Entrevistamos os criadores do Lightworks, o editor de vídeo Hollywoodiano para Linux - Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo.

Responsive Ad Slot

Entrevistamos os criadores do Lightworks, o editor de vídeo Hollywoodiano para Linux

O Linux está presente também em muitos filmes de Hollywood e pode ser usado como ferramenta para edição massiva e profissional, especialmente um software chamado Lightworks. Nós, do Diolinux, entrevistamos a Matt Sandford da Edit Share, para saber mais sobre como eles enxergam o mercado Linux para edição e produção cinematográfica.

sábado, 5 de dezembro de 2015

/ por Dionatan Simioni
O Linux está presente também em muitos filmes de Hollywood e pode ser usado como ferramenta para edição massiva e profissional, especialmente um software chamado Lightworks. Nós, do Diolinux, entrevistamos a Matt Sandford da Edit Share, para saber mais sobre como eles enxergam o mercado Linux para edição e produção cinematográfica.

Matt Sandford entrevista Diolinux - Lightworks

Entrevistamos a EditShare


A EditShare é a empresa por trás do Lightworks, um editor de vídeo profissional que está disponível para Linux há alguns anos já, falando com Matt Sandford e fizemos alguns questionamentos sobre o software e também sobre a relevância da plataforma Linux para eles.
Veja também: Como instalar o Lightworks no Ubuntu.
Diolinux: Qual o ramo de atuação específico da EditShare?

Matt: Editshare é uma empresa que permite que os profissionais de mídia possam colaborar com uma ampla gama de projetos gratuitamente, uma vez que o Lightworks possui uma versão grátis, ele é projetado para integrar-se juntamente com outros de nossos produtos para permitir uma execução rápida e precisa da edição, resumidamente somos um empresa de software, porém não só fazemos isso como nos preocupamos com toda a experiência que um editor profissional possa ter usando o nosso programa, ou seja, não é "apenas" software, mas todo o meio disponibilizado para edição, teclados especiais, suporte, plugins, etc.

Diolinux: Quantos usuários de Lightworks vocês estimam ter ao redor do mundo?

Matt: O Lightworks está próximos de 2,5 milhões de usuários registrados, com cerca de 3 mil ativações da versão gratuita a cada dia.

Diolinux: Cases de sucesso, quais projetos  de sucesso foram feitos usando o Lightworks?

Matt: O case mais recente de grande sucesso que podemos citar e que foi completamente editado com o Lightworks é o blockbuster "The Wolf of Wall Street" (conhecido aqui no Brasil como "O lobo de Wall Street", estrelado por Leonardo Di Caprio), digirido por Martin Scorsese e editado por Thelma Schoonmaker, ambos estão trabalhando conosco para melhorar os efeitos de pós produção do Lightoworks em um futuro próximo.


Diolinux: O que motivou a EditShare a criar uma versão para Linux no software?

Matt: Historicamente o Lightworks sempre foi destinado à plataforma Windows, foi quando a EditShare comprou o Lightworks em 2009 e imediatamente começaram a trabalhar para torná-lo disponível em qualquer sistema, uma vez que estúdios profissional normalmente não usam Windows, e sim Mac OSX e Linux para produção, foi uma manobra para dar mercado ao Software em locais profissionais..

Em 2010 foi anunciada o primeiro beta gratuito para o Windows sobre o comando da EditShare e no mesmo lançamento fomos inundados com pedidos para construir versões do software para Linux e Mac OSX. Não havia até então outro editor NLE profissional disponível para Linux e decidimos ser os primeiros a fazer isso acontecer, hoje podemos dizer que o Lightworks é o primeiro NLE profissional disponível nas três principais plataformas.

Diolinux: Como o Linux é visto por vocês no ramo de edição de vídeos profissional?

Matt: Boa parte dos produtores profissionais usam Linux neste setor e em vários estágio da produção e pós-produto, sobretudo efeitos especiais, porém, na edição em si não era algo tão comum, algo que o Lightworks agora permite fazer perfeitamente, adicionando o Linux a mais um setor da produção de um filme profissional ou em seu fluxo de trabalho.

Diolinux: Qual são os requisitos mínimos de hardware para editar usando o Lightworks?

Matt: Apesar de rodar em hardwares inferiores, para ter um desempenho e um "work flow" eficiente é necessário ter:

- Intel Core i7 ou mais rápido ou AMD equivalente;
- 3GB de RAM ou mais;
- Dois monitores de alta resolução, full HD ou maior;
- Placas de vídeo Nvidia ou AMD com 1 GB de memória ou mais;
- É recomendado ter vários discos com grandes capacidades para armazenar os dados brutos;
- Placa de som compatível;
- 200 MB de espaço para instalação do Lightworks;
- (Opcional) Lightowrks Console;
- (Opcional) Lightworks Keyboard.

Diolinux: Há quantos usuários Linux usando o Lightworks atualmente?

Matt: 7% dos nossos usuários PRO atualmente usam Linux, mas existe uma gama maior quando consideramos as ativações grátis.

Diolinux: Deixe uma mensagem final para o público brasileiro.

Matt: Estamos muito contentes com os fãs brasileiros e também os portugueses do Lightoworks, especialmente desfrutando do Lightworks no Linux. Isso faz com que sintamos que estamos caminho certo, especialmente com a comunidade Linux.

Matt ainda comentou que eles pretendem transformar o Lightworks em um software open source no futuro, algo que ele ainda não é.

Agora você conhece um pouco mais desta excelente ferramenta e opção para editar os seus vídeos de maneira profissional ou não.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo