Quem é Linus Torvalds no desenvolvimento do Kernel Linux hoje em dia? - Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Quem é Linus Torvalds no desenvolvimento do Kernel Linux hoje em dia?

Exatamente qual é o trabalho do Linus Torvalds nos dias de hoje? Será ele é quem realmente ainda dá as ordens em relação ao Linux?

quinta-feira, 31 de outubro de 2019

/ por Jedi Fonseca
Todos sabemos que, apesar de ser o grande nome por de trás da Microsoft, não é mais o Bill Gates que conduz a empresa. Obviamente Linus Torvalds é o grande nome por de trás do Linux, mas será que ele é quem ainda realmente mantém toda essa “máquina” funcionando?

quem-e-linus-torvalds-no-desenvolvimento-do-kernel-linux-hoje-em-dia

Todos nós usuários, entusiastas, simpatizantes que estamos de alguma forma envolvidos no mundo Linux, com certeza já ouvimos muito falar do Linus Torvalds. E não é à toa, afinal, ele é “nada menos” que quem o criou o Kernel Linux. Sem ele, provavelmente tudo o que conhecemos hoje em dia, como Linux não existisse, ao menos, não da mesma forma que conhecemos.

Antes de continuar, é muito importante que você saiba o que é Linux. E não, não é simplesmente um sistema operacional assim como o Windows. Os vídeos abaixo com certeza irão tirar todas, ou boa parte das suas dúvidas sobre o que realmente é Linux, de forma que você terá um entendimento muito melhor sobre a continuação deste artigo.



Na última terça-feira (29), Linus Torvalds concedeu uma entrevista para Dirk Hohndel (chefe da equipe open source da VMware), no palco da The Open Source Summit, em Lyon, na França. Que você confere, de forma comentada e em tradução livre, a seguir.

O aumento da complexidade do código e brechas de segurança


Primeiramente Linus foi questionado sobre o nível de complexidade cada vez mais alto que o Kernel Linux vem atingindo e, como essa alta complexidade vem tornando o software cada vez mais difícil de ser “debugado”. Poderia esse alto nível de complexidade tornar o Kernel cada vez mais problemático e inseguro?

Linus diz que, embora o Kernel de fato esteja se tornando cada dia maior e mais complexo, a infraestrutura disponível para rastrear e resolver bugs e problemas de segurança em geral, também está cada dia mais eficaz. Tanto o Kernel quanto qualquer sistema operacional, é sempre algo muito complexo e, esses softwares são utilizados por centenas de milhares de pessoas diferentes, a grande maioria delas sem experiência ou conhecimento sobre o assunto. E por qualquer motivo que seja, essas pessoas acabam fazendo coisas com o sistema que nenhum desenvolvedor em sã consciência pensaria ser lógico ou até mesmo possível.

Com isso, para corrigir tais bugs, muitas vezes são necessárias mudanças e implementações que acabam por tornar o código mais extenso e complexo. Um código mais extenso e complexo, em tese, poderia gerar novos bugs, assim abrindo brechas de segurança. Todavia, como já dito anteriormente, as técnicas e ferramentas utilizadas para prevenir e corrigir falhas de segurança e funcionamento básico continuam a avançar e se aprimorar a cada dia. Desta forma, como disse Linus: 

Eu não acho que estejamos piorando. De muitas formas, o desenvolvimento do Kernel se tornou muito mais fácil. Sim, é maior e muito mais complicado, mas por outro lado, nós também temos ferramentas muito melhores, muito mais comunicação e uma comunidade muito maior. Anteriormente, talvez você não tivesse o hardware correto, porque o Kernel funcionava apenas em um seleto grupo de hardwares. Isso já não é mais um problema”.

Essa afirmação corrobora com as implementações visando automatização de testes no kernel Linux, conforme detalhamos na matéria sobre a ferramenta KernnelCI.

linus-torvalds-em-entrevista-na-the-open-source-summit
Dirk Hohndel (direita), e Linus Torvalds (esquerda). Entrevista na The Open Source Summit.
Além de tudo o que foi dito anteriormente, o Kernel geralmente não sai diretamente do primeiro grupo de desenvolvedores e chega nas mãos dos usuários finais. Segundo as palavras do próprio Linus: “Existem vários níveis de filtro”. Linus Torvalds é responsável por manter a versão em desenvolvimento do Kernel Linux, já a versão estável é responsabilidade de outra pessoa, que atualmente é Greg Khroa-Hartman. Após isso, cada pessoa, distribuição ou empresa que utiliza o Kernel, geralmente faz os seus próprios testes e modificações. Tendo assim, cada um a sua própria versão estável do mesmo. Somente após isso é que os usuários finais têm a chance de instalar um sistema utilizando aquele Kernel nas suas máquinas.

A única preocupação que Linus parece ter nesse aspecto é quanto a quem ainda utiliza versões muito antigas do Kernel.

As pessoas continuam trabalhando com Kerneis tão antigos, que são de épocas em que ainda não tínhamos os mesmos procedimentos de segurança que temos atualmente. Alguns sistemas com um suporte realmente longo ainda estão utilizando Kerneis que são realmente inferiores.”, disse Linus.

Afinal, qual é o trabalho de Linus Torvalds nos dias de hoje?


Muitas pessoas acreditam que Linus Torvalds passa dias inteiros sentado criando linhas de código e fazendo correções de bugs no Kernel Linux, mas será isso mesmo? Ao ser questionado sobre qual é o trabalho do mantenedor chefe do Kernel Linux, Linus respondeu:

Eu leio e escrevo emails. Eu definitivamente não crio mais linhas de código. Muito do que eu escrevo, o faço apenas dentro do meu gerenciador de emails. No final das contas, o meu trabalho é basicamente dizer “Não!”. Alguém tem que ser capaz de dizer “não”. Os outros desenvolvedores sabem que se eles fizerem algo que não é legal, eu direi “Não!”, e então eles serão mais cuidadosos da próxima vez. Porém, para poder dizer “não”, eu tenho que saber tudo o que está acontecendo, na superfície, e abaixo dela. Apenas assim eu poderei fazer o meu trabalho. Eu passo a maior parte do meu dia basicamente lendo e-mails sobre no que as pessoas estão trabalhando.

O meu primeiro objetivo é ser realmente responsivo com mantenedores que me enviam patches ou solicitações de correção. Eu procuro sempre dar uma resposta, seja ela “sim” ou “não”, dentro de no máximo um dia ou dois. Muitas vezes a minha semana acaba sendo prolongada em um dia ou dois, mas eu quero estar lá o tempo todo. Como mantenedor, acredito que essa seja uma das principais coisas que eu queira fazer”.

linus-torvalds

Com essa resposta podemos perceber que ser o Mantenedor Chefe não é simplesmente ser o cara que dá as ordens. É também ser responsável e eficaz o suficiente para tomar as decisões difíceis e sempre estar lá pela sua equipe. E assim ser capaz de manter “a máquina” funcionando.

Torvalds também comentou sobre os valores da documentação, e também “bug reports”:

Reports de bugs vindos de usuários e desenvolvedores, para mim, são tão ou mais importantes que as mudanças no código propriamente ditas. Algumas vezes a mudança no código é tão óbvia que nenhum report é necessário. Mas isso é algo extremamente raro… Em um software bem documentado, o desenvolvedor não está apenas apresentando o código, mas também o está explicando para que qualquer outra pessoa possa entender”.

Já fazem 28 anos desde que Linus Torvalds criou o Kernel Linux, e desde então vem sendo o seu mantenedor chefe. Dito isso, Linus foi questionado sobre possíveis planos para novos projetos:

Não. Eu parei por aqui.

Em Setembro de 2018 Linus largou temporariamente o seu cargo de mantenedor chefe do Kernel Linux. Teria sido isso um sinal de que o fim da “era Linus” comandando o desenvolvimento do Linux estaria chegando? Ao ser questionado sobre possíveis planos para abandonar o cargo de forma definitiva, Linus respondeu:

Eu talvez passe a maior parte do meu tempo lendo e-mails, mas o motivo para isso, é que eu ficaria realmente entediado se não o fizesse.

Conclusão


Após essa resposta, acredito que possamos ficar tranquilos quanto a quem continuará sendo o mantenedor chefe do Kernel Linux. Com tudo o que foi dito pelo Linus a respeito do seu trabalho, posso concluir que para se manter um projeto massivo como este em pleno funcionamento e evoluindo da forma com que o Linux está, não basta ser um excelente desenvolvedor ou ter todo o conhecimento do mundo sobre o assunto. Também é preciso ter a capacidade de manter muitas pessoas trabalhando juntas, tendo o mesmo objetivo e sempre impulsionando-as. É preciso ser um líder.

Todavia, ninguém dura para sempre. É certo que, mais cedo ou mais tarde, Linus Torvalds não estará mais no comando desse grande projeto. O que você acha que irá acontecer, e quais você acha que serão os riscos quando este líder carismático e extremamente competente precisar ser substituído? Diga-nos o que você pensa, nos comentários.

Você gosta de Linux e tecnologia? Tem alguma dúvida ou problema que não consegue resolver? Venha fazer parte da nossa comunidade no Diolinux Plus

Isso é tudo pessoal! 😉

Fonte: The Register

_________________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo