Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta mir. Classificar por data Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta mir. Classificar por data Mostrar todas as postagens

O Ubuntu 13.10 virá com o Mir como padrão, vamos conhecer ele melhor, tirar algumas dúvidas e aprender a instalar

Nenhum comentário

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Saiba como vai funcionar o Mir e se ele realmente vai ser bom para o Ubuntu

Hoje tirei um tempo para pesquisar sobre o "tal do Mir", recentemente a Canonical divulgou que ele virá como default na próxima versão do Ubuntu Saucy Salamander.
Muitas coisas já foram especuladas para a nova versão do Ubuntu, dentre elas a substituição do Firefox como navegador padrão pelo Chromium mas nenhuma das modificações chegou causando mais alvoroço do que o Mir.
Até então a versão Alpha do Ubuntu 13.10 não continha o Mir se já mostrava um ótimo desempenho, porém, agora é oficial, o Ubuntu 13.10 virá com o servidor gráfico Mir como padrão no Lugar do Default.

Ubuntu Saucy Salamander com Mir


O servidor X é o mais antigo gerenciador gráfico do Linux e perdura por muito e muitos anos, atualmente ele é conhecido por X11 por conta de sua versão, e bom, que a "morte do X" estava sendo planejada a tempos não é nenhuma mentira afinal o Wayland, outro servidor gráfico estava sendo desenvolvido para ser o seu substituto, inclusive cogitado para fazer parte do Ubuntu até que a Canonical resolveu dizer: " Melhor a gente fazer o nosso mesmo..."
OK, opções são boas certo? Agora teremos 3 opções, mas a polêmica toda gerou-se em cima do Mir por conta de ele não suportar outros ambientes gráficos além do Unity, então Gnome, KDE, LXDE, XFCE que são "sabores" tradicionais do Ubuntu seriam jogados para fora do campo.
E Canonical mais rápido de que nunca disse: "Calmaa!! Estamos fazendo o XMir" e é toda essa história que você vai entender agora.

Desenvolvimento para todos os tipos de usuários

A ideia é melhorar o desempenho com o servidor gráfico específico e que atenda a todas as necessidades do Unity, fazendo ele ficar mais rápido, coisa que foi motivo de reclamação por parte de alguns usuários, depois de superada essa parte parte-se para a questão de compatibilidade, para fazer com que outros ambientes gráficos funcionem corretamente no Ubuntu a Canonical está desenvolvendo o XMir, que pode ser considerado uma extensão do Mir convencional que se propõe a rodar tudo o que for aplicação dependente do X no Mir sem maiores problemas.
E se isso vai dar certo? Veja por si só:


Este vídeo acima foi publicado pelo iLoveUbuntu e mostra o Mir Executando 7 ambientes gráficos diferentes sem "pestanejar".

Todos os principais ambientes gráficos são suportados, mas e os drivers proprietários para quem tem placas de vídeo Nvidia ou AMD?

Este foi outro problema, o Mir, pelo menos por enquanto, só suporta os drivers Open Source, ou seja se você tem alguma placa Intel, Nvidia ou AMD que funciona "muito bem obrigado" com os drivers de código aberto ótimo! Elas vão funcionar bem com o Mir, agora se você precisa de Drivers Proprietários terá problemas.

Agora que não uso mesmo!

Se você é um feliz proprietário de uma placa que requer drivers proprietários e pensou "Esse Mir não é pra mim" você não precisa se preocupar, até o Mir ficar bem ajustado a Canonical deixa o servidor X como segunda opção no Ubuntu, isso ocorrerá na próxima versão, assim quando o Ubuntu for iniciado e for detectada incompatibilidade entre o Mir e a sua placa será ativado o que está sendo chamado de Modo Fallback onde o X volta a atividade.
Se isso vai mudar logo não sabemos, mas a Canonical é uma empresa que rápida na hora de executar seus projetos, afinal a impressão que dá é que o Mir apareceu na noite para o dia, apensar de não ser bem assim, claro.

Mas se o Mir ainda não está totalmente desenvolvido porque embarcá-lo como Default?

Bom segundo a Canonical o Mir estará pronto para funcionar normalmente até o seu lançamento, tem apenas essa questão dos drivers que aparentemente é contornada com o X no modo Fallback, outro motivo apontado e para ver a reação dos usuários ao Mir e as novidades que farão parte do novo Unity para deixar tudo arredondado para a próxima LTS que sairá em Abril do ano que vem.

Já é possível testar?

Sim, já é possível testar o Mir no Ubuntu 13.10 Alpha, para isso você deve seguir este tutorial, o Ubuntu com o Mir já mostra um desempenho fantástico como podemos ver no Vídeo abaixo:


Como podemos ver o Mir está melhorando a cada dia e novas possibilidade se abrem, espero que o artigo tenha esclarecido um pouco das suas dúvidas em relação ao Mir.

Aproveite e nos ajude a decidir sob qualquer versão do Ubuntu será feito o Diolinux OS 4.

Até mais pessoal!

Fontes.

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Canonical - No Ubuntu 14.04 LTS todos os drivers proprietários suportarão o Mir

Nenhum comentário

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Empresa mostra positividade em relação ao suporte gráfico de AMD e Nvidia

Querendo tranquilizar um pouco os usuários, a Canonical empresa por trás do Ubuntu, afirmou que na próxima versão LTS - que deverá sair em Abril do próximo ano - todos os drivers proprietários suportarão o Mir com extrema qualidade.

O Mir gera polêmica desde que foi comentada a ideia - leia mais sobre o servidor gráfico da Canonical aqui - de que o Ubuntu não apoiaria mais o projeto Wayland, substituto histórico do X.org que é desenvolvido especialmente pelo Gnome Team e apoiado por empresas como a RedHat e a Intel que também resolveu deixar claro que não gosta do Mir.

Ubuntu

A próxima versão do Ubuntu será um laboratório...

Com tudo isso acontecendo a próxima versão do Ubuntu será um campo de testes que você pode optar por participar ou não, leia o nosso artigo "Será que vale a pena usar o Ubuntu 13.10?" e deixe a sua opinião.

Na questão do drivers de placas Intel, apesar da negação do Mir pela empresa, não chega a ser o grande problema, visto que o código dos mesmos é aberto e Canonical pode e deve colocá-lo dentro do Kernel do Ubuntu, o maior problema é mesmo os drivers proprietários da AMD e da Nvidia, que por hora também não serão compatíveis com o Mir.

Essa versão do Ubuntu que se aproxima, 13.10 Saucy Salamander, será a distro em que Canonical vai ter que provar que o Mir "aguenta o tranco" e pode ser usado para todo o tipo de coisa, especialmente jogar onde os drivers e as placas são mais exigidas.

A Valve pode fazer diferença

Gabe Newell, fundador da Valve, já declarou seus amores pelo Linux na Linuxcon afirmando que o futuro dos games está no Linux e com ele na jogada (e um pouco de ajuda dos usuários quem sabe?) empresas como a Nvidia vão acabar inclinando-se a fazer seus drivers para o Mir.
Afinal o Mir não ter suporte acaba afetando todo o ecossistema Linux que deriva do Ubuntu, e não são poucas distros, apenas para citar algumas {Xu[Ku(Lu)buntu]}, Ubuntu Gnome e Linux Mint que terão que fazer uma escolha em breve, ou migram pro Mir, ou pro Wayland ou mantém o X.org.

E o que a Valve tem a ver com isso?

A Valve tem parcerias com as principais empresas de placas gráficas, Intel inclusive, e para ela interessa e muito que o Ubuntu seja uma plataforma ótima para jogos, e por isso necessita de drivers adequados, se isso não acontecer a Valve pode perder uma significativa fatia ( que não tão grande ainda ) de gamers Linux, o que seria um tiro no pé, visto que a cada dia mais e mais jogos são portados.

A notícia tranquilizadora dos desenvolvedores da Canonical, que em uma recente lista de discussão , indicaram que no Ubuntu 14.04 LTS todo esse problema com drivers deve ser superado.

Os desenvolvedores da Canonical provavelmente entraram em contato com a AMD e Nvidia tentando incentivar as empresas a trabalhar no desenvolvimento do suporte nativo para MIR. 
Apesar de serem apenas hipóteses para o lançamento do Ubuntu 14.04 LTS muito provavelmente teremos o apoio total do MIR por ambos os drivers. os opensource da Intel e os proprietários da Nvidia e  da AMD. 


Vamos esperar pra ver!



Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Canonical diz que Mir terá suporte excelente para placas Intel e mais polêmicas

Nenhum comentário

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Depois da Intel dizer que não vai apoiar o Mir Canonical diz que isso não será problema

Depois do anúncio da decisão da Intel de não apoiar o Mir muitos usuários ficaram com "a pulga atrás da orelha" em relação ao Mir, colocando dúvidas em relação ao seu desempenho já que sem drivers de vídeo poucos usuários iriam continuar usando o Ubuntu para jogos especialmente.

Intel


Para quem ficou preocupado o principal desenvolvedor do Mir, Michael Hall, publicou uma nota no Google+ afirmando que o Mir terá um excelente suporte à placas da Intel uma vez que o Driver é OpenSource a Canonical pode colocar o patch no Kernel do Ubuntu.

Segundo ele o Mir já está estável e com desempenho praticamente igual ao X.Org, no seus comentários, Michael afirmou que não sabe exatamente o motivo da decisão da Intel, mas podemos ter uma vaga ideia especulando um pouco, a Intel ajudou a desenvolver o Wayland juntamente com a RedHat e outras empresas que colaboraram, será que a Intel resolveu criar concorrência ou simplesmente não quer produzir dois projetos de drivers de vídeo para servidores gráficos diferentes para Linux?

Canonical Logo


Se o Mir será realmente bom só ,saberemos quando o Ubuntu 13.10 final realmente chegar e pudermos usá-lo e testá-lo, menos mal que os drivers da Intel funcionarão "as mil maravilhas" no Mir ( mas eu só acredito vendo ) porém, não podemos esquecer que nem só de Intel vive o mercado de placas gráficas, alias a Intel é somente a terceira força nesse sentido num mercado dominado por NVidia e ATI/AMD que por enquanto também não possuem drivers para o Mir, e aí? Será que o Ubuntu será tão auto-suficiente?

Outra coisa que vale ressaltar é a o "Mir estar com o mesmo desempenho do X.Org", ótimo! Pelo menos atingiu o mesmo nível mas sinceramente eu espero que ele se torne muito, mas muito melhor que o servidor X, afinal de contas qual a vantagem de gerar toda essa polêmica para não conseguir ao menos um melhor desempenho não é verdade?

Não pretendo deixar de usar o Ubuntu, porque acho que ele é o melhor sistema operacional Linux que tem possibilidade de suprir com facilidade os dois principais sistemas proprietários, uma distro para o mercado consumidor que não entende muito de computadores e espero sinceramente que o Mir seja incrivelmente superior para o bem de todos os usuários.

Qual a sua opinião sobre o assunto?

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Como saber se o Ubuntu está rodando o Mir?

Nenhum comentário

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Aprenda  a instalar e ver o Mir está instalado no Ubuntu

Publicamos a pouco tempo um tutorial para ensinar você a instalar o Mir, novo servidor gráfico que a Canonical está desenvolvendo para o Ubuntu, você só poderá testar ele com probabilidade de sucesso no Ubuntun 13.10, agora que o Mir está no repositório do Ubuntu é mais fácil instalar.

Instalação do Mir

Basicamente tudo o que você tem à fazer é rodar estes comandos para instalar o Mir:
sudo apt-get update
sudo apt-get install mir-demos unity-system-compositor
Até a aí beleza, tudo instalado, reiniciamos o computador e tudo está funcionando, mas e a pergunta, será que estou rodando o Mir mesmo? Como posso saber?

Pois é, o servidor gráfico é algo tão escondido do usuário que se tudo estiver funcionando bem você nunca saberá que ele existe. 
Hoje vamos mostrar para você como saber se você está usando o Mir ou X no Ubuntu. Basta usar o comando:
ps ax | grep "unity"
Ele vai trazer à tona dois resultados, caso você esteja usando o X o resultado será algo parecido com este:


Já se o comando foi executado com o Mir como servidor gráfico o resultado será como este abaixo:


É isso aí pessoal, até a próxima!

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Como o Mir pode ajudar o tornar o Ubuntu uma ótima plataforma para todas as tecnologias

Nenhum comentário

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Hoje um dos engenheiros da Canonical e do Mir fez um artigo no Insights da empresa sobre o novo servidor gráfico e como ele pode mudar, e para melhor, a forma com que as distros Linux se relacionam com dispositivos embarcados, quiosques, convergência e muito mais.

Mir Ubuntu





O Mir é o novo servidor gráfico da Canonical para substituir o X, porém, ele é comumente associado ao Unity 8, a nova interface que a empresa vem trabalhando para o Ubuntu, entretanto, ele não é feito para funcionar somente no sistema da Canonical, pelo contrário, com código aberto e pensado para a convergência, ele pode ser usado por qualquer distribuição que o deseje.

O Mir também pode ser utilizado em várias camadas de operação diferentes, pensado para ser utilizado como interface para dispositivos embarcados com painéis visuais e até mesmo para máquinas que serão usadas como quiosques, de fato, o Mir possui uma forma especial para trabalhar com cada uma dessas situações, o que o faz convergente, não somente entre Desktop e Mobile, mas para praticamente qualquer aparelho.

O servidor gráfico atual,  o X, vem perdurando ao longo dos anos graças a adaptações e "enxertos" para suportar as novas tecnologias, o X vem de um tempo onde os computadores eram utilizados de formas muito diferentes do que temos atualmente e é aí que o Mir, assim como o Wayland, entram.

Tanto um, quanto o outro, Mir e Wayland, ainda estão em desenvolvimento pleno e com dificuldades para utilizar drivers proprietários por enquanto, muito em parte pelas fabricantes de placas, o Mir no entanto já vem dando conta do recado nos dispositivos móveis, o que pode ser um indicativo de sucesso de implementação. Temos que aguardar a evolução de ambas as aplicações, pois é necessário compatibilizá-los para rodar aplicações que atualmente rodam sobre o X.

Fique ligado aqui no blog para saber as novidades e até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Mark Shuttleworth diz: "Ubuntu não terá Backdoors"

Nenhum comentário

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Faz poucos dias que o Ubuntu 16.04 LTS saiu e tem muita gente já esperando o 16.10, versão que sai apenas em Outubro e que deve trazer uma série de novidades para o sistema. O fundador da Canonical comentou sobre a segurança no futuro do Ubuntu e também sobre o servidor gráfico Mir.

Mark Shuttleworth fala sobe o Mir e criptografia




Mark Shuttleworth, criador do Ubuntu e da Canonical, deu uma entrevista ao site eWeek onde comentou sobre as novidades que deverão chegar juntamente com o Ubuntu 16.10, a versão de Outubro deste ano, e também sobre o futuro da plataforma em si. Nós já sabemos que o Ubuntu 16.10 Yakkety Yak não irá trazer o Unity 8 como a interface padrão, e também não será o Mir o servidor gráfico padrão, ainda que ambos estejam disponíveis diretamente da tela de login.

Mark disse que não pode afirmar com exatidão quanto o Mir será colocado como o servidor gráfico principal do Ubuntu, mas comentou sobre isso usando uma frase que parece fazer muito sentido: "O Mir será o padrão quando o usuário não notar que ele está lá".

Isso quer dizer que o Mir será padrão quando ele funcionar tão bem ou melhor que o X, servidor gráfico atual, onde o usuário simplesmente não vai precisar configurar nada ou fazer ajustes para usá-lo, algo que ainda está acontecendo hoje em dia. O grande diferencial do Mir é que ele é híbrido, o mesmo software pode ser usado dentro de Smartphones, Tablets, computadores, TVs e onde mais for necessário uma tela com interface para o Ubuntu, uma vez que o Unity 8 é convergente, é responsivo, essa é uma dupla que se complementa.

Outro ponto interessante comentado na entrevista é que Shuttleworth afirma que o Ubuntu tem trabalhado fortemente para melhorar a criptografia do sistema: "A ideia por trás da criptografia não é esconder o que fazemos e sim, poder escolher o que compartilhamos".

Ele afirmou que o Ubuntu nunca terá nenhum Backdoor no sistema, especialmente  com chegada dos pacotes Snap, que em conjunto com o servidor gráfico Mir tornam as aplicações mais seguras.

Aparentemente ele não está com pressa de terminar o projeto Mir/Unity8, ele está mais preocupado com funcionalidade e eficácia, que é algo que todos esperamos, a maior questão ainda é, será que o que o fundador da Canonical falou será seguido à risca nos próximos anos?
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Mir será padrão do Ubuntu apenas na versão 16.04, diz Mark Shuttleworth

Nenhum comentário

segunda-feira, 17 de março de 2014

Servidor gráfico do Ubuntu deverá demorar ainda um bom tempo para ser default da distribuição

Mais uma vez o especulado servidor gráfico da Canonical, o Mir, teve a sua estréia como servidor gráfico padrão adiada.

mir-ubuntu

O Mir gerou muitas críticas para a Canonical e colocou muitas pessoas da comunidade contra os ideias de desenvolvimento do Ubuntu, mas mais uma vez a Canonical mostra uma face de maturidade ao entregar o Mir somente quando ele estiver complemente pronto e com bom suporte.

No último Ubuntu Developer Summit, Mark Shuttleworth anunciou que o mais provável é que o Mir só seja padrão do Ubuntu na versão 16.04 que sairá somente em 2016.

Segundo Mark, a ideia é que nestes próximos 12 meses haja um grande avanço no desenvolvimento do Mir para que nos próximos meses que virão haverá uma grande triagem para otimização do desempenho e o foco no suporte a drivers proprietários da Nvidia e da ATI, mesmo assim, quem quiser testar o Mir no Ubuntu poderá fazer isso instalando ele pela Central de Programas.

Particularmente acho certa a iniciativa da Canonical de não colocar o Mir no Ubuntu às pressas no sistema, colocar ele lá somente quando ele for em prol do usuário é uma decisão mais acertada.


Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Lançada a versão 1.0 do servidor gráfico Mir pela Canonical

Nenhum comentário

quarta-feira, 26 de setembro de 2018

No último dia 21 de Setembro, a equipe de desenvolvimento do servidor gráfico Mir, projeto esse encabeçado pela Canonical, lançou a versão 1.0 do projeto com foco em “Internet das Coisas” (IoT).


Lançada a versão 1.0 do servidor gráfico Mir pela Canonical






Em comunicado no blog oficial a equipe, através do Alan Griffiths,  comemora o lançamento da versão mostrando algumas aplicações viáveis do projeto nas tecnologias presentes nos dias de hoje e também explicando o porquê da adoção do Wayland ao invés do X11. Também mencionam a criação do mir-kiosk, projeto este voltado para quiosques (terminais de consulta por exemplo) que precisem de IoT. Eles vão rodar em cima de uma versão do Ubuntu chamada de Ubuntu Core e com vários aplicativos feitos em QT.


Em comunicado no blog oficial a equipe, através do Alan Griffiths,  comemora o lançamento da versão mostrando algumas aplicações viáveis do projeto nas tecnologias presentes nos dias de hoje e também explicando o porquê da adoção do Wayland ao invés do X11. Também mencionam a criação do mir-kiosk, projeto este voltado para quiosques (terminais de consulta por exemplo) que precisem de IoT. Eles vão rodar em cima de uma versão do Ubuntu chamada de Ubuntu Core e com vários aplicativos feitos em QT.

Sobre a adoção do Wayland ao invés do X11, Alan declarou o seguinte:

“O Wayland pretende ser um substituto mais simples do X, mais fácil de desenvolver e manter… Wayland é um protocolo para um compositor conversar com seus clientes, bem como uma implementação da biblioteca C deste protocolo.”

E ainda segundo o comunicado, eles enaltecem a importância do X11 ao longo dos últimos 30 anos e que foi de suma importância para o desenvolvimento do sistemas e interfaces que assim precisaram dele, mas que para os dias atuais ele não atende mais às necessidades. Um dos pontos que ele comenta é a “falta de segurança”  que o X11 tem em relação a um aplicativo mal - intencionado em obter informações de outros aplicativos rodando nele e assim não protegendo às informações pessoais.

Já o Wayland, na visão do Alan, proporciona esse nível de segurança e que como o Mir foi projetado desde o início com o foco em segurança, seria o “casamento perfeito” e assim tornando o sistema mais robusto contra ataques.

Ele ainda fala que os aplicativos feitos em GTK3 e 4, QT5 e SDL2 usufruirão dessa dobradinha “Wayland+Mir”, já que o Mir, além de ser um servidor gráfico, também pode ser usado como compositor.

Para saber mais da nova versão, veja no blog oficial.

Muito legal ver o projeto retomando com esse foco e quem sabe em um futuro próximo poder ser usado em computadores pessoais e de empresas. Ficamos na torcida para que de certo.

Espero você até a próxima e um forte abraço.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Ubuntu 14.04 LTS não virá mais com o Mir

Nenhum comentário

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Servidor gráfico Mir não será mais o padrão no Ubuntu 14.04 LTS

O Ubuntu 14.04 LTS, que recebeu o nome de Trusty Tahr, não será mais lançado com o servidor gráfico Mir como fora imaginado no lançamento do Ubuntu 13.10.

A notícia vem através da Phoronix que comenta no Ubuntu Developer Summit Virtual dessa semana, Jono Bacon haveria comentado que a próxima versão do Ubuntu virá sem o Mir, o motivo? Estabilidade.

Ubuntu 14.04 LTS virá sem o Mir


É melhor manter o X que foi muito bem até agora em uma versão de longo tempo de suporte, trocar o servidor gráfico pode acarretar alguns problemas em uma versão que promete ser o melhor Ubuntu já lançado.

Uma decisão coerente e tranquilha acredito, é o melhor para os usuários e dará menos trabalho à Canonical, muitos levantaram a hipótese da mesma estar considerando o fato de abandonar o projeto do Mir mas acredito que isso não ocorra visto que ele se mostra uma boa opção para dispositivos móveis, além do mais não lançar na próxima versão dará pelo menos mais 6 meses de desenvolvimento para que o Mir seja lançado em uma versão com suporte menor e consideradas "de teste".

Esse tipo de atitude me agrada pois indica que o Mir só será o padrão quando realmente for um substituto digno ao X.
Para ver o calendário de lançamentos do Ubuntu 14.04 LTS Trusty Tahr clique aqui.

O que você pensa a respeito?

Compartilhe para mostrar aos seus amigos



Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Mir 20% mais lento que o "X" e o "modo game" do Ubuntu

Nenhum comentário

terça-feira, 16 de julho de 2013

Mir ainda não engrenou como pode, diz Christopher James Halse Rogersm desenvolvedor

Christopher James Halse Rogersm, desenvolvedor do Mir e do Xmir anunciou que o novo servidor gráfico do Ubuntu ainda está mais lento que o X para executar algumas tarefas.
A Canonical está empregada em aumentar a compatibilidade ao máximo com todas as aplicações "X dependentes" para que não haja nenhum tipo de surpresa negativa no Ubuntu 13.10, próxima versão do sistema.

Ubuntu Saucy Salamander logo


Christopher declarou em seu blog pessoal que o Mir atualmente tem um desempenho inferior ao X em algumas coisas em até 20% de velocidade e que isso se deve a vários fatores mas "em breve o novo servidor gráfico poderá ter o mesmo desempenho do X e até superior", afirmou.

Um recurso muito interessante do Mir apresentando foi o de desativar efeitos do sistema e "enfeites" desnecessários quando você estiver executando algum jogo para aumentar a performance, seria algo como se o Ubuntu tivesse um "modo jogo".

O desenvolvedor ainda deu a entender que o Ubuntu, apesar de não ter dito com todas as palavras, que a próxima versão do Ubuntu será um "campo de testes" pois até que os drivers de placas proprietárias se entendam muito bem com o Mir pode levar mais tempo do que o tempo hábil que a Canonical tem para entregar o novo Ubuntu, para contornar este problema o Ubuntu terá dois modos de sessão, um que mantém o X para ser compatível com os Drivers de placas proprietárias e outra para placas que usem drivers Open Source como os da Intel que deverão usar o Mir e a solução será essa pelo menos por enquanto, outra modificação que estará sendo implementada aos poucos é a modificação da escrita do código das aplicações do Ubuntu para a bilblioteca QT, a mesma usada no KDE.

Se você está um pouco por fora de toda esta história do Mir, o Diolinux tem um artigo especial que te explica tudo para que você possa entender todas as novidades que vem por aí!

Até a próxima!

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo