Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Ubuntu Snap Manual - Trabalhando com pacotes Snap de forma simples

Nenhum comentário

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Os pacotes Snap do Ubuntu estão evoluindo a passos largos e várias aplicações famosas como Krita, LibreOffice, Telegram, Kdenlive e muitos outros já estão disponibilizando versões de seus programas no formato, mas mais do que isso, os Snaps trazem compatibilidade de pacotes entre todas as distros Linux. Aprenda agora como utilizá-los.

Como usar os pacotes Snap




Desde o seu lançamento, os pacotes Snap mudaram um pouco a forma com que manuseamos eles, por exemplo, o comando snap find, que muita gente utilizava, hoje tem funções um pouco diferentes e eu vou colocar aqui para você um verdadeiro manual do Snap, assim você poderá utilizá-lo plenamente.


Os pacotes Snap podem ser utilizados em qualquer distribuição e muitas delas já possuem uma forma fácil de ativar o suporte para eles (vide o link acima), se você ainda não sabe muito bem como os Snaps funcionam, recomendo ler este artigo e este outro, onde comparamos o Snap com o Flatpak para que você possa entender melhor.

Vamos aprender a usar o Snap no Ubuntu e em outras distros


Os comados descritos aqui servem para qualquer distribuição que tenha suporte para o Snap, esta é uma das vantagens deste novo gerenciamento de pacotes, ele acaba com o problema de que "cada distro é diferente", deixando-as assim de certa forma, padronizadas neste aspecto, o que para mim é algo positivo. Um ponto que foi criticado, e com razão, nas primeiras versões, eram os imensos tamanhos dos pacotes, o que parece estar sendo corrigindo, usando bibliotecas padrões compartilhadas, importando de certa forma, a função que o Flatpak também tem.

Principais comandos Snap


Antes de entrarmos em detalhes sobre como você usa o Snap para instalar e remover programas, vamos dar aqui algumas dicas para quem pretende desenvolver os pacotes Snaps e coloca-los na "loja". O repositório de Snaps da Canonical funciona como o Docker Hub por exemplo, onde você encontra de tudo um pouco. Se você for desenvolvedor, é importante ter uma conta no Ubuntu One para poder subir os Snaps para o repositório oficial, caso contrário você terá que distribuí-lo "por fora", da mesma forma que alguns desenvolvedores preferem disponibilizar atualmente um .deb ao invés de criar um PPA.



Para fazer login com a sua conta Ubuntu One na loja Snap pelo terminal para poder manusear o seu repositório use o comando:
snap login meu@email.com 
Para sair:
snap logout meu@email.com 

Como encontrar, baixar e instalar Snaps

Você pode instalar pacotes Snaps sem estar logado sem maiores problemas, como eu sugeri, o login é mais voltado para desenvolvedores. Então aqui você encontrará os comandos básicos para testes do Snap.

O primeiro deles é o find.
snap find nome_do_snap
sudo snap find

Aqui é que temos a primeira variação, antigamente você poderia digitar apenas snap find para listar todos os Snaps disponíveis, mas hoje em dia você precisa colocar uma palavra chave também, isso provavelmente se deve ao fato de que a quantidade de Snaps cresceu incrivelmente, a lista seria muito grande.

Ao usar:
snap find hello
Você receberá uma lista de pacotes Snap que estão no repositório (veja a imagem acima) que contém em alguma parte da descrição do pacote a palavra chave que você pesquisou. Observe as colunas, temos o nome do pacote, seguido pela versão, depois temos o nick name do desenvolvedor, depois notas, e depois o sumário, que normalmente descreve a função do pacote. 

O pacote hello utilizado no exemplo tem exatamente essa função, servir de exemplo para testes, então vamos dizer que você queira instalar o pacote, o comando seria:
snap install hello
Repare que não precisamos usar o sudo para instalar, o que garante que não precisamos utilizar o root para instalar programas, isso torna o sistema mais seguro, afinal, nada terá acesso ao super usuário, nem que seja por um instante, a menos que você permita.

snap install hello

O pacote estará instalado.

Como rodar os pacotes Snap


Para rodar um pacote Snap basta digitar o nome do pacote no terminal, no nosso exemplo, basta digitar hello.
hello
Hello Snap

Como remover os pacotes Snap


Se instalar é fácil, remover também. Seguindo o mesmo conceito dos pacotes deb, para remover um Snap basta usar o comando:
snap remove nome_do_snap
No nosso exemplo:
snap remove hello

Ubuntu Snap Remove

Como atualizar um pacote Snap

Atualizar um Snap é também muito simples:
snap refresh nome_do_snap
No nosso exemplo:
snap refresh hello 
Aqui também existem algumas variações que permitem que você tenha um melhor controle sobre o seu pacote Snap, permitindo que você use uma versão Beta ou em desenvolvimento, caso seja o seu desejo, usando estes parâmetros:
snap refresh nome_do_snap --beta
ou
snap refresh nome_do_snap --beta --devmode
No nosso exemplo:
snap refresh hello --beta
ou
snap refresh hello --beta --devmode

Vale a pena comentar que o parâmetro "devmode" remove as restrições de acesso do Snap, dando a ele acesso completo ao sistema, então use com cuidado.

 Como listar os seus Snaps instalados


Outro comando simples, o list serve para você ver informações sobre os Snaps instalados:
snap list
snap list

Gerenciado os Snaps "Like a PRO" com o uappexplorer-cli


Para quem não sabe, o uAppExplorer é um site que permite instalar aplicativos no Ubuntu Touch da mesma forma que você instala Apps no Android através do site da Play Store. Lá você encontra Snaps e Scopes, Web Apps e outros aplicativos. Nem todos os Apps são compatíveis com a versão desktop, mas os Snaps podem ser instalados. Essa loja não é oficial, mas até mesmo a Canonical a trata com muita consideração, o interessante é que essa "lojinha" também possui uma versão em modo texto que te ajuda a ter mais informações sobre os Snaps e facilita o seu trabalho de listá-los.

Depois que o comando find deixou de listar todos os Snaps, o trabalho de explorar os pacotes ficou mais complicado, mas somente se você não utilizar o uAppExplorer.

O primeiro passo para usar a loja no terminal é instalar:
snap install uappexplorer-cli
Agora você pode usar o uappexplorer-cli para buscar e pesquisar os pacotes Snap dentro do repositório.

Se você apenas digitar:
uappexplorer-cli
O terminal vai te mostrar a primeira página de pacotes da loja uAppExplorer. 

Snap uAppExplorer

Como você pode observar, temos algumas colunas. As principais são a primeira, que informa o nome do pacote Snap que você deve utilizar para instalar usando o comando snap install, a segunda coluna descreve o pacote e a terceira coluna é muito importante, repare que temos tipos diferentes, Apps, Web App, Snap e Scope (que não aparece na imagem acima), os que você pode instalar via Snap são, obviamente, somente os distribuídos em formato Snap, então fique atento a este detalhe.

Na imagem acima você está vendo parte da primeira página de pacotes Snap, no momento deste post existem 114 páginas de pacotes para o Ubuntu Touch com algumas dezenas de Snaps prontinhos para você instalar, então para navegar pelas páginas você pode usar o parâmetro.
uappexplorer-cli -p [numero da página]
Por exemplo:
uappexplorer-cli -p 2
Para ir para a página 2, mude o número de acordo com o número da página que você deseja visualizar.

Você também pode usar o uAppExplorer para pesquisar por algum termo:
uappexplorer-cli -s nome_do_snap
Por exemplo:
uappexplorer-cli -s inkscape
Pesquisando Snap

 Como você pode ver, a pesquisa nos trouxe um resultado do tipo "Snap", segundo a coluna "Type", com o nome do pacote "inkscape", ou seja, para instalar a última versão do Inkscape no Ubuntu ou qualquer outra distro via Snap, basta rodar:
snap install inkscape
Para saber mais opções, tanto do comando Snap, quanto da uAppExplorer-cli rode os comandos:
snap -h
uappexplorer-cli -h


Habilitando e desabilitando Snaps no sistema


Existem vários servidores completos disponibilizados via Snap, e pode ser útil você habilitar e desabilitar os serviços. O procedimento funciona para qualquer Snap, mas pode ser especialmente útil nestes serviços. Para habilitar e desabilitar um pacote Snap no sistema, sem removê-lo:
snap enable nome_do_snap
snap disable nome_do_snap

Outras funções do Snap 


Existem outras funções interessantes que o Snap possui. Os desenvolvedores que quiserem vender programas em formato Snap também poderão fazer. Apesar de eu ainda não ter encontrado Apps pagos, teoricamente você poderia comprá-los com o comando:
snap buy nome_do_snap
Para tal, é necessário estar logado com a sua conta Ubuntu One.

Outro parâmetro bacana é o revert:
snap revert nome_do_snap
Este comando faz com que o pacote Snap que você especificar seja revertido para a versão anterior a ultima atualização, esta é outra grande vantagem do Snap, a opção de Rollback sem precisar modificar o sistema em si, vai ser muito útil quando versões do Kernel e versões de drivers forem disponibilizadas desta forma.

Como comentei anteriormente, você pode usar o comando:
snap -h
Para ver todos os parâmetros do Snap, porém, você pode querer saber mais detalhes sobre o que cada parâmetro faz, basta escolher um e colocar o -h também ao final da linha, por exemplo, para saber mais detalhes sobre o comando revert que eu comentei antes:
snap revert -h
Snap revert

Como você pode ver, o terminal vai te mostrar um resumo da função do comando, juntamente com a forma com que ele deve ser utilizado.

Usando pacotes Snap sem o terminal 


Bom, até agora eu apenas mostrei o gerenciamento de pacotes Snap através do terminal, mas para alegria geral da nação, o Ubuntu Software (Gnome Software) tem suporte para instalação de Snaps, faça o teste, abra a central e digite Snap:

Ubuntu Snap

Serão listados os pacotes Snap disponíveis.

Você pode pesquisar também pelo nome do programa. No exemplo abaixo eu procuro pelo editor de imagens vetoriais, Inkscape, como você pode ver, a central de programas me mostra duas versões, uma que eu instalei através do próprio repositório tradicional e a outra é do formato Snap.

Inkscape Snap

Neste caso a versão de cima é a Snap, para ter certeza de qual é a versão Snap e qual não é, clique no aplicativo e na descrição do mesmo observe a fonte do App:

Inkscape Snap

Se a fonte for algo relacionado ao Ubuntu Snappy, ou Snap, significa que é este tipo de pacote.

Instalar e remover pacotes Snap pela Central de Programas funciona da mesma forma que qualquer outro aplicativo, um clique para instalar, um outro clique para remover. Programas que possuem modo gráfico instalados via Snap pode ser rodados tanto pelo terminal, quanto pela própria interface gráfica, basta procurar o aplicativo no menu dos sistema.

Inkscape

No menu aparecem os dois aplicativos inclusive, a versão instalada através do repositório tradicional em pacotes .deb e a outra, instalada via Snap. Isso só acontece se você tiver instalado as duas versões obviamente.

A grande diferença de instalar e remover Snaps pelo Software Center, é que diferente de um programa "padrão", disponibilizado tradicionalmente via .deb (no caso do Ubuntu) é que não é necessário digitar a sua senha para instalar a aplicação, ou mesmo, removê-la.

Esse mecanismo faz com que o processo de instalação de Apps seja igual ao do Android, no Unity 8 os Snaps também poderão solicitar permissões de acesso a características específicas do computador, como acesso a câmera, ou áudio, etc.

Acho que com isso você já poderá utilizar os pacotes Snap sem problemas, independente da distro. 

Eles são uma grande revolução na forma com que os softwares para Linux são distribuídos, de modo que um desenvolvedor poderá criar um único pacote de software (em snap) que será compatível com todas as distros.

Se novidades vierem, nós lhe informaremos, fique ligado do blog.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




99 Vidas - Novo game brasileiro disponível para Linux

Nenhum comentário
Está procurando um novo game para zerar nas férias? Que tal jogar o novo lançamento brasileiro na Steam, o beat em' up, 99 Vidas.

99 Vidas Gameplay




Eu gosto muito de apoiar o mercado nacional, acredito que precisamos valorizar mais os nossos profissionais. Tem muita gente que sonha em desenvolver games e acaba automaticamente pensando em sair do país para poder trabalhar de maneira plena, graças ao cenário atual do mercado, o que é uma pena.

Vamos mostrar aqui um game que sobreviveu (ou viveu) ao/no mercado brasileiro, o 99 Vidas, o game do podcast de mesmo nome.



Vamos incentivar a indústria brasileira, então diga pra gente que outro game nacional você gostaria de ver no canal? Qual você recomenda?

Quer trabalhar com desenvolvimento no Brasil?


Nos temos um episódio completo do DioCast com um dos maiores estúdios de desenvolvimento de games do Brasil, a Aquiris de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Confira aqui.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Top 14 - Melhores games lançados para Linux em 2016

Nenhum comentário
O ano de 2017  acabou de começar e muitas coisas bacanas estão para chegar no mundo dos games para Linux. O ano de 2016 foi um bom ano para quem gosta de jogar no Linux, vamos juntar os 14 títulos que foram lançados no ano passado e que nós achamos que merecem um maior destaque.

Top 14 Linux Games




Existem muitos títulos bons para Linux disponíveis atualmente, muitos deles foram lançados no ano passado, vamos conferir agora a nossa série de dois vídeos onde mostramos os 14 melhores games lançados em 2016, pelo menos, segundo a nossa opinião e a opinião do nosso apresentador, Bruno Madrugueds.





Estes são alguns dos melhores jogos lançados no ano passado para a plataforma Linux/SteamOS, quais outros games você curte que saíram em 2016?

Está com a grana curta? Então confira o nosso Top 7 games grátis para Linux.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Compre produtos LibreOffice e ajude o projeto a continuar

Nenhum comentário
Nós estamos com uma promoção bacana que pretende auxiliar, pelo menos um pouco, o desenvolvimento do LibreOffice. então se você gosta da suíte, fique ligado.

Produtos LibreOffice




Nós estamos com uma série de produtos para enaltecer o LibreOffice na DioStore, temos vários modelos diferentes de estampas para canecas e camisetas.

LibreOffice

Além de comprar uma camiseta ou caneca bacana que vai mostrar o quanto você aprecia o LibreOffice, 5% da sua compra vai para o projeto LibreOffice, nós mesmos vamos fazer uma doação. Assim além de ter um produto bacana você ajuda o projeto.

Claro, não é necessário comprar nada na DioStore se você deseja apenas ajudar o projeto, basta ir diretamente até a página de doações do LibreOffice.

Clique aqui e acessa a página com produtos LibreOffice na DioStore.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Conversor de vídeo Handbrake para Ubuntu, Windows e Mac recebe atualização

Nenhum comentário

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Depois de nada mais, nada menos, do que 13 anos trabalhando como um aplicativo Beta, o Handbrake finalmente liberou a sua primeira versão final, veja como instalar no seu sistema.

Handbrake Stable




O Handbrake é uma ferramenta excelente para todo YouTuber especialmente, ele tem uma capacidade incrível de ripar os vídeos reduzindo drasticamente o seu tamanho sem perder muita qualidade, ideal para quem manda os vídeos para o YouTube e não tem uma taxa de upload tão boa quanto gostaria.

Você pode ler toda a documentação do Handbrake aqui.

Handbrake

Na página de downloads do Handbrake você encontra a versão para Mac, para Windows, para Ubuntu, o código fonte, a versão em linha de texto, a versão em desenvolvimento e os antigos lançamentos.

Para quem usa o Ubuntu ou derivado, basta usar este PPA oficial: ppa:stebbins/handbrake-releases


Dica: Veja como instalar um PPA em modo gráfico. O nome do pacote para instalação é handbrake-gtk.

Para quem curte o terminal, pode fazer assim:
sudo add-apt-repository ppa:stebbins/handbrake-releases 
sudo apt update
sudo apt install handbrake-gtk
Depois de instalado, independente do método, ele estará no menu do seu sistema, se você usa uma distro derivada do Ubuntu o procedimento é o mesmo, para outras distros, consulte o repositório do sistema em questão, pode ser que os desenvolvedores tenham que empacotar o programa para o sistema ou para quem mais habilidade técnica, na página de download você também encontra o código fonte para compilar.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Ubuntu 17.04 Zesty Zapus Alpha está disponível para download, confira as novidades

Nenhum comentário
Apesar da Canonical com a equipe de desenvolvimento do Ubuntu e dos  seus"sabores", como Ubuntu Gnome, Ubuntu MATE, etc. sempre disponibilizarem as famosas "daily builds", que são gerações diárias das isos com as modificações implementadas até o momento, existem algumas datas onde os alphas e betas são liberados.

Ubuntu Zesty




Os lançamentos dos primeiros alphas do ciclo Zesty Zapus do Ubuntu eram para ter acontecido ainda em Dezembro, no dia 29, mas devido as festas de final de ano ele foi adiado para hoje. Como nós sempre nos comprometemos a trazer as principais novidades do Ubuntu, temos aqui uma das boas para quem está ansioso para testar a nova build e ajudar a reportar bugs e resolver os eventuais problemas.
Leia também: 5 grandes novidades do Unity 8 para o Ubuntu 17.04 Zesty Zapus
Como a versão 17.04 não é uma LTS, o compromisso por usar pacotes mais testados, e por consequência, mais antigos, não é tão grande. Essas versões intermediárias são onde a Canonical costuma testar novas tecnologias. Boa parte das atualizações são para o Unity 8, que está ficando com "uma cara mais decente" (veja o link logo acima que você vai entender), mas não só de Unity 8 vive o Ubuntu. O Unity 7, estável e que recebe muito poucos incrementos funcionais, agora está bem maduro e tem pouquíssimos bugs. Boa parte do trabalho para a versão com Unity do Ubuntu está voltado para implementações de tecnologias como o Kernel 4.9 (atualmente, pois no lançamento final, em Abril, tudo indica que será o 4.10), implementação do MESA 13.0.2, do compilador do projeto GNU (GCC) na versão 6.3.0 e dos Gnome Apps na versão 3.22.



Além disso, uma coisa que eu acho que merece destaque é o novo suporte para as "IPP Everywhere printers", que permite fazer impressões em rede sem a necessidade de drivers específicos, o que trará suporte também para o Apple AirPrint, como foi anunciado nas listas de e-mail de desenvolvimento do Ubuntu.

Para acompanhar as datas dos próximos lançamentos você pode se guiar pelo nosso calendário de lançamentos. Se tudo der certo, o próximo lançamento será no dia 26 de Janeiro.

Baixe as Daily Builds do Ubuntu logo abaixo, existem versões em 32 e 64 bits:


As outras versões do Ubuntu faltantes ainda não disponibilizaram alphas e nem daily builds para a versão 17.04. Então assim que tivermos novidades sobre o Ubuntu Budgie, Mythbuntu, Edubuntu. e Ubuntu Snappy, você ficará sabendo aqui pelo blog, então fique ligado.

Até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




CyanogenMod não existirá mais, em seu lugar teremos o Lineage OS

Nenhum comentário
O CyanogenMod tem sido o refúgio de muita gente que não gosta de usar o Android do jeito que as construtoras costumam fazer. Trazendo uma experiência mais pura e otimizada para vários aparelhos diferentes, mas infelizmente o projeto não vai continuar.

Lineage OS




O projeto mantido pela Cyanogen Inc. acabou sendo abandonado no ano de 2016 e agora em 2017 muitas pessoas ficaram preocupadas com o futuro do Cyagenogen Mod. Mas como um bom programa de código aberto ele vai continuar sendo desenvolvendo, ainda que com outro nome.

O Lineage OS vai continuar exatamente do ponto que o CyanogenMod parou, inclusive, com alguns ex-membros do desenvolvimento original, incluindo um dos fundadores. Para você ficar por dentro das novidades que o Lineage OS vai trazer acompanhe o projeto nas suas redes sociais e principalmente através do novo site oficial.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo