Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo.

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta duzeru. Classificar por data Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta duzeru. Classificar por data Mostrar todas as postagens

Novidades interessantes na distro brasileira: Lançado DuZeru Linux 2.2

Nenhum comentário

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Eu recebi hoje o release de imprensa do DuZeru Linux 2.2. Esta é uma distribuição Linux brasileira que ainda está em seus primeiros anos de vida mas que já está implementando ferramentas próprias para melhorar a vida dos usuários, segue abaixo as novidades desta versão que os desenvolvedores nos passaram.

Duzeru Linux 2.2




É uma grande satisfação apresentar mais uma vez o OS DuZeru. São poucos colaboradores diretos dentro do projeto e a caminhada é longa para levar voluntariamente um OS fácil, bonito, simples e principalmente com um leve consumo de hardware. Nesta versão atual do sistema (2.2), o usuário não necessitará formatar ou usar scripts para atualização de uma versão subsequente. Foram aplicadas várias mudanças fazendo a comunidade DuZeru crescer com novas ferramentas e recursos.

Entre as principais mudanças são elas a adoção de um repositório definitivo, adotou o novo codinome de Lobo Guará, houve melhorias no instalador, ferramenta de instalador gráfico de Kernel’s, um novo pacote ícones muito bonito, novo tema de janelas, um vasto catálogo de comandos, ferramenta de Bloqueio e desbloqueio de painel do sistema, ferramenta para uso do Kwin no ambiente Xfce, painel de controle substituto do Xfce, novo pacote de papéis de parede, música no início e fim da sessão de usuário, correção de criação de usuários e alteração de horário graficamente e diversos outros recursos. Todas as ferramentas criadas pelo projeto são disponibilizados o código fonte no Git Hub com licença GPL e prório site como instaladores .deb podendo ser utilizados em outras distros baseadas no Debian com Xfce.

Além do DuZeru convencional, o usuário ainda conta com as opções da versão TI voltada a estudantes e usuários programadores e o EDZ versão educacional voltada a educação de ensino fundamental, O EDZ ganhou um novo site e um curso gratuito preparando Professores, Pais, ou interessados no domínio do sistema e ferramentas educacionais. http://duzeru.org/educa

A versão que testamos foi a DuZeru convencional, ela chama a atenção para alguns detalhes que não passam desapercebido, sua interface padrão é o Xfce mas é notável várias características de outras interfaces como o Gnome e o KDE.

Área de trabalho DuZeru
Área de Trabalho DuZeru 2.2

Whisker Menu do DuZeru 2.2
Whisker Menu do DuZeru 2.2


O sistema une beleza com um pequeno consumo de hardware, o consumo é bem baixo comparado com outras distribuições atuais. 

Duzeru não é só beleza, ele é otimizado para rodar em computadores modestos e sempre com estabilidade e rapidez, o sistema consome apenas 263 MB da memória RAM.

Nautius do DuZeru

O gerenciador de arquivos padrão é o Nautilus na versão 3.14 que contém grande compatibilidade de plugins e ferramentas.
DuZeru 2.2 Control Center
DuZeru Control Center
Foi adotado como padrão para as ferramentas de configuração e administração do sistema, ele substitui o Painel de controle tradicional do ambiente Xfce.

Kernel Install

A ferramenta Kernel install foi criada para o usuário instalar as versões mais recentes do Kernel Linux com apenas alguns cliques.

Duzeru Gnu/Linux


Outra ferramenta simples que merece destaque criada pelo projeto foi o Kwin-Xfce que faz com que o usuário alguns cliques, configure e ative efeitos visuais do Kwin.

O sistema novo, tem em média 2 anos e tem muito a crescer, no Brasil é difícil o desenvolvimento autônomo, sem fins lucrativos de uma iniciativa de SL (Software Livre), mas os poucos colaboradores do projeto firmam o compromisso de levar ao usuário uma boa distribuição baseada no Debian.


http://duzeru.org/forum/ → local principal para suporte




Baixe o DuZeru e faça o teste você mesmo dê suas sugestões ou criticas para que possamos cada vez mais aprimorar a distribuição.

Baixe através do endereço http://duzeru.org/versoes-do-sistema/
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




DuZeru 2.2, veja o que há de novo na distribuição Linux brasileira

Nenhum comentário

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Aos poucos a distribuição Linux brasileira DuZeru vem ganhando adeptos; esse fenômeno se deve as novas e interessantes funcionalidades que foram implementadas na versão 2.2 da distro, que saiu recentemente, confira agora as principais mudanças e destaques do sistema.

DuZeru GNU/Linux




Fixa técnica:

Fixa técnica DuZeru GNUU/Linux

Vamos começar a falar sobre a nova versão do DuZeru GNU/Linux 2.2. Uma distribuição Linux brasileira com base no Debian Stable, que usa o ambiente gráfico XFCE na versão 4.12.


Não é a primeira vez que nós falamos do DuZeru por aqui. Aliás, se você está curioso para saber mais detalhes sobre o desenvolvimento do sistema, conhecer os desenvolvedores e os ideais do projeto eu recomendo que você veja a entrevista que nós fizemos com o criador da Distribuição, ainda quando ela estava em sua versão 2, e um outro vídeo mais recente, que na verdade foi um VideoCast, onde nós falamos desta versão aqui, A lobo guará, adicionalmente você pode querer ver também a review da versão passada para entender tudo o que mudou de uma versão para outra com maior clareza.

Quem esperava poucas mudanças no projeto da versão 2 para a 2.2 recebeu a ISO, que tem cerca de 1,3 GB em sua versão de 64 bits, esta que é objeto da nossa review, com muita surpresa, pois muitas coisas novas foram adicionadas.

Abastecida pelo Kernel Linux 3.16 compilado pela equipe do DuZeru, a distro agora possui um repositório próprio de programas e uma série de aplicações que visam facilitar a vida do usuário comum.

O DuZeru 2.2 Lobo Guará, agora conta com um gestor de Kernel em modo gráfico, algo que na base Debian, somente o Linux Mint possuía até então, este gerenciador é na verdade uma maneira simples de interagir com scripts contidos no sistema que automatizam o processo. 

Levemente inspirado no gestor de Kernels do Manjaro Linux, distro que você já viu uma review aqui, o gestor do DuZeru facilita a vida de quem quer mudar a versão do Kernel do sistema, ainda que nem todo o processo aconteça numa tela gráfica.

Um dos pontos interessantes da nova versão do DuZeru 2.2, é a integração com o gerenciador de janelas Kwin do projeto KDE. Os desenvolvedores conseguiram uma mistura muito interessante e que por incrível que pareça não aparenta gerar problemas.

O sistema usa a interface XFCE, com o compositor do KDE e com o gerenciador de arquivos Nautilus, do Gnome. 

Outro detalhe que foi alterado na aparência foram os ícones, os desenvolvedores desenharam e modificaram algumas centenas de ícones para que todas as aplicações, ou a maior parte delas pelo menos, tivessem o mesmo padrão visual. 

Se você está preocupado com drivers, isso não deve ser um grande problema. 

Manipular novo drivers proprietários do sistema não é uma tarefa muito difícil com “Device Driver Manager”, com ele você consegue instalar, modificar e remover os drivers contidos no seu computador.

O conjunto de aplicações segue o mesmo padrão da versão antiga e do XFCE, porém, além dos recursos que já foram comentados, temos mais alguns interessantes que vale a pena destacar. 

O DuZeru possui uma aplicação chamada “Welcome”, ou simplesmente “Bem-vindo”, em português, nele você encontra todas as informações básicas para começar a usar o sistema e conhecer o projeto mais à fundo.

Há também uma aplicação chamada Catalogo de comandos, algo realmente útil que concentra praticamente todos os comandos que a distribuição suporta ordenados de A à Z, explicando qual é a função de cada um deles.

Outra aplicação produzida pelo DuZeru é o congelador de painéis, que permite que o usuário congele a edição do painel inferior do XFCE, algo que pode ser muito útil em um computador público, onde muitas pessoas utilizam e compartilham um mesmo computador, assim você evita que algum desavisado faça bagunça e desconfigure o a interface  do sistema.

Outros programas importantes que a distro traz incluem: A suíte Office LibreOffice na versão 5.1, GIMP, Inkscape, Navegador Firefox, Steam, editor de vídeos KDEnlive e o VLC, como player padrão,tanto para músicas, quanto para vídeo.

Se você precisar de mais programas, você pode usar a Central de Programas do DuZeru. O Java da Oracle, o Spotify e até mesmo o projeto Photogimp do Diolinux estão por lá, e o mais interessante é que se você quiser algum programa que não está no repositório é possível fazer a solicitação diretamente com os desenvolvedores.

O DuZeru é muito leve, a combinação de Debian com XFCE sempre gera bons frutos. 

Como os desenvolvedores prestaram atenção para colocar apenas serviços essenciais ao iniciar o sistema, ele dá boot com cerca de 250 MB de RAM utilizados apenas, algo realmente fantástico!

Não presenciei nenhum travento ou bug pontual, gostos visuais à parte, eu achei ele “dark demais”, e não acho necessário ícones tão coloridos, os sistemas atuais buscam uma interface mais clean, quando o padrão atual do DuZeru parece que respeita mais o padrão visual asiático. Ele parece ser uma boa opção para usuários novatos e básicos de computador.

Você pode baixar o DuZeru através do site oficial.


_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Veja o nosso papo com o pessoal do projeto DuZeru GNU/Linux

Nenhum comentário

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

O DuZeru é uma distribuição Linux brasileira que vem se desenvolvendo em criando uma boa estrutura, porém, como todo projeto, ele ainda pode evoluir mais. Para que isso aconteça mais rápido o seu apoio é importante, seja dando sugestões, seja contribuindo financeiramente ou reportando problemas.

DuZeru GNU/Linux




Apesar de eu não ser um usuário ativo do DuZeru no meu dia a dia, esta é uma distro que eu tenho um certo apreço, até por conhecer as pessoas que estão por trás deles, conhecer suas intenções e ter acompanhado o esforço que todos fazem para trazer paras as pessoas um sistema que atenda as intenções nacionais, inclusive uma versão educacional.

Observando que os desenvolvedores do DuZeru costumam ser muito abertos a sugestões do público e também fazem reuniões pontuais para definir e debater as futuras modificações da distro, eu resolvi entrar em contato com o Cláudio, o fundador do projeto e principal desenvolvedor, para dar algumas sugestões baseado em tudo que já vivi, experimente e observei como produtor de conteúdo para o mundo Linux, especialmente para o público mais leigo, que é o foco aqui do blog e também do canal.

A minha intenção inicial era apenas passar algumas sugestões, mas o Cláudio achou interessante fazer um hangout, para que desta forma vocês pudessem também ficar à par da situação e ajudar a discutir as minhas ideias, então confira a minha reunião com o líder do projeto DuZeru GNU/Linux:


Além das sugestões para a interface e operabilidade do DuZeru, um dos pontos importantes e ainda sem um solução clara, é o fator de autossustentabilidade do projeto do DuZeru. Se você tem ideias de como trabalhar o projeto para que ele consiga gerar uma sustentabilidade para si mesmo, se você quiser e tiver condições, considere fazer uma doação para eles, o dinheiro será utilizado para manter o repositório da distro no ar, o seu site, entre outras coisas.


Outra forma de colaborar com o projeto é comprar produtos do DuZeru na nossa loja, a DioStore, nós nos comprometes em doar um percentual das vendas para o projeto para ajudá-lo a se manter.

Quer saber mais sobre o DuZeru?


Eu já comentei sobre o DuZeru algumas vezes aqui no blog, inclusive tem um vídeo muito legal mostrando as novidades da versão mais recente até o momento:


Se você se interessou pelo sistema, vale a pena conferir e apoiar, quem sabe em breve teremos um sistema operacional brasileiro capaz de atender a demanda nacional.

Site: duzeru.org

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Manipule o Kernel Linux de maneira gráfica com o DuZeru Kernel Install

Nenhum comentário

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Hoje você vai conhecer uma ferramenta muito legal para manipular versões do Kernel Linux de uma maneira simples com uma aplicação gráfica. O DuZeru Kernel Install é proveniente do projeto brasileiro DuZeru e é compatível com o Debian, Ubuntu, Linux Mint e seus derivados, confira:

Kernel Upgrade




Um dos recursos interessantes da nova versão da distribuição Linux brasileira DuZeru 2.2 é uma ferramenta para manipulação do Kernel Linux de maneira simples. Essa ferramenta agora poderá ser utiliza poder outros usuários que usem um sistema de base Debian, isso inclui além do próprio DuZeru e do Debian, o Ubuntu, o Linux Mint, o elementary OS e tantos outros que usam a mesma base.

Como baixar o DuZeru Kernel Install?


DuZeru Kernel

Os pacotes .deb estão disponíveis para download no site oficial do DuZeru na sessão de aplicações personalizadas, assim como seus códigos fontes.

Com esta aplicação você consegue instalar e remover versões do Kernel, incluindo as versões de baixa latência.

Segundo os desenvolvedores do DuZeru, o "DuZeru Kernel" funciona da seguinte forma:

"As principais linguagens usadas são: python, HTML, CSS, ShellScrip a interface que você vê é do HTML e CSS mas o que faz abrir numa janela de programa e não em um navegador é o python. 

Quando executamos o comando duzeru-kernel ele chama o python que chama o HTML aí os dois ficam interligados.

Quando clicamos no botão para instalar um Kernel (dentro do HTML) este botão tem uma função de chamar um código no python que chama um ShellScript. O ShellScript faz o serviço automaticamente de baixar o kernel, descompactar, instalar e reiniciar o sistema.

Já em outro botão  por exemplo de informação (no HTML), ele tem uma função que vai no arquivo python e o comando no python chama uma URL.

Resumo, criação de novos botões e personalizar a interface ficam dentro do arquivo HTML: usr/share/duzerukernel/index.html

Para linkar os comandos dos botões (do arquivo em HTML) para um ShellScript ou URL para um navegador fica em: /bin/duzeru-kernel"

O funcionamento é demonstrado neste vídeo: 


Eu testei ele no Ubuntu e funciona perfeitamente, porém, cabe observar que o instalador de Kernel ainda não está no mesmo ritmo do desenvolvimento do Kernel Linux, normalmente o instalador está trazendo uma versão anterior a mais recente.

Existem outras formas de fazer uma instalação automática do Kernel confira:



Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




DuZeru GNU/Linux entra para o DistroWatch

Nenhum comentário

segunda-feira, 11 de julho de 2016

Uma nova distribuição Linux entrou para o ranking internacional do DistroWatch, o DuZeru GNU/Linux, um sistema que nós já tivemos a oportunidade de falar por aqui, é o mais novo representante brasileiro por lá.

DuZeru GNU/Linux no DistroWatch




Há algumas semanas nós iniciamos aqui no blog uma campanha para que houvesse um votação positiva em favor da distribuição Linux brasileira DuZeru, para que a mesma entrasse no ranking do DistroWatch.


Depois de um tempo e com a ajuda da comunidade, o DuZeru é reconhecido internacionalmente como uma distribuição Linux, então ficam aqui registradas as nossas congratulações ao projeto, em especial ao Cláudio, que é o idealizador.

Se você está curioso à repeito do DuZeru, ou nunca tinha ouvido falar no sistema, vale a pena conferir a nossa análise do sistema.

Para acessar a página do DuZeru Linux no DistroWatch, basta clicar aqui.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Vote no DuZeru GNU/Linux para o DistroWatch

Nenhum comentário

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Assim como noticiamos nesta semana sobre a distribuição Linux brasileira Metamorphose, onde informamos que depois de um longo tempo de espera a mesma entrou para o hall de distros reconhecidas pelo site DistroWatch, a distribuição DuZeru GNU/Linux, também brasileira, está na fila para entrar e precisa do seu apoio para agilizar o processo.

DuZeru Linux no DistroWatch




Sabemos que este é um passo importante para qualquer distribuição Linux, o DistroWatch é um site referência quando se trata de catalogar as distribuições, por isso, qualquer sistema que lá esteja é considerado um pouco mais relevante dentro das comunidades. A distribuição Linux brasileira, DuZeru, está na fila de espera para entrar para a lista oficial de sistemas operacionais do site e precisa do seu voto para agilizar o processo.

Para entrar no DistroWatch diretamente, sem passar pela fila de espera, é necessário pagar uma taxa , isso faz com que a inserção do sistema ocorra instantaneamente, a outra forma, mais complicada, é através de votos populares, e aí que você entra!

Como ajudar?


Se você quiser ajudar o DuZeru a entrar na lista oficial de distribuições Linux  contidas no DistroWatch faça o seguinte:


2 - Procure pelo nome "DuZeru", você pode usar a tecla de atalho CTRL+F para isso.

DuZeru no DistroWatch

3 - Ao lado do nome você irá encontrar o botão "Recommend", basta clicar nele e pronto! Você já fez a sua parte, não é necessário se cadastrar no site para votar, de você que você pode recarregar a página e votar quantas vezes quiser.

4 - Esta parte é opcional, mas certamente vai ajudar, compartilhe este post e suba por aí a Hashtag #DuZerunoDistroWatch, assim podemos mobilizar a comunidade brasileira e termos mais um representante nosso em terrar internacionais.

Se você não conhecia o DuZeru Linux, ou não sabe muito bem do que se trata, confira este artigo onde mostramos um pouco dos ideias do projeto através de um DioCast com o criador do mesmo.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Conheça melhor a distribuição Linux brasileira DuZeru GNU/Linux

Nenhum comentário

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Hoje você vai conhecer uma distribuição Linux brasileira que se mostra muito promissora, o DuZeru, uma distro que pretende ser a porta de entrada para o Linux para muitos usuários, conheça melhor o projeto.

DuZeru GNU/Linux

Conheça o criador do DuZeru GNU/Linux


Conversamos com os idealizadores do projeto DuZeru, um projeto de distribuição recente no âmbito nacional, com base no Debian, a distribuição pretende ser tão fácil quanto possível, sendo indicada para usuários iniciantes que querem usar um sistema que seja uma derivação mais direta do Debian e que use o ambiente gráfico XFCE.

O ambiente é completamente personalizado, mesclando características de várias interfaces gráficas diferentes. Confira a nossa entrevista agora com o Cláudio, o criador do DuZeru e tire todas as suas dúvidas, em breve também postaremos uma análise mais profunda do sistema.


Se você ficou interessado e gostaria de baixar o sistema para testar, você pode encontrá-lo na página oficial do projeto, outra forma de ajudá-los é comprando produtos na DioStore, a nossa loja, com o cupom de desconto DUZERU, além de ter 10% de desconto em qualquer produto você ainda ajuda a distribuição pois uma parte do valor da sua compra vai para o sistema. Inclusive, na DioStore você também encontra itens para compra que são exclusivos do DuZeru.

E aí, o que você achou do sistema? Já testou? Vai testar? Deixe a sua opinião nos comentários logo abaixo.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Nova versão da distribuição brasileira DuZeru foi lançada!

Nenhum comentário

terça-feira, 8 de setembro de 2015

Mais um fruto de terras tupiniquins, a distribuição Linux DuZeru, que começou como uma remasterização do Xubuntu, agora ganha personalidade e depois de um longo tempo de desenvolvimento e da mudança da base para o Debian tem a sua versão final liberada.

DuZeru Linux Download

Conheça a nova versão do DuZeru Linux


O DuZeru é uma distribuição brasileira que usa a interface gráfica XFCE que atualmente é baseada no Debian, a proposta do sistema é trazer um sistema belo, estável e completo para atender a necessidade de todos os tipos de usuário.

Um dos diferenciais da nova versão é o chamado "EduZeru", a versão educacional do sistema, voltada a estudantes e professores que traz consigo uma série de ferramentas voltadas para o desenvolvimento acadêmico.

Dionatan's Note

Eu, Dionatan, vi este sistema nascer como uma simples modificação do Ubuntu com XFCE, e me surpreendi positivamente com o empenho dos desenvolvedores e colaboradores deste projeto, pois além do sistema em si é notável a dedicação em documentar o sistema, com manuais em português e inglês, fórum, tutoriais e uma série de informações detalhadas que explica todos os motivos da construção de cada item do sistema, é algo realmente louvável e que traz muita credibilidade ao projeto.

Download do sistema


Caso você queira ver o DuZeru de perto, o download tanto da versão "normal" como da versão educacional pode ser feito através da página oficial do Projeto, basta clicar neste link para acessar.

Antes que alguém pronuncie-se perguntando "Dionatan, vai ter vídeo do DuZeru?", eu "lhe-digo-lhe", "vai sim", vamos fazer um vídeo da mesma forma que fizemos com o projeto Metamorphose Linux, outra distribuição muito interessante, com uma entrevista com o idealizador do projeto e posteriormente uma análise, então fique ligado no canal.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Testamos o DuZeru GNU/Linux, a nova distribuição Linux brasileira

Nenhum comentário

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Depois de apresentar o sistema operacional para vocês na semana passada através de uma entrevista com o criador da distribuição, chegou a hora de ver o que o sistema tem para oferecer efetivamente, vamos dar uma olhada no DuZeru GNU/Linux mais de perto.

DuZeru GNU/Linux Review

Uma semana com o DuZeru


Analisar os sistemas operacionais leva um pouco de tempo, nem sempre conseguimos ficar o tempo necessário com um sistema para extrair as principais características, por este motivo é que esta review demorou tanto tempo para sair e eu sei que vocês estavam ansiosos para conhecer a nossa opinião sobre o sistema, então aqui vai!

Ficamos por cerca de uma semana usando o sistema para fazer as tarefas básicas, edição de textos, navegação na internet, edição de imagens com o GIMP (OK, isso não é tão básico), em fim, resumidamente o sistema se comporta bem, para cerca de uma semana de uso se mostrou estável, claro que isso é pouco tempo se comparado a quanto tempo você espera usar um sistema sem formatar, o Ubuntu 14.04.3 LTS do meu Notebook está lá há quase um ano e meio, então no quesito estabilidade à longo prazo ainda há o que questionar, no mais você verá as nossas impressões no vídeo abaixo, mostrando alguns pontos negativos e os pontos positivos e interessantes do sistema.


Começamos "DuZeru" os papos da comunidade


Começamos com o trocadilho infame do nome, para dizer que vamos falar desde o início, acredito que se você já viu a entrevista com o criador do sistema e a nossa análise no vídeo logo acima você já sabe praticamente tudo o que tem que saber para pelo menos testar o sistema operacional, mesmo assim, tenho algumas coisas a acrescentar no que podemos chamar de "pós review", se é que isso existe, se não existe acabamos de fundar um novo segmento! =D

De qualquer forma, observando os comentários feitos nas redes sociais, aqui no blog mesmo e também no vídeo, eu pude notar a presença de algumas pessoas criticando o sistema por ser "mais do mesmo", argumentando que "seria melhor assistir o filme do Pelé ajudar um projeto já existente", que "isso atrapalha o Linux", etc, etc, etc.

Nunca se sabe de onde sairá o novo "Ubuntu"


Por mais que a choradeira dos mais radicais defensores do software livre seja grande  em relação ao Ubuntu por "n" motivos, convenhamos que o Ubuntu é o sistema operacional baseado em Linux com maior sucesso no Desktop e ponto final, acredito que boa parte do sucesso do sistema seja devido ao seu equilíbrio entre o "mundo aberto" e o "fechado", atualmente ninguém consegue viver de maneira orgânica só com softwares de código aberto ou só com softwares de código fechado, se alguém consegue é porque se força a isso. Nunca se sabe de onde vai sair um novo projeto para concorrer com o Ubuntu, matar algum antes mesmo de ele se desenvolver, é simplesmente retirar um competidor da corrida.

Mas o que o DuZeru tem a ver com o Ubuntu? 


Atualmente não muita coisa, além de ser baseado no Debian e te der a proposta de usar "user frindly", mas toquei no assunto para abordar outro correlato, o fato de muitas pessoas criticarem atualmente qualquer iniciativa de se criar uma nova distribuição, vejo isso especialmente nos projetos brasileiros, por mais estruturados que eles tentem ser o termo "refisefuqui" acaba aparecendo eventualmente. 

Este termo é usado para designar sistemas baseado em Linux que apenas remasterizam outra distribuição, é uma brincadeira que quer dizer "Remasterizações de finais de semana e fundos de quintal", ou simplesmente "Refisefuqui".

Por isso vamos deixar algumas coisas claras para que possamos debater o assunto de maneira saudável, ainda pretendemos fazer um vídeo sobre o assunto, mas ele veio a calhar.

O que é uma distro Linux?


É um sistema operacional com núcleo Linux, qualquer um, se tem o Kernel Linux é uma distro, remasterizações também são distros por possuirem um Kernel Linux.

O que é uma remasterização de sistema?


É basicamente você pegar um sistema pronto, com programas e repositórios que já fazem parte originalmente da distribuição e fazer uma modificação sobre ela sem necessariamente acrescentar funcionalidades. Todas as remasterizações "são Linux", mas nem todo Linux é uma remasterização. Um bom exemplo de remasterização é o nosso "Diolinux OS".

A característica mais notável de uma remasterização é que ela vai receber atualizações de acordo com a distro Linux em que se baseia. Ao contrário de um sistema mais "independente" que controla seus próprios pacotes.

Remasterizações ajudam no crescimento do Linux?


Neste tanto muitos vão dizer que "não", mas pensando bem, foi justamente essa característica do Linux que nos trouxe até aqui, é justamente por haverem remasterizações que grandes projetos nasceram, o Linux Mint foi só uma remaster do Ubuntu em seu início, assim como o Ubuntu foi só uma remaster do Debian também em seu princípio, e hoje os vemos como os dois principais sistemas para usuários "comuns", se alguém os tivesse impedido simplesmente por serem remasterizações, quem sabe não teríamos as facilidades que ambos nos trazem hoje em dia, não acha?

Remasterizações também conseguem atender um nicho específico, existem vários exemplos e em vários segmentos possíveis da tecnologia, entretanto, há algo que eu tenho de concordar, antes de criar qualquer sistema é importante levar em consideração se o que você pretende criar não pode ser atendido por outro sistema da mesma maneira que você pensa em atender os usuários que eventualmente irão usar o seu sistema, dependendo de como for, é possível pensar bem se vale a pena ou não fazer um sistema, mas uma vez ele feito, sendo um projeto sério, você vai criando diferenciais aos poucos, como foi com o Mint e com o Ubuntu, então aos críticos de sistema "remasterizados", eu peço para que não deixem a oportunidade de apoiar um produto nacional (nós brasileiros damos muita importância ao que vem de fora) simplesmente por achar que "não vai vingar", você pode até não usar ou gostar do sistema, mas propaganda negativa é totalmente desnecessário.

Um bom exemplo dessas adaptações que se tornam algo relevante é outra distribuição brasileira que nós também fizemos uma review chamada de Metamorphose Linux, que é uma opção interessantíssima para quem quer algo ligado diretamente ao Debian e que use KDE como interface gráfica e de bônus, que ainda venha recheada de ferramentas a ponto de você simplesmente não precisar instalar praticamente nada e sair usando.

Quem não faz nada pra mudar o mundo está sempre muito empenhado em provar que a pessoa que faz alguma coisa está errada —melhor seria se usasse essa energia para tentar mudar, de fato, alguma coisa. Como diria minha avó: não quer ajudar, não atrapalha.

Quem precisa de Microsoft para "melar" os planos de uma distro se os próprios usuários Linux entre si já fazem isso né?
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Desenvolvendo uma distro no Brasil - DioCast #10

Nenhum comentário

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Mais um episódio do DioCast está no ar! O seu videocast sobre Linux e tecnologia em geral chega desta vez com a participação do principal mantenedor do projeto DuZeru GNU/Linux, uma distribuição brasileira que está começando a chamar a atenção do público em geral, até mesmo fora do Brasil, vamos conversar sobre os desafios de manter um sistema operacional funciona em "terras tupiniquins".

DioCast #10 - DuZeru GNU/Linux




Com participação do Cláudio, idealizador do projeto, nós conversamos sobre a nova versão do DuZeru, a versão 2.2, está versão trouxe uma maior personalidade ao sistema, que agora conta com repositório próprio com vários programas desenvolvidos pelo projeto e muitos outros empacotados e compilados para o uso na distribuição.

Falamos também sobre os desafios de desenvolver um sistema do tipo aqui no Brasil e muitas vezes o preconceito enfrentado pelo projeto. Falamos também da versão educacional do sistema que já está sendo utilizada em algumas escolas e universidades, especialmente no nordeste do Brasil.

Tudo isso e muito mais você encontra do 10º episódio do DioCast logo abaixo.


Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Deep Lock - Um alternativa ao Deep Freeze para Linux

Nenhum comentário

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Para quem não conhece, Deep Freeze é uma ferramenta que permite "congelar" o sistema operacional e fazer com que alterações feitas na interface e nos arquivos sejam nulas e voltem ao padrão estabelecido após uma reinicialização. Este é o mesmo conceito do Deep Lock, uma ferramenta brasileira ideal para ser utilizada em escolas, centros educacionais e LanHouses.

DeepLock - DeepFreeze para Linux




O Deep Lock é uma ferramenta nacional oriunda do projeto DuZeru GNU/Linux e feita pensada na versão educacional do sistema, o EduZeru, utilizada atualmente em algumas escolas e universidades do país. Seu funcionamento é muito semelhante ao Deep Freeze para Windows, ele é uma combinação de várias ferramentas diferentes em prol de um resultado, manter o seu sistema íntegro pelo tempo que for necessário, ideal para ser utilizado em laboratórios de informática ou computadores que são acessados pelo público em geral.

Leia também: Lançado DuZeru Linux com muitas novidades

O Deep Lock está disponível no formato .deb para Debian (DuZeru), Ubuntu, Linux Mint e seus derivados, assim como seu código fonte, você pode baixar o software clicando no botão abaixo:
Logo abaixo você pode conferir um vídeo demonstrativo do funcionamento da aplicação:


Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Semana do Linux: Resumo do terceiro dia

Nenhum comentário

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Acompanhe agora o resumo do terceiro dia da "Semana do Linux", um evento online de palestras gratuitas sobre o mundo do software livre.

Semana do Linux

Confira os eventos do terceiro dia


Mais de um dia de evento cheio de informações interessantes, no terceiro dia da "Semana do Linux" nós tivemos:

DuZeru GNU/Linux, conheça, faça parte da evolução do Software Livre nacional.

Essa palestra demonstrou o projeto nacional DuZeru GNU/Linux.

Cláudio Antonio da Silva

LibreOffice no Mundo Corporativo

Essa palestra demonstrou o uso do LibreOffice no mundo corporativo.

Henderson Matsuura Sanches

Administração de diversos servidores ­ ferramentas Open Source e a Orquestração.

Esta palestra demonstrou algumas das principais ferramentas disponíveis e seu uso na orquestração de servidores, como Puppet, Ansible, Salt e o Cluster Webmin Servers.

Éderson Silveira Marques

BR ­ PRINT como é o desenvolvimento do primeiro software de código aberto nacional para controlar
impressoras 3D

Essa palestra demonstrou o potencial do mundo da impressão 3D!

Guilherme Razgriz

Gerenciamento de Segurança em serviços de TI.

Essa palestra demonstrou como implementar e gerenciar a segurança de sua empresa como um
serviço de TI.

Elton Luiz Bigio de Morais

Anycast 101 ­ Premissas básicas para implantação em ambientes Linux

Essa palestra demonstrou as premissas básicas para implantação em ambientes Linux do Anycast 101.

Alan C. Besen

Hangout com personalidades da comunidade de Software Livre.


Se você não conseguiu acompanhar as palestras, alas continuam acessíveis e disponíveis para compra, você pode ter toda a semana do Linux para você com bonificações.

Se você deseja ajudar o projeto a ter sustentabilidade e ainda assim ter acesso a todo conteúdo que você perdeu considere em comprar o pacote Premium da "Semana do Linux", o pacote de membros, incluirá todos os vídeos e áudios das palestras, além do download de material de bônus das palestras (apostilas e slides).

Também será enviada uma camiseta do evento para o assinante.

Ao completar as palestras será disponibilizado um certificado de conclusão.

O acesso estará disponível por um ano.

Todas as palestras do Congresso Semana do Linux estarão disponíveis gratuitamente no canal da Semana do Linux no Youtube.

___________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Conheça o Emmi Linux, uma nova distribuição Linux brasileira

Nenhum comentário

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

É muito interessante ver o os brasileiros buscando desenvolver projetos relacionados a software livre, recentemente eu anunciei aqui a volta do Big Linux, que volta a fazer parte do "time" de distros nacionais. Além dele, temos o Metamorphose Linux, o DuZeru e o GoboLinux, que já são mais conhecidos, porém, recentemente um novo projeto começou a chamar a nossa atenção. Conheça hoje o projeto Emmi Linux.






O Emmi Linux é uma distribuição baseada no Debian que possui o ambiente gráfico XFCE com várias modificações temáticas e muitos softwares adicionais, vários deles desenvolvidos pela equipe Emmi. Atualmente ele é distribuído gratuitamente de duas formas, ainda que seja possível comprar o CD/DVD de instalação também, uma das versões é a chamada versão mínima, nela você terá somente o básico do sistema com a interface juntamente com o repositório do Debian e do Emmi Linux também. A versão completa é destinada para usuários comuns e vem recheada de softwares úteis para o dia a dia dos usuários, não fazendo distinção entre softwares proprietários e livres.

Os dos softwares interessantes é o Fish Shell que acompanha a distro, segundo os desenvolvedores, este seria uma forma mais interativa e simples para leigos utilizarem o terminal.

A versão atual é a 2.2 de codinome "Sid", fazendo referência à Sidney Weber, e está disponível apenas em ISOs de pouco mais de 2 GB de tamanho para processadores de 64 bits.

Existem vários projetos sendo desenvolvidos para o Emmi Linux, através do site oficial você pode acompanhar o desenvolvimento da distro, recentemente foram publicados novas informações sobre recursos que virão na versão 2.3, que ainda não tem data de lançamento, como novos controladores de áudio e um novo Menu para o XFCE.

Emmi Linux
Preview do novo Menu do Emmi Linux

Este é mais um projeto nacional para ficarmos de olho e acompanharmos a evolução, seria ótimo ver um sistema brasileiro despontando para o mundo, quem sabe não é o Emmi?


Você encontra mais referências sobre a distro aqui:

- Twitter 
- Youtube 

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


DioStore - Compre produtos e ganhe 3 adesivos de graça!

Nenhum comentário

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Olá pessoal! Está começando uma promoção muito legal na nossa loja, a DioStore, então se você gosta de brindes e adesivos, isso aqui vai ser ótimo! :D

Compre e Ganhe



Para agradecer aos compradores da DioStore, teremos uma promoção que vai de hoje (07/07/2016) até o Domingo da próxima semana (17/07/2016) que dará 3 adesivos gratuitamente para qualquer pessoa que comprar mais de R$ 30,00 em produtos na loja.
Acesse: www.diostore.com.br e faça as suas compras, aproveite!
Temos alguns produtos novos que foram lançados nesta semana, com a sensação das novas canecas que que vem com uma colher, confira:

Caneca com colher ALt Ctrl e Del
Clique aqui para acessar a página do produto.

Mousepad BinBash
Clique aqui para acessar a página do produto.

Caneca com colher Shoryuken
Clique aqui para acessar a página do produto.

Caneca Térmica Deadpool
Clique aqui para acessar a página do produto. 
Caneca com colher BinBash
Clique aqui para acessar a página do produto.

Gastando 30 reais ou mais, com estes ou outros produtos, você ganhará 3 adesivos gratuitamente, e não esqueça de que se você comprar os produtos dos projetos que nós ajudamos financeiramente através da loja, você também estará ajudando os projetos deles:












- Kaiana


Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Da obrigação à paixão, a história de Marcio com o Linux

Nenhum comentário

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Todos tem uma boa história para contar, eu já me convenci disso. Recebemos muitos e-mails aqui no Diolinux de leitores contando as suas histórias, e sabe qual é o fator mais curioso? Elas são muito familiares! Boa parte das situações eu passei também ao longa da minha jornada profissional, e tenho certeza que você também! Ver histórias como as do Marcio fazem você se motivar e ver que muitas vezes há males que vem para bem, confira:

Vou ter que usar Linux?




O texto que você vai ler logo abaixo foi escrito por Marcio Stella Rosso, as opiniões dele não necessariamente representa a opinião do blog sobre qualquer assunto abordado.

"Olá Dionatan, tudo bem?

Assim como outros, também sou leitor assíduo do seu blog. Por ver tantos outros contando suas histórias sobre o vínculo com LINUX, decidi contar a minha também para colaborar e mostrar aos "medrosos" que o LINUX pode ser melhor e mais interessante que o Windows.

Bem...

Meu Nome é Márcio Rosso, sou funcionário público na Prefeitura Municipal de Nova Palma - RS,
no setor de tecnologia há 15 anos. Tenho formação técnica em informática há 20 anos pela escola técnica da Universidade Federal de Santa Maria - RS (UFSM).

Minha história com LINUX é a seguinte:

Já tinha ouvido falar muito em "LINUX". Mas nunca tive um interesse concreto até 2010, quando fui remanejado de setor e passei a ser monitor e coordenador do telecentro comunitário de Nova Palma. 

Quando cheguei ao telecentro me deparei com um sistema chamado "Metasys Server" no servidor e "Metasys Client" nas 20 máquinas do telecentro. No início fiquei assustado: "Meu Deus, o que que é isso? Como isso funciona?". Pensei logo: "Vou formatar tudo e instalar o Windows 2003 no Servidor e o XP nas máquinas!", pois era no que eu aprendi e estava acostumado a trabalhar.

Mas, pra complicar mais ainda, fui informado de não poderia trocar o sistema porque o Ministério das Comunicações fez um contrato de soft livre com a Prefeitura, e, portanto, só poderia ser usado LINUX no telecentro ("To Ferrado!"). Então decidi aprender mais a fundo sobre LINUX, especialmente sobre o Metasys, que na época (2010) estava na versão 2.2 (hoje está descontinuado). Era um sistema baseado em Red Hat, uma mistura de Mandriva e Fedora com KDE 2.

Então... Um sistema fantástico! As máquinas logavam no servidor com cadastro de usuários (previamente definido) e com controle de acesso a internet e controle de tempo de login (Squid), compartilhamento de arquivos e cadastro de usuários (Samba), servidor DHCP e DNS para a rede local e com um sistema que só o LINUX tem, que apaga todos os dados do usuário no logon. "Era tudo o que eu queria!!" Porque não tinha descoberto isso antes?? Que coisa!!". Hoje uso Debian 8 no servidor e o Mint 17.3 nas máquinas e ministro cursos de informática em várias áreas com Linux sem o menor problema. Desde curso básico de informática (iniciantes e 3ª idade), intermediário (pra que está vindo do Windows) e curso avançado, pra que quer ir pra faculdade de Informática já com algum preparo no assunto o precisa pra a empresa no qual trabalha. Além de cursos na área gráfica (GIMP) e na área Office (Writer, Calc e Impress).

Resumindo... Me apaixonei por LINUX de uma maneira, que hoje consigo usar somente LINUX no
trabalho e no lazer. E por isso, vai um recado à todos os "medrosos" da área: "LINUX é melhor, mais rápido, mais seguro, mais estável, mais confiável e, o melhor de tudo, GRATUITO!". E as novas
distros de hoje como Manjaro, Mint, DuZeru, Metamorphose, elementary OS e outras, não deixam à
desejar em nada para o Windows em beleza e praticidade.

Claro, não podemos desfazer tanto do Windows pela históra que ele traz consigo. Mas é bem verdade
que em matéria de cooperativismo e comunidade o Windows não tem nada, pois a Microsoft só visa lucro mesmo. Deste modo, Viva o LINUX! E obrigado Linus Torvalds, Richard Stalmamm e todos aqueles que trabalharam arduamente para que o Linux chegasse à nós hoje, com liberdade, elegância e dinamismo. E vamos incentivar e colaborar com o que pudermos para que as distros brasileiras não tenha o mesmo fim do Kurumim, se não for tecnicamente, vamos ajudar com um pouco de dinheiro para que os desenvolvedores possam continuar mantendo o foco como forma de incentivo.

Obrigado Dionatan pelo espaço, um abraço à todos!"

Nota do blog


Quero agradecer ao Marcio pela sua participação, contando a sua história e expondo a sua opinião. E você, nosso leitor; se você gostou do depoimento do Márcio confira os capítulos anteriores com a história de muitas outras pessoas, basta clicar aqui, e se você quiser enviar a sua história pra gente também, será muito bem-vindo! Entre em contato por e-mail.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo