Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta wine. Classificar por data Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta wine. Classificar por data Mostrar todas as postagens

Jogue games da Battle.Net, como Overwatch no Linux via Lutris

Nenhum comentário

quarta-feira, 2 de outubro de 2019

Battle.Net é um serviço online de jogos da Blizzard, que conta com títulos apreciados pelo mundo gamer, alguns que posso citar são: World of Warcraft, Diablo III, Warcraft III, Overwatch, entre outros. Infelizmente o launcher da Blizzard, não possui uma versão nativa para Linux. Todavia não se preocupe, iremos te mostrar como configurar a Battle.Net em seu Ubuntu, Mint e derivados.

blizzard-launcher-games-jogo-linux-battlenet-battle-net-wine-proton-lutris-script-ppa-ubuntu-mint-gamer-overwatch-diablo-world-warcraft

Há um tempo seria insensatez formar uma frase afirmando que o pinguim é viável para jogos. Contudo, se existe algo que aprendi nestes anos utilizando Linux, é que as coisas evoluem e mudam tão rapidamente no cenário de TI, que a cada dia um projeto bombástico pode ser revelado. Foi assim com o Proton e o Steam Play da Valve, mas existem games fora da loja da Steam e nem por isso você deixará de jogá-los. Caso tenha um game na Battle.Net e queira instalar em sua distro Linux, no meu caso o Overwatch, proceda conforme irei demonstrar.

Preparando o sistema


Mencionei anteriormente que a Blizzard não disponibilizou seu launcher para Linux, entretanto sua instalação é bem simples. Um passo extra será necessário, ao invés de simplesmente baixar o programa e instalá-lo, iremos utilizar “um intermediário”. Afinal, a Battlenet.Net não foi desenvolvida com o Linux em mente, mas através do Wine (que não é um emulador e sim uma camada de compatibilidade, digamos que ele traduz o que o programa para Windows diz para o Linux e vice-versa). Se ainda não configurou seu sistema para jogos, essa postagem pode lhe auxiliar. Se possui um computador com uma placa de vídeo NVidia, instale os drivers como no artigo acima, isso vale para utilizadores de placas AMD ou até mesmo APUs, ou processadores Intel (sem uma GPU offboard), contudo nestes casos a versão do Mesa Driver deve ser a mais atual (prefiro utilizar as últimas versões estáveis, e nada de tentar instalar driver da Nvidia em uma AMD ou processador Intel… Parece besteira, mas já recebi pedidos de ajuda por conta dessas gafes).

O Lutris também é o fiel escudeiro de todo gamer Linux, claro os que jogam títulos disponíveis para Windows. Temos um artigo demonstrando sua instalação.

A mágica do shell script


Que tal automatizar a instalação do Wine, do Vulkan, do Lutris e diversas bibliotecas exigidas para o bom funcionamento da Battle.Net no Linux? Você pode fazer os procedimentos manualmente ou seguindo os artigos que escrevemos no Diolinux. 

Pensando em sua comodidade, disponibilizamos um script para configurar de forma automática o Wine, Lutris, Vulkan e demais libs. Se você já tem o Driver de vídeo configurado, no caso das NVidias e o Mesa Driver para os demais. Basta, executar o script e esperar a mágica acontecer. Depois só nos resta instalar a Battle.Net, diretamente do Lutris.

Este script adiciona o repositório PPA do Lutris e o repositório do Wine, posteriormente instalando não só o Lutris em si, mas também o Wine, com adições de alguns pacotes indicados para rodar games que usem Vulkan, DXVK ou D9VK (libvulkan1 32 e 64 bits), além de adicionar alguns pacotes extras para garantir a compatibilidade com o lançador da Battle.Net.

Baixe o script diretamente do repositório do Diolinux no Github, clicando no botão “Clone or download”.

blizzard-launcher-games-jogo-linux-battlenet-battle-net-wine-proton-lutris-script-ppa-ubuntu-mint-gamer-overwatch-diablo-world-warcraft-script-github

Extraia o arquivo ZIP, entre no diretório que será criado de nome “Lutris-Wine-BattleNet-master”. 

Clique com o botão direito do mouse em cima do script, “Lutris+Wine+BattlNet.sh”, acesse a opção “propriedades” e marque a opção que permite a execução do arquivo como um programa na aba “Permissões”. Isso no caso do Ubuntu, utilizando o Nautilus, em outros ambientes gráficos os passos podem ser um pouco diferentes.

blizzard-launcher-games-jogo-linux-battlenet-battle-net-wine-proton-lutris-script-ppa-ubuntu-mint-gamer-overwatch-diablo-world-warcraft

Agora clique dentro do Nautilus, ou seu gestor de arquivos, com o botão direito do mouse (você deve clicar em algum espaço vazio, não em cima dos arquivos) e vá à opção “Abrir no terminal”.

Se você não permitiu a execução do script, conforme mencionei anteriormente um passo extra será exigido. Dar essas permissões.

sudo chmod a+x Lutris+Wine+BattlNet.sh

blizzard-launcher-games-jogo-linux-battlenet-battle-net-wine-proton-lutris-script-ppa-ubuntu-mint-gamer-overwatch-diablo-world-warcraft

Para executar o script utilize o comando abaixo, digite sua senha e espere a mágica acontecer (conexão com a internet é exigida).

./Lutris+Wine+BattlNet.sh
blizzard-launcher-games-jogo-linux-battlenet-battle-net-wine-proton-lutris-script-ppa-ubuntu-mint-gamer-overwatch-diablo-world-warcraft

Instalando a Battle.Net


Já configuramos tudo, só basta instalar o launcher da Blizzard. O Lutris é bem prático neste quesito e também automatiza tudo. Existem duas formas de instalar programas ou jogos no Lutris.

A primeira é acessando diretamente a página do programa em questão no site do Lutris, e clicar em “Install”.

blizzard-launcher-games-jogo-linux-battlenet-battle-net-wine-proton-lutris-script-ppa-ubuntu-mint-gamer-overwatch-diablo-world-warcraft

Um pop-up irá abrir, informando que este link precisa de um programa para ser aberto. Abra o link e ele vai te direcionar ao Lutris instalado em seu sistema.

blizzard-launcher-games-jogo-linux-battlenet-battle-net-wine-proton-lutris-script-ppa-ubuntu-mint-gamer-overwatch-diablo-world-warcraft

Outra forma é pesquisando diretamente no software do Lutris em seu computador por “Battlet.Net”, logo após clicar em “Install”.

blizzard-launcher-games-jogo-linux-battlenet-battle-net-wine-proton-lutris-script-ppa-ubuntu-mint-gamer-overwatch-diablo-world-warcraft

Algumas opções aparecerão, clique novamente em “Install” para versão “Standard”.

blizzard-launcher-games-jogo-linux-battlenet-battle-net-wine-proton-lutris-script-ppa-ubuntu-mint-gamer-overwatch-diablo-world-warcraft

Confirme o local da instalação.

blizzard-launcher-games-jogo-linux-battlenet-battle-net-wine-proton-lutris-script-ppa-ubuntu-mint-gamer-overwatch-diablo-world-warcraft

Caso o Lutris aconselhe a instalação do “Wine Mono”, instale o complemento.

blizzard-launcher-games-jogo-linux-battlenet-battle-net-wine-proton-lutris-script-ppa-ubuntu-mint-gamer-overwatch-diablo-world-warcraft-mono-framework

Aguarde o procedimento findar, isso dependerá de sua conexão com a internet.

blizzard-launcher-games-jogo-linux-battlenet-battle-net-wine-proton-lutris-script-ppa-ubuntu-mint-gamer-overwatch-diablo-world-warcraft

Daí em diante você pode proceder normalmente, como faria no Windows ou macOS, escolhendo seu jogo e efetuando a instalação.

blizzard-launcher-games-jogo-linux-battlenet-battle-net-wine-proton-lutris-script-ppa-ubuntu-mint-gamer-overwatch-diablo-world-warcraft

Você costuma jogar muito? Talvez irá gostar dos tutoriais ensinando a instalar a Epic Games Store ou a Uplay no Linux.


Faça parte de nosso fórum Diolinux Plus, e compartilhe nosso conteúdo, SISTEMATICAMENTE! 😎
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Wine Staging - O Wine turbinado para rodar aplicativos do Windows no Linux

Nenhum comentário

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

O projeto Wine ganhou um reforço muito interessante do pessoal do Wine Compholio, o projeto que foi criado com o intuito de dar suporte a plugins Silverlight que até então rodavam apenas no Windows, agora o projeto ganhou novos recursos e acabou transformando-se em um Wine ainda mais poderoso em alguns casos.

Wine Staging

Uma versão otimizado do Wine


Para quem necessita de alguns aplicativos de Windows no Linux, como jogos por exemplo, o projeto Wine já vem quebrando um galho a muito tempo, recentemente tivemos a boa notícia de que através dele o DirectX 11 chegará ao Linux de forma que qualquer otimização é bem-vinda.

Alguns das otimizações contidas neste versão do Wine são:

- CSMT (Commandstream multithreading) para uma melhor performance gráfica
- CUDA / PhysX / NVENC com suporte para placas gráficas NVIDIA
- Suporte para EAX 1
- DXVA2 GPU video decoding
- Suporte para Threadpool API
- Suporte para Windows ACL
- Driver Wine PulseAudio
- Várias melhorias ao nível do d3dx9

Como utilizar esta versão do Wine?


A maneira mais fácil de usar esta versão do Wine é através do PlayOnLinux, se você tem alguma dúvida sobre como usar essa ferramenta assista este vídeo aqui, mas basicamente você precisar gerir as suas versões do Wine e encontrar na lista as versões Staging.

Wine Staging

Se você quiser usar esta versão do Wine sem usar o PlayOnLinux (apesar de eu não recomendar por questões de facilidade de operação) no Ubuntu ou derivados cole estes comandos sequencialmente no terminal:
sudo add-apt-repository ppa:pipelight/stable
sudo apt-get update
sudo apt-get install --install-recommends wine-staging
sudo apt-get install wine-staging-compat
Para outras distribuições e mais informações sobre o Wine Staging acesse o site oficial neste endereço.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Como instalar o Microsoft Office 2010 no Linux - Tutorial

7 comentários

quinta-feira, 2 de maio de 2013

Word, Excel e Power Point direto do seu Ubuntu

Antes que comecem a gritar "Usa o Libre Office!", já vou dizendo que sim, o Libre Office é uma ótima alternativa ao Microsoft Office, mas havemos de convir que uma das poucos coisas realmente boas que a Microsoft "fez"foi o Office, e muitas pessoas são apegadas aos programas, eles são excelentes e muitas empresas deixam o Linux de lado justamente por este caso.

Microsoft Office 2010 rodando no Linux


Na verdade, este foi um pedido de um seguidor da página do blog no Facebook e como eu gosto desses desafios que envolvem o Wine ( que hoje em dia nem são tão desafiantes para falar a verdade ) estou elaborando este tutorial para fazer o Office 2010 funcionar perfeitamente no seu Linux, já fizemos um tutorial sobre como rodar o iTunes no Ubuntu e de como rodar o Office 2007, e esse também vai ser muito simples.

Pré-requisitos

Wine Instalado

sudo apt-get install wine

Play on Linux Instalado

sudo apt-get install playonlinux
E claro ter o instalar do Office e tudo vai funcionar direito até o crack. 


Instalação do Office

Agora vamos a instalação propriamente dita, primeiro abra o Play on Linux e na sessão escritório procure pelo Office 2010.

Instalando o Office 2010 no Ubuntu pelo WINE+Playonlinux

Depois de selecionado clique em instalar.

Instalando o Office 2010 no Ubuntu pelo WINE+Playonlinux

Na próxima tela clique em avançar e depois selecione o local onde estão os arquivos do instalador do Office 2010 e selecione o executável, se você estiver usando uma mídia como um CD ou DVD para instalar o office selecione a opção de instalar por mídia, segunda no quadro abaixo.

Instalando o Office 2010 no Ubuntu pelo WINE+Playonlinux

Para encontrar o arquivo executável no computador, cliquem em NAVEGAR.

Instalando o Office 2010 no Ubuntu pelo WINE+Playonlinux

Use o gerenciador de arquivos para localizar o .EXE.

Instalando o Office 2010 no Ubuntu pelo WINE+Playonlinux

Depois de localizado clique em ABRIR e depois em AVANÇAR.
O Play On Linux vai se encarregar de baixar todas as dependências do Office, e isso pode demorar um pouco dependendo da velocidade da sua conexão.

Instalando o Office 2010 no Ubuntu pelo WINE+Playonlinux

Depois de todas as dependências baixadas o instalador irá se abrir como na imagem abaixo, selecione a opção ACEITAR TERMOS DE CONTRATO E LICENÇAS e clique em INSTALAR novamente.

Instalando o Office 2010 no Ubuntu pelo WINE+Playonlinux

Você pode escolher quais recursos do Office você vai instalar, eu escolhi o Word, o Excel e o Power Point apenas, pois os demais são secundários para a maioria dos usuários, inclusive o Outlook que é muito bem substituído pelo Thunderbird.

Instalando o Office 2010 no Ubuntu pelo WINE+Playonlinux

Aguarde a instalação, não deve demorar muito, demorou menos de 3 minutos no Ubuntu, acho que no Windows demora até um pouco mais.
O Play On Linux vai criar atalhos para os programas na área de trabalho, porém, você pode abrí-los diretamente pelo menu no seu Linux.
Dica: Da primeira vez que você abrir o Word, ou qualquer outro, você verá o quadro abaixo, marque a opção de não receber atualizações, vai que a Microsoft atualiza alguma coisa e você perde o boot no Linux né! ( Não puder perder a piada =P )

Instalando o Office 2010 no Ubuntu pelo WINE+Playonlinux

Seguindo o tutorial de como adicionar os efeitos do Compiz no Ubuntu 13.04 que publicamos hoje pela manhã mesmo é possível ver os aplicativos do Office fazendo "alguns curvas" que eles não são capazes de fazer no Windows.

Instalando o Office 2010 no Ubuntu pelo WINE+Playonlinux

E aí estão, Word, Excel e Power Point rodando bonito e ao mesmo tempo no Linux. 

Instalando o Office 2010 no Ubuntu pelo WINE+Playonlinux

Eu fiz alguns testes, salvado texto e testando algumas funções de planilhas e apresentação de slides e tudo correu bem, faço apenas uma ressalva, mesmo eu desmarcando a opção de instalar o Outlook e o OneNote, eles de alguma forma foram incluídos na instalação deram erro, eu simplesmente ignorei o erro e não existe resquícios deles no sistema.
Faça o teste e aproveite, minha próxima aventura no Linux com o WINE vai ser rodar o Sony Vegas.
E quem sabe essa seja a última versão que teremos que emular no WINE, já quem existem boatos do próximo Office rodar no Linux, agora é só esperar.

Uma outra alternativa que surgiu a pouco tempo é o clone do Microsoft Office o WPS Office, confira.

Até a próxima!

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Como instalar o WineHQ no Ubuntu de forma correta

Nenhum comentário

sábado, 31 de agosto de 2019

Há um tempo, fiz um tutorial de como preparar o seu Ubuntu ou Mint para jogar, nele ensinei como instalar o Wine que está no repositório do Ubuntu e do Mint. Hoje vou ensinar como instalar o WineHQ, direto da “fonte”.

Como instalar o Wine no Ubuntu de forma correta






Antes de prosseguirmos, vamos reforçar mais uma vez, que o Wine não é um emulador, tanto que Wine é um acrônico de “Wine Is Not an Emulator". Feito isso vamos ao tutorial.

Primeiro vamos acessar o site winehq.org e ir na sessão Download.



Depois vamos para a sessão referente ao Ubuntu.



Bom, agora vamos precisar fazer alguns ajustes para depois começarmos a instalar o WineHQ. Primeiro vamos instalar o pacote libfaudio0 que a partir da versão 4.5 do Wine, é uma dependência essencial para o aplicativo.

Para instalar no Ubuntu 18.04.3 ou Mint 19.x, você vai utilizar esses dois comandos no Terminal, um para a versão de 64 bits (AMD64) e o outro de 32 bits (i386). No momento a versão da lib é a 19.07-0, mas pode mudar, então é bom sempre ficar de olho aqui

Recomendamos salvar em pastas que você tenha acesso, como a pasta Downloads, que para acessar via terminal seria assim:


Aí dentro da pasta, você roda os seguintes comandos para baixar:

wget https://download.opensuse.org/repositories/Emulators:/Wine:/Debian/xUbuntu_18.04/amd64/libfaudio0_19.07-0~bionic_amd64.deb

wget https://download.opensuse.org/repositories/Emulators:/Wine:/Debian/xUbuntu_18.04/i386/libfaudio0_19.07-0~bionic_i386.deb

Agora vamos instalar, com o seguinte comando:

sudo dpkg -i libfaudio0_19.07-0~bionic_amd64.deb libfaudio0_19.07-0~bionic_i386.deb
Se tiver algum problema, é só rodar o comando:

sudo apt --fix-broken install

Para instalar no Ubuntu 19.04, você vai utilizar esses dois comandos no Terminal, um para a versão de 64 bits (AMD64) e o outro de 32 bits (i386). No momento a versão da lib é a 19.08-0, mas pode mudar, então é bom sempre ficar de olho aqui.

Aí dentro da pasta, você roda os seguintes comandos para baixar:

wget https://download.opensuse.org/repositories/Emulators:/Wine:/Debian/xUbuntu_19.04/i386/libfaudio0_19.08-0~disco_i386.deb

wget https://download.opensuse.org/repositories/Emulators:/Wine:/Debian/xUbuntu_19.04/amd64/libfaudio0_19.08-0~disco_amd64.deb

Agora vamos instalar, com seguinte comando:

sudo dpkg -i libfaudio0_19.08-0~disco_amd64.deb libfaudio0_19.08-0~disco_i386.deb

Se tiver algum problema, é só rodar o comando:

sudo apt --fix-broken install
Agora vamos adicionar o suporte para 32 bits se o seu sistema for de 64 bits (que muito provavelmente é). Basta rodar esse comando:

sudo dpkg --add-architecture i386

Vamos adicionar o repositório e a key (chave):

wget -nc https://dl.winehq.org/wine-builds/winehq.key

sudo apt-key add winehq.key

Feito esses procedimentos, vamos adicionar o repositório.

Para Ubuntu 18.04.3 : sudo apt-add-repository 'deb https://dl.winehq.org/wine-builds/ubuntu/ bionic main'

Para Ubuntu 19.04 : sudo apt-add-repository 'deb https://dl.winehq.org/wine-builds/ubuntu/ disco main'

Se tudo ocorreu dentro dos conformes e sem erros, vamos dar aquela atualizada: sudo apt update

 Agora instalando o WineHQ


No repositório deles, tem 3 versões do Wine, sendo: Stable branch, Development branch e Staging branch. Para instalar eles é bem fácil, basta escolher o comando respectivo para cada versão.

sudo apt install --install-recommends winehq-stable -y

sudo apt install --install-recommends winehq-devel -y

sudo apt install --install-recommends winehq-staging -y

Aí é só esperar a instalação completar e desfrutar o Wine direto da “adega” 😂. Para aqueles que jogam games do Windows no Linux, a recomendação é usar o WineHQ Staging.

Este artigo não acaba aqui, continue trocando uma ideia lá no nosso fórum.

Espero você até a próxima, um forte abraço.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Como abrir um arquivo .bat no Linux usando o WINE

Nenhum comentário

segunda-feira, 11 de março de 2013

Um hack Nerd

Sim, os mais xiitas do mundo do pinguim preferem dispensar qualquer uso de software que precise ser emulado pelo WINE, eu não sou um desses, mas acredito que podemos usar o melhor que a tecnologia tem a oferecer.

Wine is Not an Emulator

O que me levou a instalar um pacote .bat no Linux?

Arquivos .bat são semelhantes a scripts de shell para Linux só que para o Windows, os também chamados arquivos me lotes servem para poupar o seu trabalho ao digitar ou executar muitas tarefas pelo CMD do Windows, algo equivalente ao terminal do Linux.
A maioria dos aplicativos que o WINE consegue abrir são com a extensão .EXE ou .MSI, executáveis padrões do Windows, mas quando se trata de arquivos .bat a história é diferente.
Alguns programas e jogos que são baixados na internet que vem ripados ( normalmente são softwares piratas) vem com um .bat auto-extrator o que impede que usemos ele no WINE, ou impedia pelo menos...


Off Topic: Incentivando a pirataria Dionatan? 

Pirataria de Software

Não, basta você olhar com outros olhos, obviamente a maioria das pessoas baixa coisas da internet, músicas, filmes, muitas vezes programas e jogos ( normalmente para Windows nesses casos ), a minha proposta com essa ideia é que o usuário não precise ter o Windows em Dual Boot só para executar alguns programas, especialmente jogos, que mesmo com a entrada da Valve no mundo Linux e outras empresas a vastidão de games for Windows ainda é muito maior. Agora, "se o cara ia baixar o jogo pirata para rodar no Windows, que rode no Linux então".
Sei que muitos vão descordar da minha ideia, podem chamar o artigo de inútil ou isso, ou aquilo, fato é que muitas pessoas AINDA deixam de usar o Linux como único sistema por conta de alguns joguinhos e softwares pagos. 
Liberdade de conhecimento é isso também.

Voltando ao artigo...

Independente da sua necessidade, executar um arquivo .bat no Ubuntu ou no Linux de maneira geral é relativamente simples, primeiramente precisaremos instalar o WINE caso você não o tenha instalado.



O WINE trás consigo algumas aplicações básicas do Windows, como o bloco de notas e uma versão um pouco diferente do IE, aplicativos esses que ajudam a melhorar a compatibilidade com outros aplicativos.
Se você já executou um aplicativo .bat no Windows deve saber que eles abrem com o CMD ou Prompt de Comando, o que vamos fazer então é abrir o CMD do Wine e usá-lo para rodar o .bat.

Mas cadê o CMD do Wine?

Ele fica mesmo um pouco escondido, se você usa o Play on Linux ele está disponível na aba WINE no painel de configurações, porém, o Play on Linux não é essencial para este caso, pois o próprio WINE já tem por si o CMD.
Procure o executável no caminho:

/home/dionatan/.wine/drive_c/windows/system32

Você pode simplesmente colar ele na barra de endereços no Nautilus ou outro gerenciador de arquivos que você tenha, nesse diretório você encontrará o arquivo executável cmd.exe, basta clicar com o botão direito do mouse e escolher abrir com o WINE, o que você vai ver a partir de então é a emulação de um terminal Windows, com ele você pode navegar até a pasta onde está o arquivo .bat que você deseja executar.
por exemplo:

cd /home/seu_usuario/pasta/arquivo.bat

Dicas e Truques.

  • Se você tentou navegar pelas pastas e não encontrou a pasta do WINE na sua Home é simplesmente porque ela é uma pasta oculta, se você usa derivados do Gnome ( Ubuntu por exemplo ) a combinação de teclas CTRL+H mostra os arquivos ocultos.
  • Para exibir a barra de endereços no Nautilus, tecle CTRL+L
  • Os comandos no CMD são um pouco diferentes dos comandos do terminal Linux, o comando cd muda de diretório ( mesmo que o Linux ); o CMD não tem a função auto-completar com Tab, para listar os arquivos nos diretórios que vocês estiver navegando use o comando dir.
  • Para evitar transtornos para chegar até o arquivo bat que você quer abrir coloque-o dentro de uma  pasta dentro da sua Home.

Com isso consegui instalar alguns jogos no computador de um amigo que queria migrar para o Linux mas não queria abrir mão de jogos. A utilidade é você que dá, e além do mais, hackear é sempre divertido não é?

É isso aí pessoal, usem o conhecimento com sabedoria. =)


Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Junior Formagini 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Mantenha sempre a última versão do Wine instalada com o PPA dos desenvolvedores

Nenhum comentário

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Instale a última versão do WINE e mantenha ele atualizado

Recentemente publicamos sobre a nova versão 1.6 do WINE mas como os desenvolvedores não brincam em serviço a versão 1.7 já está disponível, e hoje vamos lhe ensinar a instalar essa versão e mantê-lo atualizado, assim você sempre terá a última versão disponível instalada.

Wine Linux


Para quem não sabe o Wine é um software livre cuja funcionalidade permite rodar aplicativos desenvolvidos para o sistema operacional Windows da Microsoft em um ambiente Linux, ele se mostra eficaz na maioria dos casos, salvo algumas exceções, como um  ou outro game e algum software de produção mais pesado.

Instalação do no WINE via PPA

Bom, chegou a hora de instalarmos o Wine de verdade, vamos fazer isso através do repositório PPA oficial dos desenvolvedores então caso você ainda tenha alguma dúvida em relação a PPAs lhe indicamos a leitura deste artigo onde explicamos o que é e como usar um PPA passo-a-passo. 

Pronto para instalação? Então abra o seu terminal e cole os seguintes comandos:
sudo add-apt-repository ppa:ubuntu-wine/ppa
sudo apt-get update
Com estes dois comandos nós adicionamos o repositório do Wine no seu sistema Ubuntu e derivados, se você já tem o Wine instalado no seu computador basta você atualizar a distro:
sudo apt-get upgrade
Caso contrário você pode usar o comando abaixo para instalar o Wine e o Winetricks, que é um utilitário do Wine para instalar algumas dependências de programas Windows. 

sudo apt-get install wine1.7 winetricks
Dessa forma você sempre terá a última versão do Wine instalada, e se você costuma "abusar" do Wine para jogar os seus jogos favoritos que ainda não estão no Linux, se bem que a lista de games para Linux já é grande, temos uma dica que vai ajudar a aumentar a performance do programa, até a próxima!


Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Como instalar o MetaTrader no Linux

Nenhum comentário

terça-feira, 13 de novembro de 2018

O MetaTrader é um dos softwares mais populares no mercado de análise financeira, especulação e trading em bolsas de valores. Hoje você vai aprender a instalar ele na sua distro Linux.

MetaTrader Instalar Linux






Ao longo do tempo nós recebemos vários pedidos para ensinar a instalar o MetaTrader no Linux, recebemos um novo recentemente, que foi o que nos motivou a resolver este problema de uma vez. O próprio site do MetaTrader aponta o suporte para Linux, porém, ele é feito através do Wine. Isso não é necessariamente um problema, porém, o tutorial contido no site do MetaTrader é suscetível a problemas de atualização do Wine, por usar apenas o Wine instalado diretamente no sistema.

A solução para isso é usar o PlayOnLinux, ele vai fazer com que você mantenha o seu software estável.

Existe um vídeo no canal que te ensina usar todos os recursos do PlayOnLinux, apesar de ser um vídeo antigo, ele ainda é válido e será útil para você.

Como fazer a instalação do MetaTrader no Linux


O MetaTrader tem duas versões, a 4 e a 5, neste tutorial vamos usar a 5, mas você pode aplicar o mesmo método para a outra versão também.

1 - O primeiro passo é baixar o MetaTrader, faça o download e salve em alguma pasta de sua preferência, vamos puder usar ele mais tarde.

2 - Instale o PlayOnLinux, você o encontra na loja de aplicativos do seu sistema:

PlayOnLinux

3 - Abra o PlayOnLinux, vá na opção de instalar e procure por "MetaTrader", você encontrará as duas opções, instale qualquer uma das duas. Provavelmente você terá um erro nesse processo, mas esse passo é importante para criar o prefixo do Wine onde o nosso MetaTrader vai rodar. Se ao final da instalação der erro, não se preocupe, é isso mesmo. Se não der, bom... você acabou de instalar o MetaTrader...

Seguindo...

Instalando o MetaTrader no Linux

4 - Depois do processo anterior, vamos gerenciar as versões do Wine e instalar a versão de 32 bits mais recente que você encontra (no momento deste artigo é a 3.20). Para isso clique no menu Ferramentas>>Gerenciar versões do Wine.

Configurando Wine MetaTrader

5 - O próximo passo é usar a versão do Wine que você baixou no prefixo do MetaTrader. Clique no botão "Configurar", selecione o prefixo desejado na esquerda e clique na aba "Geral", mude a versão do Wine para a mais recente que você encontrar, depois vá até a aba "Wine" e clique em "Configurar o Wine", na janela que se abrir, mude a versão do Windows para "Windows 10". Confirme as modificações.

Configuração do Wine

6 -  Clique na aba "Diversos" e vá na opção "Rodar um arquivo .exe em um driver virtual", na janela que se abrir, selecione o arquivo .exe do MetaTrader que você baixou no primeiro passo do tutorial. O instalar deve se abrir e agora você pode instalar o software normalmente, como faria no Windows.

MetaTrader no Linux

7 - Depois disso, para facilitar o seu acesso, você pode criar alguns atalhos para o programa.  Na aba "Geral' você encontrará a opção "Faça um novo atalho a partir deste drive virtual", selecione as aplicações das quais você deseja criar atalhos.

Criando atalhos

Se tudo deu certo, você poderá usar o MetaTrader normalmente.

MetaTrader no Linux

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Wine 1.8 está chegando com melhorias para jogos

Nenhum comentário

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Uma nova versão do Wine, a versão 1.8 está chegando para o público com uma ampla gama de correções de bugs  e melhorias, especialmente para jogos.

Wine Linux

Uma versão nova do Wine vem aí!


Foi anunciada recentemente a nova RC (Release Candidate) do Wine, Alexandre Julliard publicou no site oficial do Wine as notas de lançamento da versão 1.8 que estará em sua versão final em breve.
Leia também: Wine terá uma versão estável uma vez por ano.
Segundo as informações, a nova versão do Wine trará melhorias para os jogos principalmente, podemos ver claramente que os últimos lançamentos do software focam nisso, games, especialmente para aumentar a compatibilidade e desempenho, uma vez que para a maioria dos outros softwares já existem alternativas a altura para Linux e Mac OSX (O Wine tem uma versão para Mac também).

Quem deseja utilizar as mais recentes versões do Wine pode fazê-lo através do PlayOnLinux - se tiver alguma dúvida sobre ele consulte o nosso vídeo manual do POL - acessando a opção de "gerenciar versões do wine" no menu "ferramentas".

Wine 1.8 PlayOnLinux





_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Melhore o desempenho do WINE aumentando a memória de Vídeo Virtual

Um comentário

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Jogue games mais pesados e instale programas que exigem mais memórias no WINE

Olá pessoal hoje vou mostrar uma dica para quem usa o WINE para emular certos programas de Windows no Linux, sabemos que o ideal é usar aplicações nativas, mas se rodar no WINE direitinho por que não?

Wine Is Not an Emulator

O WINE traz configurado por padrão 64 MB de memória o que pode ser suficiente para abrir aplicações mais simples, mas quando se trata de jogos mais pesados ou aplicações como o iTunes o programa pode ficar mais lento e até mesmo não abrir - veja como instalar o iTunes no Ubuntu - mas como tudo no Linux é possível editar e modificar, e para dar ao WINE um pouco mais de memória de Video ( VRAM ) nós vamos nos utilizar do Utilitário Winetricks.

O Winetricks é um utilitário do WINE que permite instalar alguns complementos ( DLLs, Plugins, etc ) para aumentar ainda mais a compatibilidade dos programas, ele é instalado normalmente quando você instalado o WINE mas caso isso não aconteça, abra o terminal e cole o comando abaixo para instalar:
sudo apt-get install winetricks 
Agora vamos aos procedimentos cirúrgicos ainda no terminal rode o comando:
winetricks --gui
Quando você der esse comando uma janela se abrirá e você deve selecionar as seguintes opções.



Nesta janela você pode escolher a quantidade de memória de Video que o WINE deve utilizar, vale lembrar que a memória é virtual, então não importa o quando você tenha, essa é apenas uma instrução utilizada pelo WINE para "enganar" o programa para que ele possa rodar, porém, obviamente, quanto mais memória de vídeo você tiver melhor.


Dê OK, e experimente depois nos conte como foi a sua experiência e se para você mudou alguma coisa, para mim fez uma boa diferença, agora consigo rodar o GTA San Andreas sem nenhum lag e funcionando perfeito.




Até a próxima!

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Wine 4.6 é lançado oficialmente com correções de mais 50 bugs

Nenhum comentário

segunda-feira, 15 de abril de 2019

Na última Sexta-feira (12), o pessoal do WineHQ lançou a versão de desenvolvimento 4.6 do WINE, trazendo algumas melhorias no código, correções de bugs e updates pontuais. Isso para facilitar mais ainda a vida de quem precisa rodar algum programa ou jogo que não tem versão nativa para Linux.



 WINE 4.6 é lançado oficialmente com correções de mais 50 bugs





O WINE é muito importante no mundo Linux, pois através dele podemos rodar uma gama de programas e jogos que não tem uma versão nativa para o Pinguim, assim podendo esses serem desfrutados pelos usuários de Linux.

E nesta nova versão de desenvolvimento do WINE, vieram algumas implementações bem interessantes, como:

  - Início de um backend do Vulkan para o WineD3D;
  - Suporte para carregar bibliotecas Mono a partir de um local compartilhado;
  - Libwine.dll não é mais necessário ao usar DLLs do Wine no Windows;
  - Suporte a estruturas complexas no marshaller typelib;
  - Captura de vídeo portada para Video4Linux versão 2;
  - Versão inicial da DLL do mecanismo de depuração.

Além de trazer correções para os jogos como Warframe (via Steam), Mass Effect 1 , The Sims e entre outros. E o ponto mais “curioso”, foi o Battleye aparecer na lista de “correções” do WINE, com a seguinte linha:

Battleye's BEDaisy.sys requires correct KeGetCurrentThread implementation

Mas, nada referente com o funcionamento do Battleye do Windows no Wine, o que possibilitaria jogos como RainbowSix, PUBG e Fortnite por exemplo. E como a empresa falou ao pessoal do GamingOnLinux, “Que só podem suportar o Linux se o jogo tiver uma versão nativa do sistema.”, parece que o pessoal do WINE terá de criar suas próprias soluções.

Mas é um bom sinal ver o pessoal do WINE, CodeWeavers e da Valve tentarem fazer com que o Battleye funcione, visto que a Valve negocia com a EAC, para que ela possa trazer a compatibilidade do anticheat dela para o Protron.

Se você quiser conferir todas as correções de bugs e melhorias nesta versão do WINE, pode conferir neste link.

Este artigo não acaba aqui, continue trocando uma ideia lá  no nosso fórum

Espero você até a próxima, um forte abraço.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Wine 4.0 tem a sua versão final lançada e traz muitas novidades

Nenhum comentário

quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

A espera finalmente acabou e o WINE 4.0 Stable está no meio de nós, podendo ser utilizado nas mais diversas aplicações, desde a instalação de programas, até os jogos via Lutris e muito em breve também chegará ao projeto Proton da Valve, que se baseia no WINE.

 Wine 4.0 tem a sua versão final lançada e traz muitas novidades






Depois de um ano após o lançamento da versão Stable 3.0, eis que a nova Stable é lançada, e chegando na versão 4.0 traz várias melhorias e ajustes que podem ser utilizados nos mais diversos projetos, como já citamos.

Em comunicado oficial no site, a equipe do Wine faz o seguinte pronunciamento:

“A equipe do Wine tem o orgulho de anunciar que o lançamento do Wine 4.0 Stable
está disponível.

Este lançamento representa um ano de esforços no desenvolvimento e mais de 6.000
mudanças individuais. “

As melhorias e novidades apresentadas foram:

  -  Suporte Vulkan;
  - Suporte inicial para o Direct3D 12, precisando da lib vkd3d e uma GPU com suporte ao Vulkan;
  -  Suporte para joysticks e controles melhorado;.
  -  Suporte a High-DPI no Android;
  -  Multi-Threaded Command Stream habilitado por padrão;
  -  Suporte para texturas 2D e 3D usando o S3TC-compressed;
  -  Mais recursos implementados para o Direct3D 10 e 11.

A lista de implementações é enorme e você pode conferir ela completinha no site oficial do WineHQ. Aqui só listamos algumas das mais importantes.

Com a chegada da versão 4.0, muitos jogos poderão ter a performance melhorada e assim rodarem muito mais fluidos no Linux, assim como fazer com que muitos outros que não rodavam passem a funcionar. A cada versão lançada do WINE o “gargalo” de desempenho vai caindo cada vez mais, além disso, a tão aguardada chegada do Kernel 5.0 pode dar mais um “up” nesse cenário também.

Outro ponto muito positivo é que com a chegada dessas melhorias, não é somente os jogos que  vão se beneficiar, mas também os programas que as pessoas precisam e que não tenham uma versão nativa para Linux (ou para macOS, afinal o Wine roda nele também) ou não tem uma alternativa que substitua para aquela tarefa.

A nova versão do WINE estável deve chegar em breve nas distribuições, mas se você quiser tentar instalar por conta própria, pode seguir o tutorial do pessoal do WineHQ. Só preste muito atenção nos comandos que estiver executando, pois qualquer falta de atenção pode bagunçar o seu sistema. 

Particularmente, prefiro esperar que os projetos adicionem a tecnologia do Wine aos seus projetos, especialmente o Lutris e o Proton ao invés de fazer por conta própria, mas isso é algo pessoal.

Espero você até o próximo post, forte abraço.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo