Fedora 31 abandonará arquitetura 32 bits também! - Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Fedora 31 abandonará arquitetura 32 bits também!

Fedora entra pro Hall de distros que deixaram de suportar ISOs de 32 bits

sexta-feira, 26 de julho de 2019

/ por Dionatan Simioni
O futuro lançamento do Fedora, versão 31, não entregará mais versões de 32 bits do sistema, sendo mais uma distro a entrar para a lista dos sistemas operacionais que oferecem apenas versões de 64 bits, isso deve afetar alguns pacotes internos também, mas era uma passo esperado.

Fedora 32 bits





Justin Forbes, do projeto Fedora, anunciou na Wiki da distro a mudança em relação ao suporte de arquiteturas, dizendo que o projeto Fedora não fará mais imagens bootáveis do sistema com arquitetura i386/i686, acabando com as versões para processadores de 32 bits do sistema, assim como não serão mais atualizados os Kernels nessa arquitetura.

Qual o motivo?


Acho que essa é fácil de adivinhar, mas Forbes nos explica detalhadamente o embasamento da decisão:

"O Kernel i686 é limitado em uso em vários sentidos, e atualmente a maioria do hardware suporta 64 bits, este suporte esteve sob o status de 'suportado pela comunidade' por vários lançamentos do Fedora até agora, dessa forma, ele acabou se tornando algo muito pouco testado, e com problemas frequentes aparecendo upstream. Bugs estes que tendem a não ser percebidos e não receberem atenção por mais tempo do que o normal. 

Quando os problemas são encontrados, eles regularmente demoram muito mais tempo até receberem uma correção, pois são considerados 'de baixa prioridade', o que acaba deixando a arquitetura carente de updates importantes, fornecendo para as pessoas que usam 32 bits uma 'expericia pior do que o desejável'.

Com esta nova proposta, o Kernel de 32 bits não será mais construído, e a grande diferença para o usuário final é que não haverão mais ISOs de 32 bits disponíveis para download.

Essa proposta foi feita no Fedora 27 ainda, mas ela foi evitada até o momento por conta de alguns problemas de compatibilidade que sua ausência causaria."

Segundo Justin Forbes, a mudança permite que o Fedora lance versões mais testadas do Kernel, assim como as suas atualizações, as correções de bugs se tornam mais rápidas para problemas de segurança, permitindo que os usuários fiquem expostos por menos tempo ou nem sequer sejam expostos.

O Fedora se junta a outros projetos com essa decisão, o Ubuntu deixou de construir as ISOs na versão 18.04 LTS, assim como o Ubuntu Server, e até mesmo o LibreOffice e a Nvidia, passando até pelo Debian, que começou a cortar algumas arquiteturas.

Consequências da decisão


Forbes sabe que toda ação tem uma reação, e algumas coisas podem desagradar aos usuários, mas enfatiza que ainda será possível instalar pacotes de 32 bits no Fedora 31, exceto os pacotes de Kernel. 

Essa mudança implica em algumas outras coisas, como:

- Usuários de 32 bits do Fedora 30 não poderão fazer upgrade para a versão 31, obrigando a reinstalação;

- Alguns hardwares antigos não serão mais suportados pelo Fedora.

No fim das contas, este parece ser o caminho de todos os sistemas, essa transição gradual é a exata mesma mudança que o Ubuntu fez em Abril de 2018, diferente do que aconteceu recentemente, onde a Canonical quis dar, o que é provavelmente, o segundo passo nesse processo de abandono de arquitetura.

Continue o debate no nosso fórum, é gratuito e você vai curtir, tenho certeza! :)

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo