-894247.x86_64.bundle.tar

tar -xvf VMware-Player-5.0.1-894247.x86_64.bundle.tar

chmod +x VMware-Player-5.0.1-894247.x86_64.bundle

sudo sh VMware-Player-5.0.1-894247.x86_64.bundle
Depois basta seguir as instruções de instalação.
Qualquer dúvida use a sessão de comentários.

Fonte

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 


Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo